Arquivo da Tag: "SELMA ARRUDA"
04
06

“MP 871 não é apenas combater fraudes, mas tornar o INSS mais eficiente”, diz Selma Arruda

O Plenário do Senado aprovou nesta segunda-feira (3) a medida provisória que busca coibir fraudes nos benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Foram 55 votos favoráveis e 12 contrários à proposição. Aprovada na forma do Projeto de Lei de Conversão (PLV) 11/2019, a MP 871/2019 segue agora para a sanção da Presidência da República.

 

“Segundo técnicos que me reuni hoje, atualmente, o INSS tem mais de 3 milhões de processos apontando indícios de irregularidades – eu disse 3 milhões de processos! Órgãos como o TCU, CGU, Ministério Público Federal e o próprio INSS apontam que aproximadamente 11% de todos os benefícios pagos podem ter irregularidades, o que representa 49 bilhões mensais ou 700 bilhões anuais”, afirmou a senadora Selma Arruda (PSL) em plenário. (mais…)

30
05

‘Vou sancionar’, diz Bolsonaro sobre Coaf

Por Estadão Conteúdo

 

O presidente Jair Bolsonaro acabou nesta quarta-feira(29), com as dúvidas levantadas por senadores de que poderia devolver o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) ao Ministério da Justiça editando um decreto. Ele afirmou que vai sancionar o texto da forma como foi aprovado pelo Congresso, que decidiu transferir o órgão para o âmbito do Ministério da Economia. “O Coaf continua no governo, é a mesma coisa. Vou sancionar tudo”, afirmou o presidente.

 

Parte dos senadores votou contrariada para que o Coaf ficasse na pasta da Economia atendendo a um apelo do próprio Bolsonaro. A MP precisava ser aprovada pelo Congresso até a próxima segunda-feira. Qualquer alteração no texto colocaria em risco esse calendário e obrigaria o presidente a recriar sete ministérios. (mais…)

07
05

Selma hipoteca apoio a Moro para que Coaf não saia do Ministério da Justiça

A senadora por Mato Grosso, Selma Arruda (PSL), esteve reunida com o ministro da Justiça, Sérgio Moro, na manhã desta terça-feira (7), oportunidade na qual declarou ser favorável à permanência do Conselho de Controle da Atividade Financeira (Coaf) sob responsabilidade do ministério da Justiça. Há uma pressão por parte de alguns parlamentares para que a estrutura seja devolvida ao Ministério da Economia. No entanto, Moro se articula para que o conselho permaneça sob sua competência, por considerar uma ferramenta importante no combate à corrupção.

 

“Na conversa com Moro ratificamos a importância da MP 870 dinamizar a máquina pública federal, tanto no que diz respeito ao enxugamento da máquina, quanto a realocação de alguns setores e serviços, como é o caso do Coaf, que em meu entendimento, deve permanecer no Ministério da Justiça. O Coaf é uma ferramenta de inteligência para o enfrentamento da criminalidade e inclusive das organizações criminosas”, escreveu a senadora em sua rede social.

 

(mais…)

30
04

Selma ingressa com recurso no próprio TRE contra cassação

A defesa da senadora Selma Arruda (PSL) ingressou com um embargo de declaração no Tribunal Regional Eleitoral contra decisão que determinou a cassação da senadora por abuso de poder econômico e caixa 2 nas eleições de 2018. O recurso foi protocolado nesta segunda-feira e é assinado por Narciso Barbosa. Na argumentação, o advogado afirma que o cheque utilizado para embasar a decisão é falso e ainda que o relator do caso, desembargador Pedro Sakamoto, foi contraditório ao requisitar uma testemunha e não ouvi-la para decidir sobre a questão.

 

Selma Arruda e seus suplentes tiveram o mandato cassado por unanimidade pelo pleno do Tribunal Regional Eleitoral no dia 9 de abril. Além da cassação, Selma se tornou inelegível. Também foi determinada a realização de eleição suplementar. A senadora permanece no cargo até que a situação seja analisada pelo Tribunal Superior Eleitoral. O embargo de declaração é o primeiro recurso interposto por Selma na tentativa de reverter a cassação do seu mandato.

16
04

Silval aconselha Selma a confessar crimes

O ex-governador Silval Barbosa, em entrevista concedida ao site RDNews, sentiu-se no direito de dar conselhos à juíza aposentada Selma Arruda, hoje senadora, mas que no passado atuou como “algoz” de Barbosa, ao proferir decisão judicial que culminou na sua permanência na prisão por dois anos. Para o ex-governador, o melhor que Selma tem a fazer neste momento é se espelhar na decisão tomada por ele, isto é, confessar os crimes que praticou para chegar até a cadeira de senadora.  (mais…)

11
04

Se depender de ação e oração minha, Selma vai continuar senadora, diz Leitão

O ex-deputado federal Nilson Leitão (PSDB) afirmou que prefere assistir de longe e não se envolver no episódio referente à cassação da senadora Selma Arruda (PSL). Embora diga que por ser político não vê dificuldades de disputar eleição, o tucano prefere não se posicionar sobre o ocorrido, nem criar expectativa, já que não existe prazo para um desfecho do caso.  Leitão foi um dos que disputaram as vagas ao Senado, durante as eleições de 2018. Obteve na oportunidade 330.430 votos, terminando a corrida pela vaga em quinto lugar.

