Arquivo da Tag: "PSL"
22
07

PSL oficializa neste domingo candidatura de Bolsonaro à Presidência

Por Estadão Conteúdo

 

 

O Partido Social Liberal (PSL) oficializa neste domingo, 22, a candidatura do deputado federal Jair Bolsonaro à Presidência da República, em convenção nacional, no Rio de Janeiro. O evento reúne partidários do presidenciável num centro de convenções na região central da cidade.

 

Muitos apoiadores vestem as cores verde e amarela ou se enroscam em bandeiras do Brasil. O rosto de Jair Bolsonaro aparece em várias camisetas que desfilam pelo salão. Alguns dos presentes posam para autorretratos ou transmissões ao vivo ao lado das fotografias de Bolsonaro espalhadas pelo local. O partido espera que aproximadamente 2.500 pessoas compareçam à convenção.

 

(mais…)

19
07

Antes de convenção, siglas vetam apoio a Bolsonaro

Framephoto/Estadão Conteúdo

Por Estadão Conteúdo

 

O pré-candidato do PSL ao Palácio do Planalto, deputado Jair Bolsonaro (RJ), já se prepara para uma campanha solo após tentativas frustradas de alianças partidárias. Em menos de 48 horas, ele ouviu um “não” do PR, comandado pelo ex-deputado Valdemar Costa Neto (SP), e do nanico PRP – legenda do general da reserva Augusto Heleno Ribeiro, cotado até então para ser o vice na chapa.

 

Caso não consiga romper o isolamento, Bolsonaro vai dispor de apenas 8 segundos em cada um dos dois blocos diários de 25 minutos no horário gratuito de rádio e TV, a partir de 31 de agosto.

 

(mais…)

19
07

PSL pode coligar com PSDB em Mato Grosso, afirma Galli que espera resposta nacional

Por Danna Belle

HiperNotícias

 

O Partido Social Liberal, liderado pelo pré-candidato à Presidência Jair Bolsonaro, vetou a coligação nos estados com qualquer legenda considerada de esquerda (PCdoB, PCB, PCO, PSOL, PSTU, PDT, PSDB, PT e Rede). O presidente do PSL em Mato Grosso, Victório Galli, afirmou que a decisão não irá atrapalhar a possibilidade de coligar com os tucanos mato-grossenses, mas irá apresentar a proposta para a Executiva Nacional aprovar.

Para conquistar a aliança com o PSL, Galli estabeleceu quatro critérios: a garantia de palanque para Bolsonaro, chapa pura para deputado estadual, legenda competitiva para federal e espaço para uma candidatura ao Senado.

 

(mais…)

13
07

‘Só não vamos fazer pacto com o diabo’, afirma Bolsonaro

Framephoto/Estadão Conteúdo

Por Estadão Conteúdo

 

Apesar de o presidenciável do PSL, Jair Bolsonaro, manter o discurso contra “políticos tradicionais”, o diretório do partido no Pará costura uma aliança com o ex-ministro da Integração Helder Barbalho, do MDB, que concorre ao governo do Estado. Na disputa federal, o senador Jader Barbalho, pai de Helder e patriarca do grupo, manifesta apoio, pelo menos formalmente, à pré-candidatura do ex-ministro Henrique Meirelles, de seu partido, e espera uma definição do nome que o PT lançará à Presidência.

 

Em visita a Marabá ontem, ao ser questionado pelo Estado sobre a aliança, Bolsonaro afirmou que não participa das conversas de aproximação entre o PSL e o MDB no Pará, que na prática representa uma aliança indireta com o clã Barbalho para formar palanques, mas que não pode evitar acordos nas sucessões estaduais. “Se o nosso foco é a cadeira presidencial, paciência” disse o pré-candidato. “Só não vamos fazer pacto com o diabo”, completou, numa referência a um discurso em que a presidente cassada Dilma Rousseff afirmou que podia “fazer o diabo quando é hora da eleição”. Bolsonaro, no entanto, disse que não tem “nada a ver” com a costura no Estado e lembrou que conseguiu barrar um acordo do PSL com o PCdoB no interior de Minas Gerais.

 

(mais…)

09
07

“Não conhece a história política de Mato Grosso”, diz Pinheiro sobre Selma

Por Ana Flávia Corrêa

HiperNotícias

 

O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB), afirmou que a ex-juíza e pré-candidata ao Senado, Selma Arruda (PSL), não conhece a história política do Estado e de nomes importantes para Mato Grosso. A afirmação foi em resposta ao posicionamento de Selma, que ameaçou desistir de sua candidatura caso seu partido se alie com o pré-candidato ao governo Wellington Fagundes (PR), coligado com a sigla de Emanuel.

 

“Ela está começando agora na vida pública, então ela não conhece a história política de Carlos Bezerra, de grandes nomes que tem o MDB, então ela está no conceito dela, daquilo que ela tem em mente, das convicções dela”, disparou.

