Arquivo da Tag: "RODRIGO MAIA"
05
08

Deputados têm direito a 70 médicos de 17 especialidades

Por Estadão Conteúdo

 

A Câmara dos Deputados oferece gratuitamente aos seus 513 parlamentares um total de 70 médicos de 17 especialidades diferentes, como psiquiatria e clínica geral. De acordo com reportagem publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo na segunda-feira (5) a assistência médica e odontológica de deputados já custou R$ 93 milhões aos cofres públicos apenas no primeiro semestre deste ano – o equivalente a quase o total da quantia gasta em 2018 (R$ 100 milhões) e o montante previsto para 2019 (R$ 117 milhões). O valor paga a equipe médica própria e reembolsos com tratamentos particulares apresentados pelos parlamentares por meio de notas fiscais. (mais…)

06
07

Maia busca ser contraponto a Bolsonaro

Por Estadão Conteúdo

 

Mesmo com três ministérios, o DEM já se prepara para seguir caminho alternativo ao do presidente Jair Bolsonaro nas eleições de 2022. O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), reforçou sua equipe de comunicação digital, passou a gravar podcasts toda segunda-feira e decidiu dar mais atenção às redes sociais. Fiador da reforma da Previdência e com trânsito no mercado, Maia adotou um estilo de contraponto a Bolsonaro na centro-direita e se movimenta para vestir tanto o figurino de candidato como o de vice, na próxima disputa ao Palácio do Planalto, a depender das circunstâncias. (mais…)

03
07

Maia: Estamos construindo caminho para Estados e municípios na reforma

Por Estadão Conteúdo

 

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), admitiu nesta terça-feira (2) que a reinclusão dos Estados e municípios no relatório da reforma da Previdência poderá ficar somente para quando a proposta for discutida pelo plenário da Casa, o que deve acontecer na semana que vem. Ainda assim, ele afirmou que a questão continuará sendo discutida até esta quarta, embora veja como difícil que uma alteração possa ser feita ainda na comissão especial. De acordo com Maia, o relatório de Moreira apresentará uma economia da ordem de R$ 930 bilhões a R$ 940 bilhões ao longo dos próximos dez anos.

 

O relator da proposta, Samuel Moreira (PSDB-SP), começou a ler o voto complementar ao seu parecer há pouco na comissão especial. O colegiado deve, então, votar o texto amanhã, de acordo com Maia. Até o início da votação, Moreira poderá realizar mudanças em seu parecer. “Não está me parecendo simples resolver a questão dos governadores até amanhã. … Política é a arte de dialogar, ter paciência. É isso que estamos fazendo e temos que fazer até o último minuto com a compreensão de que temos que incluir os governadores”, disse.

(mais…)

23
06

Bolsonaro volta a atacar o Congresso

Por Estadão Conteúdo

 

O presidente da República, Jair Bolsonaro, voltou no sábado (22) a atacar o Congresso e acusou parlamentares de tentarem reduzir seu poder, transformando-o em uma espécie de “rainha da Inglaterra”. Também criticou a articulação de deputados e senadores para aprovar uma proposta de emenda à Constituição (PEC) que permita a reeleição dos presidentes da Câmara e do Senado, conforme mostrou no sábado o jornal O Estado de S. Paulo.

 

Os comentários foram feitos por Bolsonaro ao tratar de um projeto de lei aprovado na Câmara e no Senado que, segundo ele, delegaria ao Parlamento a indicação de integrantes de agências reguladoras, e não pela Presidência da República. (mais…)

22
06

Grupo quer reeleição de Alcolumbre e de Maia

Por Estadão Conteúdo

 

Menos de cinco meses depois da eleição para as presidências da Câmara e do Senado, um grupo de parlamentares avalia, nos bastidores, a possibilidade de apresentar uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) para permitir reeleições ao comando do Legislativo, sem qualquer limitação. Três ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) já foram consultados reservadamente e deram aval à iniciativa, sob o argumento de que se trata de uma questão interna do Parlamento.

 

Atualmente, a Constituição proíbe que presidentes da Câmara e do Senado sejam reconduzidos ao cargo na mesma legislatura. Isso quer dizer que, em 2021, nem o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), nem o do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), poderão concorrer à reeleição, se essa regra – também contida no regimento das duas Casas – não for alterada.

