Arquivo da Tag: "RIO DE JANEIRO"
02
08

Rio registra três relatos de tortura a presos por dia, mostra pesquisa

Por Estadão Conteúdo

 

O Estado do Rio registra oficialmente, em média, três relatos de tortura de presos por dia. De agosto de 2018 a maio de 2019, o Núcleo de Direitos Humanos da Defensoria Pública Estadual recebeu 931 denúncias de pessoas que alegam ter sofrido agressões físicas e psicológicas quando presas. As violações, na maioria dos casos, teriam sido praticadas por policiais militares nos locais onde ocorreram as prisões. Os dados, que foram apresentados oficialmente nesta sexta-feira (2) em evento da Defensoria, também elucidam qual é o perfil dessas vítimas: homens negros e com baixa escolaridade. (mais…)

06
05

Ex-aluna do Colégio Militar aproveita festa e cobra Bolsonaro sobre cortes do MEC

Por Estadão Conteúdo

Ao contrário das centenas de estudantes que foram impedidos de entrar nesta segunda-feira, 6, no Colégio Militar para protestar contra o corte de verbas na educação pública, a ex-aluna e hoje estudante de Direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Maria Eduarda Sá Ferreira, 24 anos, “lavou a alma”, segundo a própria, ao conseguir abordar o presidente da República, Jair Bolsonaro, durante a festa para cobrar uma revisão das medidas.

 

Apesar de receber apenas um leve sorriso de espanto, “ele não esperava”, diverte-se a estudante, ao se dirigir a ele e falar apenas “vergonha, ser inimigo da educação pública” (fato que foi confirmado depois pela assessoria do presidente), Sá Ferreira se deu por satisfeita e espera que o governo reveja os cortes anunciados na semana passada pelo Ministério da Educação (MEC). (mais…)

23
03

Cinco ex-governadores do Rio já foram presos

Por Estadão Conteúdo

 

Com a prisão do ex-ministro Wellington Moreira Franco (MDB), todos os ex-governadores do Rio vivos e eleitos como cabeça de chapa desde a redemocratização estão presos ou passaram em algum momento pela cadeia. Dos ex-chefes do Executivo estadual eleitos após 1985, só ficam fora da lista Leonel Brizola (PDT), morto em 2004, e Marcello Alencar (PSDB), que morreu em 2014.

 

Há também uma coincidência partidária: todos os detidos ou ex-detidos são ou foram do MDB/PMDB, que exerceu o poder no Rio de 1987 a 1991 e de 2003 a 2018. Integram o partido os três presos – além de Moreira, Sérgio Cabral Filho e Luiz Fernando Pezão e foram filiados Anthony Garotinho e Rosinha Garotinho. Estes chegaram a ser encarcerados, mas foram soltos. Todas as prisões ocorreram nos últimos três anos. (mais…)

12
03

Furto de combustível vira questão de segurança nacional

Por Estadão Conteúdo

 

Uma onda de casos de furtos de combustíveis na malha de oleodutos do País virou questão de segurança nacional e acendeu o alerta do Palácio do Planalto. Nos últimos três anos, quadrilhas especializadas perfuraram 578 pontos das tubulações para roubar gasolina e diesel. A escalada do crime já interrompeu o fluxo de combustíveis para Brasília por três dias em janeiro e levou o governo a estudar propostas para aumentar o rigor da legislação sobre o tema.

 

Dados levantados pela Transpetro, subsidiária da Petrobras, revelam que o número de furtos de combustíveis ao longo da malha de 14 mil quilômetros de dutos (oleodutos e gasodutos) saltou de 72 em 2016 para 261 no ano passado. As informações foram repassadas ao governo para auxiliar nas investigações de órgãos de segurança. (mais…)

12
01

Investigações do Caso Marielle estão perto de um desfecho, diz Witzel

Por Agência Brasil

 

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, disse hoje (12) que as investigações dos homicídios da vereadora do Rio de Janeiro, Marielle Franco (PSOL), e do seu motorista Anderson Gomes, estão próximas de um desfecho. Ambos assassinados em 14 de março de 2018, na região central do Rio, quando o carro em que estavam foi alvejado por criminosos.

 

“Talvez isso aconteça até o final desse mês”, afirmou.

