Arquivo da Tag: "REFORMAS"
20
04

‘O Brasil precisa apressar o passo nas reformas’, diz conselheiro de Paulo Guedes

Por Estadão Conteúdo

 

Um dos principais conselheiros do ministro Paulo Guedes, o ex-presidente do Banco Central Carlos Langoni diz que o País precisa “apressar o passo” e acelerar o cronograma de reformas desenhado pela equipe econômica, que inclui mexer na Previdência e na estrutura tributária para então promover a abertura comercial. Isso porque o processo de “desaceleração sincronizada” da economia mundial impõe mais desafios ao Brasil. “O ideal é que até o fim do ano possamos entrar na agenda pró-mercado”, diz Langoni, que é diretor do Centro de Economia Mundial da FGV.

 

Essa agenda envolve o “choque de energia barata” anunciado por Guedes, um dos temas que Langoni aborda em seus encontros frequentes com o ministro. A ideia é desregulamentar o setor e abrir o mercado de gás de forma a aumentar os investimentos e baixar o custo ao consumidor final. “Há potencial para deslanchar uma onda de investimentos em setores como petroquímica, fertilizantes, siderurgia, mineração, papel e celulose”, diz.

(mais…)

20
03

Em Mato Grosso, 400 escolas precisam ser reformadas

Das 768 escolas estaduais existentes em Mato Grosso, 400 precisam ser reformadas. No entanto, o Governo do Estado não possui recursos financeiros para executar as obras. A informação foi apresentada pelo secretário interino da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), Allan Resende Porto, durante reunião ordinária da Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura e Desporto da Assembleia Legislativa, realizada na tarde desta terça-feira (19).

 

Segundo o secretário, atualmente há 42 contratos vigentes para execução de obras de reforma, construção e ampliação de unidades escolares, porém todas as obras estão suspensas por falta de condições financeiras.

 

O gestor informou ainda que o Governo do Estado dispõe atualmente de R$ 23 milhões para investimentos em 2019. Porém, deste total apenas R$ 1,8 milhão é proveniente de fonte do Estado, sendo o restante do Governo Federal, a ser investido em projetos previamente estabelecidos. Além disso, há aproximadamente R$ 65 milhões a título de verba emergencial, solicitada pelas escolas para execução de reparos. (mais…)

04
02

Planalto quer negociar ‘no varejo’ com deputados

Por Estadão Conteúdo

 

O Palácio do Planalto vai montar uma espécie de “posto avançado” na Câmara para atendimento dos deputados no varejo. Depois da eleição que deu vitória a Rodrigo Maia (DEM-RJ) para novo mandato à frente da Casa, o governo estabeleceu um cronograma para medir a temperatura do Congresso e evitar ser pego de surpresa com insatisfações de última hora em votações consideradas prioritárias pelo presidente Jair Bolsonaro, como a reforma da Previdência.

 

Com uma base aliada ainda em formação e após definir os 22 ministérios apenas sob indicação de frentes parlamentares, Bolsonaro foi aconselhado a criar algo semelhante a uma “ouvidoria” para tratar das demandas individualmente, aproveitando a retomada dos trabalhos legislativos, agora com um Congresso renovado. Das 35 metas traçadas para os primeiros cem dias de governo, que serão completados em 10 de abril, metade depende do sinal verde da Câmara e do Senado. (mais…)

25
01

Empresários pedem manutenção de reformas

Barroso diz que Brasil precisa desfazer ambiguidades

Por Estadão Conteúdo

Alguns dos maiores investidores do mundo veem as eleições de 2018 no Brasil como um ponto de interrogação e, em Davos, pediram ao governo para que mantivesse sua estratégia econômica. O presidente Michel Temer participou de reuniões bilaterais com executivos de empresas como Shell, Coca-Cola e Cargill e foi questionado sobre o que deve ocorrer depois da eleição presidencial. A resposta para todos foi a mesma: as instituições estão funcionando e, diante dos resultados positivos para a economia, existe um crescente consenso de que não há alternativa à atual política.

 

O presidente da Shell, Bem van Beurden, foi claro. “Fiz (a Temer) um pedido: continue o que estão fazendo no Brasil.” Na avaliação do executivo, os “maiores desafios” do País ainda são a alta taxa de desemprego e a inflação. “Esperamos muito que haja continuidade da política econômica para a regulação em nossa indústria”, afirmou.

(mais…)

28
04

Com greve no DF, centros de assistência social e apoio a mulher não funcionam

1Servidores da Assistência Social e Cultural do Distrito Federal também estão na greve geral de desta sexta-feira, 28, contra as reformas do governo do presidente Michel Temer. Segundo o diretor de Comunicação da categoria, Carlos Frederico Coelho, a greve dura 24 horas e os principais pontos afetados são casas de atendimento a criança, adolescente, idoso e família (albergues) e o Centro Especializado a Atendimento à Mulher (Ceam), que recebe mulheres que sofrem violência doméstica.

