Arquivo da Tag: "SENADO FEDERAL"
04
09

MT a um passo de conseguir o empréstimo com o Banco Mundial

Depois de conseguir o aval com o presidente Jair Bolsonaro para prosseguir com o empréstimo no valor de 250 milhões de dólares com o Banco Mundial, Mato Grosso avançou mais um passo na manhã desta quarta-feira (4). Isso porque a Comissão de Assuntos Econômicos do Senado Federal deu parecer favorável para a transação. Agora, resta o plenário da Casa manter o entendimento pró Mato Grosso.

 

Toda a movimentação no Senado Federal é acompanhada pelo secretário de Fazenda, Rogério Gallo, e pelo próprio governador Mauro Mendes (DEM), que tenta equilibrar as contas públicas desde o início de seu mandato. Segundo o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, a apreciação em plenário deve ocorrer ainda nesta quarta. (mais…)

15
07

Indicação de Eduardo é o ‘maior erro’ do presidente Bolsonaro, diz Simone Tebet

Por Estadão Conteúdo

 

A presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Simone Tebet (MDB-MS), afirmou nesta segunda-feira (15) que a indicação do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) para a embaixada brasileira em Washington foi “o maior erro” do presidente Jair Bolsonaro até o momento. Para a senadora, o nome do parlamentar pode ser derrotado na Casa, expondo uma fragilidade do governo em votações. “Talvez tenha sido o maior erro do presidente até agora. Até porque envolve o próprio filho”, afirmou nesta segunda a senadora. (mais…)

19
06

Senado derruba decreto do porte de armas; Bolsonaro já estuda ‘plano b’

Por Estadão Conteúdo

 

Apesar da pressão do presidente Jair Bolsonaro, o Senado derrubou, por 47 votos a 28, os decretos de 7 e 21 de maio que flexibilizam regras para o porte de armas. Foi a maior derrota imposta pelo Senado ao governo. Antes da votação, Bolsonaro usou redes sociais, eventos públicos e entrevistas para pedir votos a favor da proposta, uma bandeira de campanha. E ligou pessoalmente para senadores. “Não deixe o projeto morrer”, disse ele nesta terça-feira (18).

 

As normas de maio ampliam as categorias profissionais com direito ao porte de arma, elevam o limite de cartuchos que podem ser comprados por ano e facilitam a prática de tiro esportivo por adolescentes. A decisão dos senadores pode ser revertida na Câmara dos Deputados, mas o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), já sinalizou que a proposta também não deve prosperar entre os deputados. “O governo tem uma defesa do decreto que acho frágil, mas respeito.” (mais…)

30
05

‘Vou sancionar’, diz Bolsonaro sobre Coaf

Por Estadão Conteúdo

 

O presidente Jair Bolsonaro acabou nesta quarta-feira(29), com as dúvidas levantadas por senadores de que poderia devolver o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) ao Ministério da Justiça editando um decreto. Ele afirmou que vai sancionar o texto da forma como foi aprovado pelo Congresso, que decidiu transferir o órgão para o âmbito do Ministério da Economia. “O Coaf continua no governo, é a mesma coisa. Vou sancionar tudo”, afirmou o presidente.

 

Parte dos senadores votou contrariada para que o Coaf ficasse na pasta da Economia atendendo a um apelo do próprio Bolsonaro. A MP precisava ser aprovada pelo Congresso até a próxima segunda-feira. Qualquer alteração no texto colocaria em risco esse calendário e obrigaria o presidente a recriar sete ministérios. (mais…)

28
05

Olimpio diz que vai defender manutenção de Coaf com Moro em votação no Senado

Por Estadão Conteúdo

 

O líder do PSL no Senado, Major Olimpio (SP), afirmou que vai defender a manutenção do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) no Ministério da Justiça e Segurança Pública, mesmo que o governo faça um apelo para que os senadores aprovem o texto da reforma administrativa como veio da Câmara, transferindo o órgão para o Ministério da Economia.

 

Líderes do governo, e o próprio presidente Jair Bolsonaro, fizeram um apelo na semana passada para que o Senado aprove o texto da Câmara e evite que a medida provisória da reforma administrativa perca a validade no próximo dia 3. Se os senadores fizerem uma alteração, a matéria retorna à Câmara dos Deputados com um prazo apertado.