 

O governador ressaltou, no entanto, que não tem conhecimento de quem são as pessoas envolvidas. “Não tenho atribuição legal para olhar os autos, que estão sob sigilo”. (mais…)

01
11

Bolsonaro conversa com Moro para que assuma o Ministério da Justiça

O juiz federal Sergio Moro participa na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado de audiência pública sobre projeto que altera o Código de Processo Penal (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Fabio Rodrigues Pozzebom/Arquivo Agência Brasil

Por Agência Brasil

 

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) conversa hoje (1º), no Rio de Janeiro, com o juiz federal Sergio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato na primeira instância. Moro foi convidado por Bolsonaro para assumir o Ministério da Justiça, que deverá ser transformado em um superministério para combater a violência e a corrupção.

 

Ainda à espera de confirmação oficial, o superministério da Justiça deverá reunir Segurança Pública, Controladoria-Geral da União e Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).

 

(mais…)

12
07

Vereadores analisam nesta quinta pedidos de impeachment de Crivella

Tânia Rêgo/Agência Brasil

Por Agência Brasil

 

Os vereadores do Rio de Janeiro interrompem hoje (12) o recesso do meio de ano para analisar a admissibilidade de pedidos de abertura de impeachment do prefeito Marcelo Crivella (PRB) pelos crimes de responsabilidade e improbidade administrativa. Ele é acusado de oferecer supostas vantagens aos fiéis da Igreja Universal, da qual é pastor licenciado, durante uma reunião no Palácio da Cidade.

 

Os 51 vereadores foram convocados pelo presidente da Câmara Municipal, Jorge Felippe (MDB), para uma sessão extraordinária, às 14h. A suspensão do recesso parlamentar ocorreu após a oposição conseguir a assinatura de 17 vereadores, mínimo necessário. Os pedidos foram protocolados pelo vereador Átila Nunes (MDB) e pelo deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL) junto com o diretório municipal do partido.

 

(mais…)

20
02

‘Guerra da segurança’ só será ganha com desenvolvimento e emprego, diz Pezão

Tomaz Silva/Agência Brasil

Por Estadão Conteúdo

 

 

O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (MDB), disse nesta terça-feira, 20, em evento da Marinha do qual participou com o presidente Michel Temer (MDB), que o combate à violência só será eficaz se houver crescimento econômico e geração de emprego. Pezão, Temer, cinco ministros de Estado e autoridades militares participaram da Cerimônia de Início da Integração dos Submarinos Classe Riachuelo, da Marinha, no complexo naval do município de Itaguaí, Região Metropolitana da capital.

 

“O que nós precisamos no Estado do Rio é de muita segurança, e o senhor está nos auxiliando, sendo parceiro nosso. Mas precisamos muito de emprego, que a atividade econômica cresça”, disse, dirigindo-se a Temer. “A gente só ganha a guerra da segurança pública com a carteira de trabalho assinada, algo que todos os trabalhadores querem ter.” (mais…)

18
02

Rito de votação está estabelecido na Constituição, diz presidente do Senado

Por Estadão Conteúdo

 

 

O presidente do Senado, Eunício Oliveira, afirmou na noite deste domingo, 18, que tem certeza de que o Congresso aprovará o decreto de intervenção federal na segurança do Rio e minimizou a necessidade de conversar com a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, sobre o rito de votação, já que na sua visão não há dúvidas de como a matéria deve tramitar.

 

“Eu não tenho nenhuma preocupação, nenhum problema de conversar com os demais poderes, inclusive com o poder Judiciário. Mas no meu entendimento está muito claro o rito que deve acontecer. Está estipulado na Constituição e no regimento das duas casas. O critério é de maioria simples, aprovada na Câmara e no Senado”, disse, após sair de uma reunião com o presidente Michel Temer, no Palácio da Alvorada. (mais…)

18
02

Exército permanecerá fora das ruas do Rio até que intervenção seja aprovada

Por Estadão Conteúdo

 

 

O Exército não será visto nas ruas do Rio até que o decreto da intervenção federal na Segurança Pública do Estado do Rio seja votado na Câmara e no Senado. A aprovação do decreto é esperada até a próxima terça-feira, segundo o Comando Militar do Leste (CML). O coronel Carlos Frederico Cinelli, responsável pela comunicação do CML, informou que, até lá, os militares aguardam os detalhes de como a intervenção acontecerá e seguem em fase de planejamento interno.

 

O momento é de análise e acompanhamento de cenário, de acordo com o militar. Em seguida, as medidas previamente estudadas serão adaptadas ao decreto aprovado no Congresso. Cinelli afirma que o exército está permanentemente em estado de planejamento e que nenhuma atividade diferente da rotineiramente adotada foi pensada até agora. (mais…)

Publicicade

Publicicade