 

(mais…)

09
07

Galli diz que Selma não deve “radicalizar” para estabelecer acordos

Por Ana Flávia Corrêa

HiperNotícias

 

O presidente do PSL em Mato Grosso, deputado federal Victório Galli, afirmou que a ex-juíza e pré-candidata ao senado, Selma Arruda, não deve “radicalizar”. A afirmação, dada à Rádio Capital FM 101.9 nesta segunda (9), responde às alegações de Selma, que insiste que não irá compor chapa com siglas que tenham a ficha suja.

 

“Ela tem que avaliar nesse sentido para não radicalizar totalmente esse processo. Se a gente ficar no extremo lá, ou no extremo cá, vai ficar difícil a gente acordar. A não ser que a gente suba no palanque sozinho, mas isso inviabiliza qualquer eleição”, pontuou o deputado.

 

(mais…)

28
06

MP Eleitoral abre procedimento para investigar escolta doada à Selma Arruda

A Procuradoria Regional Eleitoral em Mato Grosso instaurou um Procedimento Preparatório Eleitoral para apurar a informação de que a juíza de Direito aposentada, Selma Arruda, pré-candidata ao Senado pelo Partido Social Liberal, teria recebido o benefício do patrocínio de serviço de escolta armada por parte de empresa de segurança privada.

 

Para a procuradora regional eleitoral, Cristina Nascimento de Melo, responsável pela instauração do procedimento, a concessão de patrocínio poderá, em tese, configurar doação de recursos estimáveis de fonte vedada, já que é proveniente de pessoa jurídica de direito privado, nos termos do artigo 33, inciso I, da Resolução TSE nº 23.553/2017.

 

A instauração do Procedimento Preparatório Eleitoral tomou como base notícias jornalísticas amplamente divulgadas nos sites locais em 18 de junho, informando que a pré-candidata estaria recebendo escolta armada de forma gratuita, patrocinada por um grupo de empresários, “simpático à campanha” da juíza aposentada. A segurança a que ela fazia direito enquanto magistrada foi retirada pelo Tribunal de Justiça, com o entendimento de que Selma teria desrespeitado as regras da concessão do benefício. Em seguida, a segurança passou a ser feita pela Casa Militar do estado de Mato Grosso a mando do governador Pedro Taques (PSDB). Mas também foi anulada pelo juiz da Comarca de Sinop, Mirko Giannotte. (mais…)

27
06

Bolsonaro afirma ter apoio de parlamentares do MDB

Framephoto/Estadão Conteúdo

Por Estadão Conteúdo

 

O deputado Jair Bolsonaro (PSL-RJ) afirmou que pelo menos 20 parlamentares do MDB vão apoiar sua candidatura à Presidência da República. O partido tem como pré-candidato ao Planalto o ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles.

 

Questionado pela reportagem sobre quem são os apoiadores, Bolsonaro disse que ainda não poderia revelar nomes. Citou apenas o deputado Rogério Peninha, de Santa Catarina, entre eles.

 

(mais…)

19
06

Quatro parlamentares de MT concorrem a prêmio Congresso em Foco

Quatro representantes de Mato Grosso em Brasília concorrem ao Prêmio Congresso em Foco 2018. São eles os deputados federais Fábio Garcia (DEM), Ságuas Moraes (PT) e Victório Galli (PSL) e o senador José Medeiros (Pode). Concorrem ao prêmio, considerado no meio como “Oscar da Política brasileira”, apenas os parlamentares que exerceram mandato este ano por ao menos 60 dias e que não respondem a acusações criminais”.

 

A escolha dos premiados se dará por meio de votação pela internet, que será aberta no dia 1º de julho e durará até o dia 31. Os vencedores serão anunciados em cerimônia de premiação a ser realizada no dia 13 de agosto.

 

(mais…)

08
06

Na política não se trabalha com um alvo só, diz Galli

O presidente estadual do PSL, deputado federal Victório Galli, afirmou que não foi comunicado oficialmente pelo ex-prefeito de Sorriso, Dilceu Rossato, sobre a desistência da candidatura ao Governo. Rossato teria decidido na última segunda-feira (4) recuar definitivamente do projeto depois que Galli cogitou um “plano B”, caso a candidatura não “decolasse”. O dirigente partidário, por outro lado, afirmou que em política não se trabalha com “um alvo só”.

 

“Não trabalha com um alvo só na política. Se de fato a candidatura dele não criar musculatura, o grupo vai afundar junto com ele? Não pode. Tenho 40 candidatos a deputado estadual, 13 a deputado federal, uma senadora que as pesquisas sempre mostram ela em primeiro ou segundo lugar e o Bolsonaro que é nosso presidenciável. Vamos ficar na expectativa esperando ele também abraçar a candidatura, como está esperando na última hora? Claro que tem um plano B. Se não der ele, claro que vamos para outro rumo”, questionou, reforçando que ainda não há definição sobre com quem o PSL poderia caminhar.

 

(mais…)

Publicicade

Publicicade