(mais…)

31
05

Maia diz confiar no PSDB e defende projeto único em 2022

Por Estadão Conteúdo

 

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), fez um forte aceno ao PSDB para as eleições presidenciais de 2022. Durante convenção nacional do PSDB, o deputado fluminense afirmou que deseja que as duas siglas estejam “fortes em um projeto único de geração de emprego e renda” daqui a três anos. Após o evento, ele negou que estivesse falando em fusão entre os dois partidos. “Isso envolve diálogo, como a gente vem fazendo, temos muitas convergências”. Ele defendeu que PSDB e DEM estejam juntos para primeiro reconstruir o País e depois em um projeto comum com outros partidos para o futuro.

 

O novo presidente do PSDB, Bruno Araújo, disse que é cedo para falar sobre eleição, mas que a legenda tem identidade com o DEM e que os dois estão sempre em constante diálogo. Ele também incluiu o MDB na possibilidade de uma conversa para a próxima eleição presidencial. (mais…)

31
05

Sob pressão, DEM manda recados ao Planalto

Por Estadão Conteúdo

 

Em convenção marcada por recados ao Palácio do Planalto, o DEM procurou se apresentar nesta quinta-feira (30) como o partido da moderação na cena política, que defende a agenda econômica, mas não dá um cheque em branco ao governo. Embora ministros da equipe de Jair Bolsonaro estivessem no palco, dirigentes da sigla fizeram questão de delimitar ali as responsabilidades do Planalto e do Congresso.

 

O único a pregar publicamente a entrada do DEM na base aliada de Bolsonaro foi o governador de Goiás, Ronaldo Caiado. O apoio formal ao governo, porém, passou longe de qualquer votação, apesar de o DEM ocupar três ministérios (Casa Civil, Saúde e Agricultura) desde janeiro. (mais…)

23
05

‘Setor privado não investe em ditaduras’, afirma Maia

Por Estadão  Conteúdo

 

Com o Congresso como um dos focos dos atos marcados para domingo (26), o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), criticou nesta quarta-feira (22) o que chamou de posturas antidemocráticas de pessoas no entorno do governo e alertou que “o setor privado não investe em ditaduras”. “Temos aí o exemplo da Venezuela”, disse. “Reafirmar a democracia como o governo faz apesar de alguns percalços no seu entorno, é fundamental.”

 

Durante palestra no evento Seminário Previdência, organizado pelo jornal Correio Braziliense, Maia cobrou do governo “como um todo” uma posição mais proativa com as reformas. “Esperamos que o governo gere menos distração daquilo que é fundamental”, disse. (mais…)

22
05

Maia diz que não aceitará ataques do Executivo contra Legislativo

Por Estadão Conteúdo

 

Após ter rompido publicamente com o líder do governo na Câmara, major Vitor Hugo (PSL-GO), por críticas que teriam sido feitas por ele ao Congresso, o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que não irá mais aceitar um tratamento desrespeitoso por parte de representantes do governo em relação ao Legislativo. Maia evitou responsabilizar o presidente Jair Bolsonaro pelo comportamento, mas disse que ele dá “sinais trocados”.

 

Sobre o episódio com o líder do governo, Maia afirmou não ter ficado “zangado com ninguém”, mas voltou a dizer que uma charge compartilhada por Vitor Hugo há cerca de dois meses no grupo de Whatsapp do PSL, atacou a Câmara institucionalmente e foi “desrespeitosa”. A mensagem associava a negociação do governo com o Congresso a sacos de dinheiro. Maia teve acesso à sátira. (mais…)

14
05

Previdência não vai resolver sozinha problemas de crescimento e emprego, diz Maia

Por Estadão Conteúdo

 

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que será importante que as lideranças políticas brasileiras busquem soluções para a economia após a aprovação da reforma da Previdência. Segundo o deputado, será preciso ampliar gastos em áreas fundamentais para elevar o crescimento do país, como investimentos públicos.

 

Maia afirmou que a reforma, sozinha, não vai resolver os problemas de crescimento e geração de empregos no País. “Estamos numa situação difícil no Brasil, pois o Estado perdeu capacidade para investir”, comentou Maia. (mais…)

Publicicade

Publicicade