Arquivo da Tag: "QUEIMADAS"
30
08

Suspensão de compra de couro afeta Mato Grosso

Mais de 18 marcas internacionais anunciaram a suspensão da compra de couro do Brasil, em virtude das queimadas na região Amazônica. Conforme o governador Mauro Mendes (DEM), a medida afeta diretamente Mato Grosso. O anúncio foi feito durante coletiva de imprensa, realizada na tarde desta sexta-feira (30), quando comunicou a extensão do período proibitivo das queimadas no estado até 30 de novembro.

 

De acordo com o Centro das Indústrias de Curtume do Brasil (CICB), a suspensão se deu devido a relação feita entre as queimadas e o agronegócio. As marcas que já solicitaram a suspensão de compra são geridas pela VF Corporation e são: Timberland, Dickies, Kipling, Vans, Kodiak, Terra, Walls, Workrite, Eagle Creek, Eastpack, JanSport, The North Face, Napapijri, Bulwark, Altra, Icebreaker, Smartwoll e Horace Small. (mais…)

30
08

No combate às chamas, Governo de MT prorroga período proibitivo de queimadas

O governador Mauro Mendes (DEM) decidiu prorrogar até 30 de novembro a proibição para queimadas em Mato Grosso. O período proibitivo se encerraria em 15 de setembro. No entanto, com o maior número de incêndios registrados no país e também em Mato Grosso, a medida se fez necessária. Além disso, também se estende a proibição para qualquer tipo de desmatamento.

 

O estado lidera o ranking de estados que mais queimam no Brasil. São cerca de 14 mil incêndios registrados até o momento.

 

O governador reiterou, em coletiva de imprensa realizada na tarde desta sexta-feira (30), que a preservação ambiental é pilar fundamental para as relações comerciais do estado, além de ser um dever por consciência. (mais…)

29
08

Desmatamento ilegal: “Nossos esforços são para, em dois anos, reduzir a zero esse índice”

O governador Mauro Mendes (DEM) afirmou que toda a gestão trabalha com o objetivo de reduzir a zero o índice de desmatamento ilegal em Mato Grosso, nos próximos dois anos. Mendes ressaltou que o estado foi o único da Amazônia Legal que conseguiu reduzir o índice de desmatamento de agosto de 2018 a julho de 2019, em comparação com o mesmo período de 2017-2018. A redução foi de 17%, conforme os dados do Imazon.

 

“Estamos trabalhando duramente para combater o desmatamento ilegal em Mato Grosso. Nossos esforços são para, em dois anos, reduzir a zero esse índice. Nosso Estado não tolera mais qualquer tipo de ilegalidade praticada contra o meio ambiente”, afirmou.

 

(mais…)

28
08

Peritos atuam em operação contra desmatamento ilegal e incêndios criminosos

As constatações de crimes de desmatamento, queimadas irregulares e incêndios florestais durante o período proibitivo, que ocorre de 15 de julho a 15 de setembro, foram intensificadas na região médio norte com a atuação de peritos criminais da Politec.

 

A ação faz parte da Operação Abafa Amazônia, que reúne profissionais da Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Politec, Ciopaer, Defesa Civil e a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), no combate aos focos de incêndio e responsabilização criminal dos autores. Na primeira etapa da operação, ocorrida entre os dias 19 a 28 de agosto, foram percorridas 28 áreas nos municípios de Sorriso, Nova Ubiratã, Vera, Feliz Natal e Paranatinga. (mais…)

16
10

MT: Período de proibição a queimadas termina mas alerta permanece

1Por Hipernotícias

O período proibitivo para as queimadas em Mato Grosso termina neste domingo (15.10). A decisão atende deliberação das instituições que compõem o Comitê do Fogo, após análise favorável das condições climáticas, que incluem aumento na incidência de chuvas, da umidade relatividade do ar e a redução nas ocorrências de focos de calor.

 

LEIA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI.

 

 

12
08

MT: Médico Marcelo Sandrin dá dicas para evitar problemas de saúde devido ao tempo seco

1Por Camilla Zeni

Agosto é um mês considerado “crítico” por natureza, em razão dos baixos índices de chuvas, que contribuem para o aumento de queimadas e da poluição. Cuiabá, por sua vez, também é conhecida pelo intenso calor diário. Diante do quadro, o HiperNotícias foi atrás de dicas para ajudar a amenizar as doenças e ajudar a população a se manter mais hidratada.

LEIA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI.

25
08

MT: Especialista alerta para o cuidados em período de queimadas

1Por Soraya Medeiros

Segundo a médica pneumologista, Keila Maia, da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), os níveis de poluição, o tempo seco e as queimadas podem agravar ainda mais os casos de doenças respiratórias, como asma, rinite e enfisema, além de causar doenças virais, como a conjuntivite.

 

LEIA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI.

 

 

02
08

Queimada destrói vegetação às margens do Rio Cuiabá

Equipe do Gazeta Digital registrou em vídeo, um incêndio urbano num terreno às margens do Rio Cuiabá nas proximidades da Ponte Nova. O flagrante foi feito por volta das 14h deste domingo (2), quando o fogo consumia toda a vegetação seca e se alastrava com rapidez sobre as pequenas áreas verdes à beira do Rio.

 

LEIA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI.

 

 

09
03

Queimadas/MT: Estado tem aumento de 100% em 2015

1Por Dantielle Venturini

A Gazeta

O número de focos de queimadas disparara esse ano em Mato Grosso. Mesmo com muita chuva o Estado registrou aumento de mais de 100% em fevereiro. Em janeiro o aumento passou de 200%. Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) apontam em fevereiro mais de 542 focos em todo o Estado. Esse aumento ultrapassa o crescimento de 155% quando comparado aos registros no mesmo mês no ano passado, de 199 focos. Com os resultados, o Estado lidera a lista no país com o total de 1.471 focos no primeiro bimestre.Os dados registrados em janeiro e fevereiro deste ano foram os maiores registrados em toda série histórica do Inpe.

 

LEIA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI.

 

 

02
09

Registro de queimadas é 49% menor do que em 2012

Por Ana Cristina Campos

Agência Brasil

Brasília – O registro de focos de incêndio no Brasil diminuiu 49% de janeiro até hoje (2), em comparação com o mesmo período do ano passado, quando houve 78.440 ocorrências. Pelas imagens captadas por satélites do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), desde janeiro até esta segunda-feira, foram identificados 39.253 focos de queimadas no país. (mais…)

Publicicade

Publicicade