Arquivo da Tag: "SELMA ARRUDA"
11
04

Se depender de ação e oração minha, Selma vai continuar senadora, diz Leitão

O ex-deputado federal Nilson Leitão (PSDB) afirmou que prefere assistir de longe e não se envolver no episódio referente à cassação da senadora Selma Arruda (PSL). Embora diga que por ser político não vê dificuldades de disputar eleição, o tucano prefere não se posicionar sobre o ocorrido, nem criar expectativa, já que não existe prazo para um desfecho do caso.  Leitão foi um dos que disputaram as vagas ao Senado, durante as eleições de 2018. Obteve na oportunidade 330.430 votos, terminando a corrida pela vaga em quinto lugar.

 

“Se depender de ação e oração minha, a Selma continua senadora. Fui convidado para ser litisconsorte, não aceitei”. A ação que culminou na cassação do mandato de Selma Arruda e de seus suplentes no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) foi interposta pelo também derrotado na corrida pela vaga ao Senado, ex-vice-governador Carlos Fávaro (PSD).  O julgamento ocorreu nesta quarta-feira e o pleno, por unanimidade, entendeu que Selma cometeu abuso de poder econômico e caixa 2 nas eleições gerais. Ainda cabe recurso e a juíza aposentada já anunciou que recorrerá a instâncias superiores.

 

(mais…)

10
04

Selma diz ter tranquilidade sobre seus atos e que vai recorrer de decisão do TRE-MT

Depois da decisão do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso, que resultou na cassação do mandato da senadora Selma Arruda e dos seus suplentes Gilberto Possamai e Clerie Fabiana, a parlamentar anunciou que vai recorrer à instâncias superiores para se manter no Senado Federal.

 

“Estou tranquila com a decisão proferida nesta quarta-feira (10) pelo Tribunal Regional Eleitoral. A tranquilidade que tenho é com a consciência dos meus atos, a retidão que tive em toda a minha vida e que não seria diferente na minha campanha e trajetória política. Respeito a Justiça e, exatamente por esse motivo, vou recorrer às instâncias superiores, para provar a minha boa fé e garantir que os 678.542 votos que recebi da população mato-grossense sejam respeitados”. (mais…)

10
04

Por unanimidade, TRE-MT decide pela cassação de Selma Arruda

O pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso decidiu pela cassação do mandato da senadora Selma Arruda (PSL) por abuso de poder econômico e caixa 2 nas eleições de 2018, quando conquistou uma das cadeiras ao Senado por 678.542 votos. Também foram cassados os suplentes Gilberto Possamai e Clerie Fabiana, ambos do PSL. A decisão ocorreu por unanimidade. Os integrantes do pleno seguiram parcialmente o voto do relator do processo na corte eleitoral, desembargador Pedro Sakamoto. Se concordaram com a cassação da senadora, por outro lado recusaram o posicionamento de Sakamoto por empossar, até que ocorra eleição suplementar, o terceiro colocado nas eleições gerais, o ex-vice governador Carlos Fávaro (PSD).

 

A questão ainda é passível de recurso no Tribunal Superior Eleitoral. O julgamento de Selma Arruda estava inserido na pauta desta terça-feira. No entanto, a defesa da senadora apresentou um pedido de excessão de suspeição contra o relator do caso, apontando que Sakamoto já teria revelado seu voto em entrevista à imprensa. O ex-ministro José Eduardo Cardoso, responsável por representar os interesses de Carlos Fávaro no processo, considerou o ato como protelatório. Foi a segunda vez que o julgamento foi adiado. Da primeira vez, a suspensão do julgamento ocorreu por falta de quórum.

 

(mais…)

13
03

Wilson sobre acusação de extorsão: “é a primeira vez que me deparo com uma situação dessas”

Depois de prestar depoimento à Polícia Federal, o deputado estadual Wilson Santos (PSDB) negou qualquer participação numa suposta tentativa de extorsão contra a senadora Selma Arruda (PSL). O tucano ainda se disse surpreso com o envolvimento do seu nome no caso.