Coelho informou que, nesta sexta, a mulher que sofrer algum tipo de violência e precisar do atendimento do Ceam deve primeiro ir a uma delegacia e esperar até amanhã para poder ser atendida no centro. (mais…)

13
12

Blog do Mauro na Gazeta

 

 

Sem partido

 

O PSDB comandado pelo deputado federal Nilson Leitão ainda não assumiu seu papel institucional de defesa dos projetos estratégicos para a recuperação das finanças públicas do Estado que governa. O tucano Pedro Taques tem mais apoio de outros partidos do que do PSDB de Leitão.

 

Fora do partido

 

Aliás, o presidente estadual dos tucanos acha que o governo de Pedro Taques ainda não está legitimado para disputar a reeleição, em 2018. Algo não vai bem no ninho tucano. Talvez seja por isso que no Paiaguás cresce cada vez mais a boataria em torno de uma possível mudança de sigla do governador.

 

Lula vivo

 

Pesquisa Data Folha revela que se a eleição presidencial (que só vai acontecer em 2018) fosse hoje, Lula lideraria o primeiro turno em todos os cenários contra qualquer adversário. No segundo turno perderia para Marina Silva, do quase inexistente Rede. Estarrecedor.

 

Frigoríficos

 

A Comissão Parlamentar de Inquérito dos Frigoríficos apresenta hoje o relatório final do que seria a apuração da existência de cartel ou outros artifícios de manipulação do mercado de carnes em desfavor de produtores e consumidores.

 

TCE

 

O presidente do Tribunal de Contas, conselheiro Antonio Joaquim, defendeu durante um encontro com associados de uma entidade representativa de veículos de comunicação de Lucas do Rio Verde, que ‘a imprensa tem desempenhado um papel fundamental no processo de depuração política que o Brasil vem passando‘.

 

Bancada federal

 

O governador Pedro Taques (PSDB) abriu diálogo com a bancada federal e promete realizar encontros mensais com os parlamentares. A aproximação faz parte da estratégia adotada pelo governador de envolver (políticos, empresários, jornalistas e outros agentes formadores de opinião) segmentos sociais para ampliar a base política de sustentação e de defesa do governo.

 

Reformas

 

Taques quer quebrar a imagem de isolamento e, de quebra, promover uma ampla mobilização em torno de projetos de recuperação das finanças públicas, como é o caso das reformas tributária e previdenciária.

 

Bom menino

 

O senador Wellington Fagundes (PR) foi um dos membros da bancada presentes à reunião com Taques. Crítico e opositor da gestão do PSDB, Wellington desta vez não fez críticas e até posou para fotos ao lado do governador.

 

Repatriação

 

A Justiça Federal determinou que parte dos recursos obtidos pela União com multas oriundas da Lei de Repatriação seja depositada em conta judicial para atender ao pleito da Prefeitura de Várzea Grande, que segundo cálculos preliminares pode ter direito a receber até R$ 4,3 milhões.

10
03

Barbosa critica modelo de estímulo e prega equilíbrio fiscal

1Presente em evento que comemora os 30 anos do Tesouro Nacional, o ministro da Fazenda, Nelson Barbosa fez, nesta quinta-feira, 10, um discurso defendendo da adoção de medidas de estabilização da economia no curto prazo e de reformas de longo prazo propostas por ele. Barbosa tentou descolar sua política econômica do modelo de estímulo adotado pelo governo petista nos últimos anos. Ele ressaltou a necessidade de redução da inflação e do equilíbrio fiscal para a recuperação do crescimento e fez uma crítica às ações adotadas no passado recente. 

“Somente medidas de estímulo no curto prazo não serão suficientes, pois a recuperação tende a ser curta ou não ocorrer. Tivemos experiência de adoção de estímulos no passado recente que tiveram efeito curto e, ao invés de resolver, ampliaram os problemas estruturais”, apontou Barbosa nesta quinta-feira.

(mais…)

02
06

Levy acredita em um 2º semestre favorável para a economia

1O Brasil tem condições de ter um segundo semestre favorável para a economia, afirmou o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, a jornalistas na tarde de segunda-feira, 1, na sede do Fundo Monetário Internacional. “Eu acho que, se nós tomarmos as providências necessárias com rapidez, temos bastante chance de ver um segundo semestre favorável para a economia”, disse em rápida entrevista.

(mais…)

Publicicade

Publicicade