Arquivo da Tag: "RODRIGO MAIA"
02
04

Maia diz que BPC e aposentadoria rural não sobreviverão na comissão especial

Por Estadão Conteúdo

 

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), confirmou que as mudanças propostas na reforma da Previdência sobre o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e aposentadoria rural não deverão avançar na Câmara. “Se tivéssemos condições, a maioria já tirava na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) o BPC e a aposentadoria rural. Mas eu tenho certeza, pelo que ouço dos líderes e dos partidos, que BPC e aposentadoria rural não vão sobreviver na comissão especial em hipótese nenhuma”, afirmou Maia em entrevista no Congresso.

 

Ele destacou que a posição dos líderes é que as mudanças ao texto sejam feitas todas na comissão especial. A CCJ, reforçou, é para avaliar se há admissibilidade e, depois, na comissão especial, o mérito.

(mais…)

28
03

Bolsonaro: rusgas com Maia foram ‘chuva de verão’ e assunto é ‘página virada’

Por Estadão Conteúdo

 

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (28) que as divergências com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), foram uma “chuva de verão”, mas, agora, “o céu está lindo” e o assunto é “página virada”. “O Brasil está acima de nós”, declarou. Ele afirmou que teve um “excelente diálogo” com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e que está “à disposição” de Maia.

 

“Da minha parte não tem problema. Vamos em frente”, disse o presidente, após cerimônia no Clube do Exército na qual foi condecorado. Alcolumbre e outras autoridades também foram homenageadas, dentre elas o próprio presidente da Câmara, que não compareceu. Pela manhã, Maia se reuniu com o ministro da Justiça, Sergio Moro, protagonista dos primeiros desentendimentos entre o governo e o presidente da Câmara. (mais…)

28
03

Câmara ameaça votar repasse de R$ 39 bi a Estados

Maia diz esperar “sinal verde” para pautar projeto

Por Estadão Conteúdo

 

A Câmara dos Deputados ameaça votar projeto que obriga o governo federal a repassar R$ 39 bilhões aos Estados como compensação da Lei Kandir, que desonerou o ICMS das exportações. A articulação parte, principalmente, de parlamentares da bancada ruralista e vem no rastro da aprovação relâmpago, na noite de terça-feira (26) da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que amarra ainda mais a gestão do Orçamento. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), no entanto, diz que espera o “sinal verde” da equipe econômica para pautar o projeto.

 

A área econômica trabalha nos bastidores para barrar mais essa pauta-bomba para as contas públicas com a negociação conjunta de um programa de ajuda aos Estados. A estratégia é buscar diálogo e negociar com os parlamentares e governadores acordo para um novo projeto, que inclui a divisão com Estados e municípios de recursos da exploração do pré-sal. A elaboração do projeto já vinha sendo negociada, mas a crise política colocou os repasses da Lei Kandir na ordem do dia. (mais…)

27
03

Maia diz que vigência da PEC do Orçamento pode ser já em 2020

Por Estadão Conteúdo

 

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), divulgou “uma atualização” da nota que distribuiu mais cedo nesta quarta-feira (27) para comentar a aprovação da chamada PEC do Orçamento. O novo texto esclarece que a PEC produzirá efeitos a partir da execução orçamentária do exercício seguinte à sua publicação, ou seja, o engessamento do Orçamento poderá ocorrer já no próximo ano, caso a PEC passe pelo Senado e seja convertida em emenda constitucional ainda em 2019.

 

“Deve-se esclarecer que, nos termos do art. 3º, a PEC produzirá efeitos a partir da execução orçamentária do exercício seguinte à sua publicação. Se a PEC for convertida em emenda constitucional em 2019, a execução do orçamento de 2020 (a ser aprovado este ano) será de execução obrigatória. Se aprovada em 2020, a execução obrigatória se dará com o orçamento de 2021”, diz a nova nota. (mais…)

26
03

Maia: ‘O que me preocupa é ver o que vai acontecer com o Brasil sem a reforma’

Por Estadão Conteúdo

 

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) minimizou o cancelamento da ida do ministro da Economia, Paulo Guedes, à Comissão de Constituição, Cidadania e Justiça (CCJ) e reforçou que o ministro tem a confiança do parlamento. Além disso, voltou a declarar seu apoio pela aprovação da reforma da Previdência. “O que me preocupa é ver o que vai acontecer com o Brasil sem a reforma. Precisamos olhar para frente”, disse. Depois dos últimos atritos com o governo de Jair Bolsonaro, Maia também reforçou que irá trabalhar pela reforma, mas “dentro do seu quadrado”.