 

“Quase 40 anos de vida pública e é a primeira vez que me deparo com uma situação dessa. Depus ontem, eu e Kleber Lima depusemos ontem, nós nunca recebemos por parte do empresário Junior Brasa nenhuma proposta, nenhum encaminhamento para encaminhar à senadora eleita Selma”, asseverou.

 

Conforme Selma Arruda, Wilson Santos teria sido o intermediário de uma proposta feita pelo publicitário Junior Brasa, que foi o responsável pela campanha eleitoral de Arruda até meados de agosto. Segundo a senadora, Santos teria dito que se o valor de R$ 600 mil fosse repassado ao marqueteiro, a juíza aposentada seria “auxiliada” numa ação proposta por Brasa no intuito de receber por serviços prestados durante a campanha eleitoral. (mais…)

11
03

Selma: “Se querem tomar o meu lugar, continuem querendo por um bom tempo”

A senadora Selma Arruda (PSL), em entrevista concedida ao Estúdio Band, afirmou não acreditar que vá perder o mandato e ainda classificou como “baixaria” as articulações feitas nos bastidores para definir nomes caso haja a realização de uma eleição suplementar caso venha a sofrer uma cassação. Já manifestaram interesse em uma eventual disputa Carlos Fávaro (PSD), o ex-ministro Blairo Maggi (PP) e o ex-governador Pedro Taques (PSDB). Selma Arruda teve as contas de campanha reprovadas e o a Procuradoria Regional Eleitoral pediu a cassação e inelegibilidade de Selma por suposto caixa dois durante a campanha eleitoral de 2018.

 

“É meio sórdido você ficar sabendo que as pessoas estão querendo dividir uma coisa que tem dono, nome e sobrenome. É uma coisa que às vezes até me recuso a acreditar que um ex-governador, um ex-ministro, estejam aventando essas possibilidades. Acho muita baixaria, sinceramente. Espero também que eles se conscientizem que embora estejam torcendo para que eu seja cassada injustamente, eles respondem a processos na justiça, tem contas a prestar na justiça e portanto não seriam melhores candidatos do que eu. Se cada um se conscientizar disso, acho que para um pouquinho essa balburdia toda”. (mais…)

25
02

MPF pede cassação de Selma Arruda por caixa 2 e pede nova eleição para o Senado

O Ministério Público Eleitoral, por meio da Procuradoria Regional Eleitoral em Mato Grosso, requereu, ao Tribunal Regional Eleitoral, a cassação da diplomação da senadora Selma Arruda (PSL), eleita pela Coligação “Segue em Frente Mato Grosso”, e de seus suplentes. Além da perda do mandato, requer ainda a aplicação de sanção de inelegibilidade e, como consequência, que sejam realizadas novas eleições para o preenchimento de uma vaga de senador em Mato Grosso.

 

Além disso, o MP Eleitoral também requereu o reconhecimento da arrecadação e gastos ilícitos de recursos, combinados com a prática de abuso de poder econômico. Os requerimentos foram realizados nas alegações finais protocoladas hoje (25) no TRE, em ação de investigação judicial eleitoral. (mais…)

09
07

“Não conhece a história política de Mato Grosso”, diz Pinheiro sobre Selma

Por Ana Flávia Corrêa

HiperNotícias

 

O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB), afirmou que a ex-juíza e pré-candidata ao Senado, Selma Arruda (PSL), não conhece a história política do Estado e de nomes importantes para Mato Grosso. A afirmação foi em resposta ao posicionamento de Selma, que ameaçou desistir de sua candidatura caso seu partido se alie com o pré-candidato ao governo Wellington Fagundes (PR), coligado com a sigla de Emanuel.