(mais…)

03
04

Senado vai criar escalonamento para emendas

Por Estadão Conteúdo

 

O relatório da proposta de emenda à Constituição (PEC) que engessa ainda mais o Orçamento definirá um escalonamento de dois anos para o porcentual da receita corrente líquida (RCL) que o governo terá de pagar obrigatoriamente em emendas de bancada. O texto vai ser apresentado no Senado pelo relator Esperidião Amin (PP-SC). De acordo com ele, em 2020 valerá o porcentual de 0,8% do RCL e, no ano seguinte, ele chegará a 1%.

 

Segundo Amin, a gradação em dois anos foi acertada com o governo. Inicialmente, a equipe econômica defendia que ela fosse feita em até quatro anos para reduzir o impacto fiscal. A PEC foi aprovada na semana passada pela Câmara dos Deputados em uma votação ultrarrápida, com a determinação do governo em aplicar 1% da RCL em emendas coletivas.

 

Hoje, não há na Constituição previsão de obrigatoriedade para emendas de bancada – tradicionalmente usadas como moeda de troca para atendimento de redutos eleitorais dos parlamentares. Atualmente, este porcentual é de 0,6%. A elevação do porcentual aprovado pela Câmara teria um impacto de R$ 4 bilhões por ano. Segundo Amin, com a mudança, o impacto deverá ser de pouco mais de R$ 3 bilhões no ano que vem. (mais…)

05
08

PSDB homologa candidatura ao Senado de Nilson Leitão

Nilson Leitão

Alan Cosme/HiperNotícias

Por HiperNotícias

 

A convenção estadual do PSDB-MT homologou a candidatura de Nilson Leitão ao Senado Federal, tendo como suplentes o ex-secretário adjunto de Estado de Turismo, Luis Carlos Nigro, e a vice-prefeita de Água Boa, Rejane Garcia. Todos são filiados ao PSDB.

 

Em seu discurso, Nilson relembrou a trajetória política dele como vereador, deputado estadual, prefeito de Sinop por dois mandatos e deputado federal, também por dois mandatos, que nunca enriqueceu no período em que esteve na política.

 

(mais…)

08
05

“Não sei o que ele anda fumando”, diz Medeiros ao criticar ex-presidente FHC

Alan Cosme/HiperNoticias

Alan Cosme/HiperNoticias

Por Pablo Rodrigo

Hipernotícias

O vice-líder do governo Michel Temer (PMDB) no Senado Federal, José Medeiros (PSD), saiu em defesa do projeto “escravagista” do deputado federal Nilson Leitão (PSDB) e criticou o ex-presidente da República e presidente de honra do PSDB, Fernando Henrique Cardoso. Medeiros não gostou das críticas que FHC fez ao projeto e o chamou de “defensor de maconheiro”.

 

LEIA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI.

 

 

19
02

MT: Deputado Zeca Viana confirma que disputará eleição para senador em 2018

 

Deputado confirmou que sua candidatura também ajuda o presidenciável Ciro Gomes

Deputado confirmou que sua candidatura também ajuda o presidenciável Ciro Gomes

Por Pablo Rodrigues

HiperNotícias

O deputado estadual e presidente do PDT em Mato Grosso, Zeca Viana, acredita que a sua atuação como oposição ao governo irá levá-lo ao Senado Federal em 2018. O parlamentar disse que já trabalha a sua candidatura majoritária dentro do grupo de oposição com o PMDB, PR, PTB e PT.

“Nós nos reunimos e deixamos claro que o PDT quer compor a chapa majoritária concorrendo ao Senado Federal. Estamos trabalhando isso e já temos apoio suficiente para construir uma vitória eleitoral. A minha atuação na oposição ao governo tem trazido importantes apoios de lideranças de todo o Estado. Essas lideranças se decepcionaram com o governador Pedro Taques”, disse Viana.

 

 

LEIA MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI.

24
08

Na véspera do julgamento pelo Senado, Dilma diz que há um golpe em andamento

A presidente afastada Dilma Rousseff discursou em Brasília e disse que está sendo condenada sem ter cometido crime Wilson Dias/Agência Brasil

A presidente afastada Dilma Rousseff discursou em Brasília e disse que está sendo condenada sem ter cometido crime Wilson Dias/Agência Brasil

Por Maiana Diniz

Agência Brasil

Na véspera do início do seu julgamento por crime de responsabilidade pelo Senado Federal, nesta quinta-feira (25) às 9h, a presidenta afastada Dilma Rousseff discursou para um teatro lotado, no Sindicato dos Bancários de Brasília, na noite desta quarta-feira (24), e repetiu que há um golpe em andamento no Brasil e que ela está sendo punida mesmo sem ter cometido crimes: “Estão me condenando por algo fantástico, um não crime. Eu não cometi crime.”

(mais…)

Publicicade

Publicicade