 

“Eu não tenho condição de ficar na CCJ debatendo reforma. Meu limite é ir até a CCJ com ele (Guedes) e mostrar meu apoio a ele e à proposta. E é isso que vou fazer. Dentro do meu quadrado, todo meu apoio à tramitação e aprovação da previdência”, disse. (mais…)

26
03

Moro recebe sugestão de levar pacote ao Senado

Por Estadão Conteúdo

 

Com a tramitação “travada” na Câmara, o pacote anticrime do ministro da Justiça, Sérgio Moro, pode começar a ser discutido primeiro no Senado. A proposta foi levada ontem ao próprio ministro pela senadora Eliziane Gama (PPS-MA).

 

A intenção é dar protagonismo aos senadores enquanto os deputados se debruçam nas discussões da reforma da Previdência. A falta de prioridade dada ao pacote pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), provocou divergências públicas entre o deputado e o ministro na semana passada, com direito a troca de farpas entre os dois. (mais…)

25
03

Mesmo que exista ‘queda de braço’, reforma será aprovada, diz Guedes

Por Estadão Conteúdo

 

Após a repercussão dos atritos entre o governo e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), em torno da articulação pela reforma da Previdência, o ministro da Economia, Paulo Guedes, buscou minimizar a crise e disse que o que está acontecendo é “perfeitamente natural”. Ele avaliou ainda, em tom otimista, que mesmo que haja agora uma “queda de braço”, a reforma será aprovada.

 

“O Brasil está enriquecendo politicamente e estamos vendendo história ao contrário. Falam em crise, não vejo assim; o que está acontecendo é perfeitamente normal”, disse Guedes em evento da Frente Nacional dos Prefeitos (FNP).

 

Pouco antes, ele ouviu um apelo do presidente da FNP, Jonas Donizette, por uma postura mais atuante do governo e do presidente Jair Bolsonaro nessa articulação para evitar um “vácuo”. (mais…)

24
03

Bolsonaro rebate Maia e cita ‘velha política’

Por Estadão Conteúdo

 

O presidente Jair Bolsonaro e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), protagonizaram nesta sábado (23) um tiroteio verbal, ampliando o atrito que tem como pano de fundo a relação entre Executivo e Congresso e a articulação para a reforma da Previdência. Enquanto Maia manteve as críticas à condução do governo da proposta no Parlamento, Bolsonaro disse em Santiago, no Chile, que as divergências acontecem no País porque alguns “não querem largar a velha política”.

 

Bolsonaro também alegou não saber por que Maia anda tão “agressivo” com ele. Mas afirmou que o perdoa pelas críticas por causa da “situação pessoal” vivida pelo deputado – numa referência velada à prisão preventiva do ex-ministro Moreira Franco, padrasto da mulher de Maia. “Eu lamento. Até perdoo o Rodrigo Maia pela situação pessoal que ele está vivendo. O Brasil está acima dos meus interesses e do dele. O Brasil está em primeiro lugar.” (mais…)

24
03

‘Não dei motivo’, diz Bolsonaro sobre saída de Maia da articulação

Por Estadão Conteúdo

 

Diante da ameaça do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), de deixar a articulação política da reforma da Previdência, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou ontem que não deu motivo para o parlamentar tomar essa atitude e que está aberto para conversar. “Quero saber o motivo pelo qual ele está saindo”, disse Bolsonaro, após deixar o Palácio de La Moneda, sede do governo chileno. “Estou sempre aberto ao diálogo. Estou fora do Brasil. Quero saber o motivo, só isso e mais nada. Eu não dei motivo para ele sair”, afirmou.

 

O presidente disse que a declaração de seu filho, o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), com críticas a Maia por adiar a tramitação do projeto anticrime, não é motivo para ele ameaçar sair da articulação política. “Se foi esse o motivo, eu lamento, mas isso não é motivo.” Ele afirmou que “todo o Brasil está indignado” com a demora na votação do projeto anticrime. (mais…)

24
03

Guedes mostra desagrado com Carlos Bolsonaro por críticas a Rodrigo Maia

Por Estadão Conteúdo

 

O ministro da Economia, Paulo Guedes, evitou ontem comentar diretamente as declarações mais recentes do vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), mas mostrou seu desagrado com as atitudes do filho do presidente. Carlos postou nas redes mensagem com críticas ao presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) por adiar a tramitação do projeto anticrime apresentado pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, ao Congresso. Em reação, Maia avisou Guedes que deixaria a articulação política da reforma da Previdência.

 

“Eu boto apenas o espelho e pergunto: O que você acha? Você acha que o filho do presidente deve ficar atacando o presidente da Câmara dos Deputados? Você acha que isso ajuda?”, disse Guedes, ao ser questionado por jornalistas após discursar na cerimônia de posse da nova titular da Superintendência de Seguros Privados (Susep), Solange Paiva Vieira, ontem no Rio de Janeiro. (mais…)

Publicicade

Publicicade