 

“Ela está começando agora na vida pública, então ela não conhece a história política de Carlos Bezerra, de grandes nomes que tem o MDB, então ela está no conceito dela, daquilo que ela tem em mente, das convicções dela”, disparou.

 

(mais…)

09
07

Galli diz que Selma não deve “radicalizar” para estabelecer acordos

Por Ana Flávia Corrêa

HiperNotícias

 

O presidente do PSL em Mato Grosso, deputado federal Victório Galli, afirmou que a ex-juíza e pré-candidata ao senado, Selma Arruda, não deve “radicalizar”. A afirmação, dada à Rádio Capital FM 101.9 nesta segunda (9), responde às alegações de Selma, que insiste que não irá compor chapa com siglas que tenham a ficha suja.

 

“Ela tem que avaliar nesse sentido para não radicalizar totalmente esse processo. Se a gente ficar no extremo lá, ou no extremo cá, vai ficar difícil a gente acordar. A não ser que a gente suba no palanque sozinho, mas isso inviabiliza qualquer eleição”, pontuou o deputado.

 

(mais…)

28
06

MP Eleitoral abre procedimento para investigar escolta doada à Selma Arruda

A Procuradoria Regional Eleitoral em Mato Grosso instaurou um Procedimento Preparatório Eleitoral para apurar a informação de que a juíza de Direito aposentada, Selma Arruda, pré-candidata ao Senado pelo Partido Social Liberal, teria recebido o benefício do patrocínio de serviço de escolta armada por parte de empresa de segurança privada.

 

Para a procuradora regional eleitoral, Cristina Nascimento de Melo, responsável pela instauração do procedimento, a concessão de patrocínio poderá, em tese, configurar doação de recursos estimáveis de fonte vedada, já que é proveniente de pessoa jurídica de direito privado, nos termos do artigo 33, inciso I, da Resolução TSE nº 23.553/2017.

 

A instauração do Procedimento Preparatório Eleitoral tomou como base notícias jornalísticas amplamente divulgadas nos sites locais em 18 de junho, informando que a pré-candidata estaria recebendo escolta armada de forma gratuita, patrocinada por um grupo de empresários, “simpático à campanha” da juíza aposentada. A segurança a que ela fazia direito enquanto magistrada foi retirada pelo Tribunal de Justiça, com o entendimento de que Selma teria desrespeitado as regras da concessão do benefício. Em seguida, a segurança passou a ser feita pela Casa Militar do estado de Mato Grosso a mando do governador Pedro Taques (PSDB). Mas também foi anulada pelo juiz da Comarca de Sinop, Mirko Giannotte. (mais…)

14
06

“Precisa chorar no velório para ver que merecia segurança?”, questiona Selma

“Não é possível que vai esperar que alguém atire no meu carro ou faça um atentado concreto para depois as pessoas concluírem que eu corro risco. Isso não é nem justo. A gente precisa chorar em um velório da pessoa para depois reconhecer que essa pessoa merecia ter segurança? Não é assim que funciona”, declarou a magistrada aposentada, Selma Rosane Santos Arruda, em entrevista concedida à Rádio Capital FM, em virtude da polêmica gerada com a escolta garantida pelo Governo do Estado a ela, depois que a Comissão de Segurança do Tribunal de Justiça decidiu por suspender a proteção a Selma por considerar ter havido “quebra de protocolo”.

 

A notícia da garantia de escolta, a ser feita pela Casa Militar, a pedido do governador Pedro Taques (PSDB), repercutiu negativamente nesta quarta-feira (13), com declarações dos deputados de oposição, considerando a atitude um “conluio político”, uma vez que Selma é pré-candidata ao Senado e esteve reunida recentemente com Taques discutindo política.

 

“Daqui a uns dias até dormindo devo dar assunto para algum tipo de polêmica, holofote negativo contra minha pré-candidatura”, ressaltou a magistrada aposentada.

(mais…)

Publicicade

Publicicade