Arquivo da Tag: "PROPINAS"
23
11

Propinas de R$ 68 mi beneficiaram PT e ex-dirigentes da Petrobras e da Petros

Por Estadão Conteúdo

 

A Operação Lava Jato afirma que as empreiteiras OAS e a Odebrecht distribuíram propina de pelo menos R$ 68.295.866,00 ao PT e a ex-dirigentes da Petrobras e da Petros no esquema de corrupção ligado à construção da Torre Pituba, a sede da estatal na Bahia. O Ministério Público Federal aponta que os “valores históricos” representam quase 10% do valor da obra.

 

A construção da Torre Pituba é alvo da Operação Sem Fundos, 56ª fase da Lava Jato deflagrada nesta sexta-feira, 23. A sede foi concebida, segundo a Procuradoria da República, no Paraná, por dirigentes da Petrobras e da Petros, para abrigar a sede da estatal em Salvador. O fundo de pensão teria se comprometido a realizar a obra e a Petrobras, a alugar o edifício por 30 anos (construção na modalidade “built to suit”).

 

(mais…)

22
08

Lava Jato denuncia Bendine por corrupção

1O Ministério Público Federal (MPF) denunciou o ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobras Aldemir Bendine. Também são acusados os empresários Marcelo Odebrecht e Fernando Reis, os operadores André Gustavo e Antonio Carlos Vieira da Silva e o doleiro Álvaro Novis. Os crimes atribuídos ao grupos são corrupção passiva, corrupção ativa, lavagem de dinheiro, embaraço à investigação e organização criminosa. (mais…)

21
07

Moro nega a ex-gerente da Petrobras audiência reservada com advogados

1O juiz federal Sérgio Moro negou nesta quinta-feira, 20, ao ex-gerente da área Internacional da Petrobras Pedro Augusto Cortes Xavier – classificado por sua defesa como homem ‘sério e honrado’ e acusado de receber propinas de R$ 4,8 milhões no âmbito da Lava Jato -, o pedido para ter uma audiência reservada com seus advogados uma hora antes de seu depoimento, marcado para a próxima segunda-feira, 24.

(mais…)

16
06

MT: Riva recebeu R$ 3 mi para garantir prestação de serviço de empresa de delator

Marcus Mesquita/MidiaNews

Marcus Mesquita/MidiaNews

Por Jessica Bachega

O ex-deputado José Geraldo Riva (sem partido) teria recebido R$ 3 milhões durante o ano de 2014 da empresa Consignum, por meio do delator, e hoje vítima do esquema de propinas, Willians Mischur. O dinheiro veio após acordo entre Mischur e Riva para que fosse garantida a prestação de serviços da empresa ao Estado. O ex-prefeito de Várzea Grande, Wallace Guimarães, também utilizou suas empresas para desviar recursos do Estado. O esquema que saqueou o erário é investigado na Operação Sodoma.

 

LEIA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI.

 

 

29
04

PF amplia cerco à cúpula do PMDB no Senado

1Desdobramento da Lava Jato, a Operação Satélites 2, deflagrada ontem pela Polícia Federal, ampliou o cerco à cúpula do PMDB no Senado. Por ordem do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), foram cumpridos mandados de busca e apreensão contra suspeitos de operar recebimento de propina em contratos da Transpetro, subsidiária da Petrobrás.

(mais…)

24
04

Obras na refinaria Abreu e Lima renderam R$ 90 milhões em propina a PP, PT e PSB

1As obras realizadas na Refinaria Abreu e Lima (PE) renderam R$ 90 milhões em propinas a ex-executivos da Petrobras ligados ao PP, PT e PSB. As informações constam da delação do ex-executivo da Odebrecht Márcio Faria da Silva à Procuradoria-Geral da República (PGR). O empreendimento, que não está concluído, foi realizado pela Odebrecht, OAS, Camargo Corrêa e Queiroz Galvão. Os dois contratos da refinaria assinados em 2009 somaram R$ 4,6 bilhões.

(mais…)

15
04

BJ diz que pagou R$ 5 milhões no exterior para campanha de Picciani ao Senado

1A campanha do deputado estadual Jorge Picciani (PDMB-RJ) ao Senado, em 2010, entrou na mira da delação da Odebrecht. O executivo Benedicto Júnior, o BJ, revelou que o Departamento de Propinas da empreiteira fez três depósitos, no valor correspondente a R$ 5 milhões, em favor de Picciani. O dinheiro foi transferido para uma conta do banco BVA no exterior, afirma o delator. A investigação foi remetida para o Tribunal Regional Federal da 2ª Região. (mais…)

10
02

“É crime de corrupção e ponto”, diz procurador sobre repasses de Eike a Cabral

1

Por Isabela Vieira

Agência Brasil

O Ministério Púbico Federal (MPF) no Rio de Janeiro detalhou hoje (10) duas denúncias contra o ex-governador Sérgio Cabral e o empresário Eike Batista. A força-tarefa da Lava Jato acusa o dono das empresas do grupo EBX de corrupção ativa e lavagem de dinheiro por ter feito dois pagamentos ilegais de US$ 16,5 milhões e outro de R$ 1 milhão à Cabral, em troca de benefícios nos negócios. O ex-governador foi denunciado por corrupção ativa, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. (mais…)

10
02

MPE investiga ex-diretor do Procon por propina

2a4bccfeef6741dbe9f9d8f83b48c188

Carlos Rafael é suspeitos de receber propina de empresários para não intensificar fiscalização  em alguns estabelecimentos.

Por Rafael Costa

Gazeta Digital

Uma investigação foi aberta pelo Ministério Público Estadual (MPE) para apurar a suspeita de que o ex-diretor do Procon de Cuiabá, Carlos Rafael Damian Gomes de Carvalho, cometeu improbidade administrativa no exercício da função pública que corresponde ao período de 2014 a 2016.

O inquérito civil é conduzido desde o dia 13 de janeiro pelo promotor de Justiça Roberto Turin, que compõe o Núcleo de Defesa do Patrimônio Público.

LEIA MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI.

22
09

Mantega está na sede da PF em SP e deve ser levado ainda hoje para Curitiba

Brasília - O ministro da Fazenda, Guido Mantega,  fala sobre a política econômica do governo, durante entrevista ao Programa Bom Dia Ministro (Gervásio Baptista/Agência Brasil)

Brasília – O ministro da Fazenda, Guido Mantega, fala sobre a política econômica do governo, durante entrevista ao Programa Bom Dia Ministro (Gervásio Baptista/Agência Brasil)

O ex-ministro da Fazenda Guido Mantega está detido na sede da Superintendência da Polícia Federal, em São Paulo. Ele foi preso temporariamente na manhã desta quinta-feira, 22, durante a 34ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Operação Arquivo X. O ex-ministro será levado ainda nesta quinta para Curitiba, sede das apurações da Lava Jato.

Mantega recebeu voz de prisão logo cedo no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, onde acompanhava uma cirurgia da mulher, que luta contra um câncer.

Ele é suspeito de cobrar propinas no esquema de corrupção da Petrobras. O negócio investigado é o contrato para duas plataformas de exploração de petróleo P-67 e P-70, para as camadas do pré-sal, de consórcio formado pelas empresas Mendes Junior e OSX.

(mais…)

Publicicade

Publicicade