Arquivo da Tag: "CPI DAS OBRAS DA COPA"
27
04

MT: Wilson permanece na AL para intermediar autorização de empréstimo de R$ 900 mi

Alan Cosme/HiperNoticias

Alan Cosme/HiperNoticias

O deputado estadual Wilson Santos (PSDB), que se licenciou da Secretaria de Estado de Cidades (Secid) para participar da votação do relatório final da CPI das Obras da Copa do Mundo, revelou que permanecerá mais algumas semanas no parlamento antes de voltar ao staff do governador Pedro Taques (PSDB). O motivo seria para que à Assembleia autorize o governo a realizar um empréstimo de até R$ 900 milhões para concluir a obra do VLT.

 

LEIA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI.

 

 

25
04

MT: Relatório de CPI isenta contrato com Consórcio do VLT e pede conclusão de obras

Arquivo Gcom-MT/Edson Rodrigues

Arquivo Gcom-MT/Edson Rodrigues

Por Pablo Rodrigo

Prestes a entrar em votação na Assembleia Legislativa, o relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Obras da Copa do Mundo de 2014 não recomenda mais ao governo do Estado nem a rescisão e nem a suspensão do contrato com consórcio responsável pelas obras do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT). Os termos teriam sido “suprimidos” do documento.

 

LEIA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI.

 

 

24
04

Blog do Mauro no Hipernotícias

 

 

CPI determina conclusão do VLT?

Está previsto para esta quarta o fim de mais um capítulo da novela que virou a obra de implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) em Cuiabá e Várzea Grande. Os deputados deverão votar o relatório final da CPI das Obras da Copa, que traz diversos indícios de irregularidades no contrato firmado pelo Estado com o consórcio responsável pela obra.

 

Surpresa                                                                                         

A grande surpresa fica por conta não da sugestão, mas da determinação da CPI para que o Governo conclua todas as obras inacabadas da Copa ou ainda não entregues de forma definitiva, especialmente as obras do VLT.

 

Ficou estranho

Ou aconteceu uma escandalosa mudança no texto final do relatório da CPI ou então não se explica a saída do deputado Wilson Santos da Secretaria de Cidades. Reassumir o cargo de deputado para garantir o que já estava assegurado no relatório?

Em tempo: apenas esta semana todos os deputados tiveram acesso ao relatório que votarão nesta quarta-feira.

 

Renunciaram

Os advogados responsáveis, até o momento, pela defesa do ex-governador Silval Barbosa (PMDB) renunciaram ao caso. Em um curto comunicado, os defensores Valber Melo, Ulisses Rabaneda, Francisco Faiad, Artur Osti e Renan Serra comunicaram a decisão, motivada pela mudança na estratégia de defesa do político.

 

Confesso

A decisão ocorre um dia depois de Silval, em uma nota pública, negar a negociação de um acordo de colaboração com o Ministério Público Estadual (MPE), mas admitir que irá confessar os eventuais crimes dos quais tenha participação.

 

Bola cantada

Na semana passada, a coluna já havia adiantado a existência de um descompasso entre as informações de que o ex-governador estaria negociando uma possível delação e a veemente negativa de sua banca de advogados. Era nítido o descompasso entre as partes, sacramentado com esta decisão.

 

Primeira condenação

A mudança na banca de Silval ocorre no mesmo momento em que é sacramentado o primeiro pedido de condenação do ex-governador. Nas alegações finais da ação penal derivada da Operação Sodoma I, o Ministério Público Estadual (MPE) pede a condenação do politico pelos crimes de concussão, organização criminosa e lavagem de dinheiro, com pena máxima de 26 anos de prisão.

 

De Brasília

Com a mudança na defesa de Silval, cresce a possibilidade de que o advogado Délio Lins e Silva, que atua em Brasília, ser contratado para atuar junto à primeira instância. Criminalista respeitado, ele já defendeu o ex-governador junto às Cortes superiores e defende alguns envolvidos na Operação Lava Jato. Até agora, nada confirmado.

 

Informante

Depois de ver a denúncia contra o ex-secretário Pedro Nadaf por conta da quinta fase da Operação Sodoma ser rejeitada pela Justiça, o MPE solicitou o interrogatório dele na condição de informante. Os promotores, que esperavam a oitiva de Nadaf na condição de réu, defendem que ele fale o que sabe sobre o caso, sobretudo porque foram as informações prestadas por ele que revelaram a participação de outros agentes públicos nos esquemas.

 

Abuso de autoridade

Com o avanço do Projeto de Lei que modifica a punição pelo crime de abuso de autoridade, entidades que representam as carreiras jurídicas se mobilizam para tentar barrar a proposta nos moldes atuais, atualmente no Senado. Nesta semana, o presidente da Associação Mato-grossense do Ministério Público (AMMP), promotor Roberto Turim, estará em Brasília para debater o assunto no âmbito da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp).

 

Jato particular

Ao mesmo tempo em que surgem denúncias de uso particular por parte de ministros e autoridades dos aviões da FAB, o ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP), deu o exemplo. De acordo com o colunista Lauro Jardim, ao não conseguir uma aeronave para voltar do Rio de Janeiro para Brasília, onde cumpria compromissos do Ministério, ele acionou seu jato particular e voltou para o Distrito Federal.

 

Transformação

Começa nesta quarta (25) mais uma edição da Caravana da Transformação, realizada pelo Governo de Mato Grosso. Desta vez, o projeto será instalado no município de Porto Alegre do Norte (1.125 km de Cuiabá). Além da população da cidade, moradores de outros 11 municípios serão atendidos durante os dias de evento.

 

 

03
05

MT: Silval Barbosa e Riva serão convocados por CPI

1Por Vinícius Bruno

Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Obras da Copa na Assembleia Legislativa pretende ouvir o ex-governador Silval Barbosa e o ex-deputado estadual José Riva. Uma fonte informou que os nomes devem ser citados ao final das oitivas programadas para esta manhã (3).

 

LEIA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI.

 

 

06
08

Unemat não assina convênio e CPI continua parada

1Por Laura Nabuco

Com os trabalhos paralisados há quase dois meses, a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Obras da Copa do Mundo de 2014, instalada na Assembleia Legislativa, não tem data para ser retomada. O convênio com a Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat) para a contratação de técnicos que auxiliem os deputados ainda não foi assinado e não há previsão de quando será.

 

LEIA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI.

 

 

11
06

MT: Acordo teria sido feito na AL

1Após constatar que os 15 técnicos que atuariam na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Obras da Copa do Mundo, não poderiam ser contratados como servidores comissionados na Assembleia Legislativa, a Mesa Diretora, junto com o presidente da CPI, Oscar Bezerra (PSB), teriam firmado um acordo com a empresa CLS Consultoria e Assessoria Ltda. para auxiliar nos trabalhos de investigação. A empresa foi descartada após o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso (Crea) constatar irregularidades no contrato. A presidência nega possível acordo.

12
04

MT: CPI agenda data de depoimentos de Riva e Silval

1Por Laura Nabuco

As oitivas do ex-governador Silval Barbosa (PMDB) e do ex-deputado estadual José Riva (PSD) na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das obras da Copa do Mundo de 2014 já têm data para ocorrer. O peemedebista será ouvido no próximo dia 28, enquanto o depoimento do pessedista ficou agendado para o dia 5 de maio.

 

LEIA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI.

 

 

Publicicade

Publicicade