 

“Se depender de ação e oração minha, a Selma continua senadora. Fui convidado para ser litisconsorte, não aceitei”. A ação que culminou na cassação do mandato de Selma Arruda e de seus suplentes no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) foi interposta pelo também derrotado na corrida pela vaga ao Senado, ex-vice-governador Carlos Fávaro (PSD).  O julgamento ocorreu nesta quarta-feira e o pleno, por unanimidade, entendeu que Selma cometeu abuso de poder econômico e caixa 2 nas eleições gerais. Ainda cabe recurso e a juíza aposentada já anunciou que recorrerá a instâncias superiores.

 

(mais…)

10
04

Selma diz ter tranquilidade sobre seus atos e que vai recorrer de decisão do TRE-MT

Depois da decisão do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso, que resultou na cassação do mandato da senadora Selma Arruda e dos seus suplentes Gilberto Possamai e Clerie Fabiana, a parlamentar anunciou que vai recorrer à instâncias superiores para se manter no Senado Federal.

 

“Estou tranquila com a decisão proferida nesta quarta-feira (10) pelo Tribunal Regional Eleitoral. A tranquilidade que tenho é com a consciência dos meus atos, a retidão que tive em toda a minha vida e que não seria diferente na minha campanha e trajetória política. Respeito a Justiça e, exatamente por esse motivo, vou recorrer às instâncias superiores, para provar a minha boa fé e garantir que os 678.542 votos que recebi da população mato-grossense sejam respeitados”. (mais…)

10
04

Por unanimidade, TRE-MT decide pela cassação de Selma Arruda

O pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso decidiu pela cassação do mandato da senadora Selma Arruda (PSL) por abuso de poder econômico e caixa 2 nas eleições de 2018, quando conquistou uma das cadeiras ao Senado por 678.542 votos. Também foram cassados os suplentes Gilberto Possamai e Clerie Fabiana, ambos do PSL. A decisão ocorreu por unanimidade. Os integrantes do pleno seguiram parcialmente o voto do relator do processo na corte eleitoral, desembargador Pedro Sakamoto. Se concordaram com a cassação da senadora, por outro lado recusaram o posicionamento de Sakamoto por empossar, até que ocorra eleição suplementar, o terceiro colocado nas eleições gerais, o ex-vice governador Carlos Fávaro (PSD).

 

A questão ainda é passível de recurso no Tribunal Superior Eleitoral. O julgamento de Selma Arruda estava inserido na pauta desta terça-feira. No entanto, a defesa da senadora apresentou um pedido de excessão de suspeição contra o relator do caso, apontando que Sakamoto já teria revelado seu voto em entrevista à imprensa. O ex-ministro José Eduardo Cardoso, responsável por representar os interesses de Carlos Fávaro no processo, considerou o ato como protelatório. Foi a segunda vez que o julgamento foi adiado. Da primeira vez, a suspensão do julgamento ocorreu por falta de quórum.

 

(mais…)

13
03

Wilson sobre acusação de extorsão: “é a primeira vez que me deparo com uma situação dessas”

Depois de prestar depoimento à Polícia Federal, o deputado estadual Wilson Santos (PSDB) negou qualquer participação numa suposta tentativa de extorsão contra a senadora Selma Arruda (PSL). O tucano ainda se disse surpreso com o envolvimento do seu nome no caso.

 

“Quase 40 anos de vida pública e é a primeira vez que me deparo com uma situação dessa. Depus ontem, eu e Kleber Lima depusemos ontem, nós nunca recebemos por parte do empresário Junior Brasa nenhuma proposta, nenhum encaminhamento para encaminhar à senadora eleita Selma”, asseverou.

 

Conforme Selma Arruda, Wilson Santos teria sido o intermediário de uma proposta feita pelo publicitário Junior Brasa, que foi o responsável pela campanha eleitoral de Arruda até meados de agosto. Segundo a senadora, Santos teria dito que se o valor de R$ 600 mil fosse repassado ao marqueteiro, a juíza aposentada seria “auxiliada” numa ação proposta por Brasa no intuito de receber por serviços prestados durante a campanha eleitoral. (mais…)

11
03

Selma: “Se querem tomar o meu lugar, continuem querendo por um bom tempo”

A senadora Selma Arruda (PSL), em entrevista concedida ao Estúdio Band, afirmou não acreditar que vá perder o mandato e ainda classificou como “baixaria” as articulações feitas nos bastidores para definir nomes caso haja a realização de uma eleição suplementar caso venha a sofrer uma cassação. Já manifestaram interesse em uma eventual disputa Carlos Fávaro (PSD), o ex-ministro Blairo Maggi (PP) e o ex-governador Pedro Taques (PSDB). Selma Arruda teve as contas de campanha reprovadas e o a Procuradoria Regional Eleitoral pediu a cassação e inelegibilidade de Selma por suposto caixa dois durante a campanha eleitoral de 2018.

 

“É meio sórdido você ficar sabendo que as pessoas estão querendo dividir uma coisa que tem dono, nome e sobrenome. É uma coisa que às vezes até me recuso a acreditar que um ex-governador, um ex-ministro, estejam aventando essas possibilidades. Acho muita baixaria, sinceramente. Espero também que eles se conscientizem que embora estejam torcendo para que eu seja cassada injustamente, eles respondem a processos na justiça, tem contas a prestar na justiça e portanto não seriam melhores candidatos do que eu. Se cada um se conscientizar disso, acho que para um pouquinho essa balburdia toda”. (mais…)

Publicicade

Publicicade