Arquivo da Tag: "PRODUTORES RURAIS"
24
09

Prazo para produtores rurais aderirem a parcelamento acaba esta semana

1Por Letycia Bond

Agência Brasil

Produtores rurais que planejam renegociar dívidas com melhores condições terão até esta sexta-feira (29) para aderir ao Programa de Regularização Tributária Rural (PRR). São elegíveis para o programa, apelidado de Refis rural e criado e regulamentado no mês passado, pessoas físicas ou compradores de produção rural de pessoas físicas.

(mais…)

23
09

Ruralistas vão pressionar por perdão de R$ 17 bi

1Produtores e lideranças rurais vão pressionar o presidente Michel Temer (PMDB) para que desista de recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra a resolução do Senado que perdoou R$ 17 bilhões em dívidas com o Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural). O assunto está na pauta do Encontro Nacional dos Produtores Rurais e do Agronegócio, que deve reunir centenas de produtores e ruralistas em Araçatuba, interior de São Paulo, na segunda-feira.

(mais…)

14
12

Blog do Mauro na Gazeta

 

 

Fora da caixa

 

O ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP), cresce em conceito junto aos produtores rurais e surpreende áreas do agronegócio bem diferentes do universo da soja, do milho e do algodão, culturas típicas de Mato Grosso.

 

Encantamento

 

Cafeicultores, produtores de laranja, de pescado, açúcar, madeira e dezenas de outros setores país afora estão encantados com a eficiência do ministro, que age rápido, desemperra processos e desburocratiza o MAPA.

 

Diplomacia

 

Mas o conceito que mais tem impressionado, não apenas pelo tamanho dos resultados, mas pela ousadia e abrangência é o que já foi batizado de ‘diplomacia agrícola do Brasil’, uma ação estratégica que passa longe da liberação de recursos para o setor produtivo. Ao contrário, exige mais trabalho e esforço competitivo.

 

Inovação

 

Ao percorrer o mundo abrindo mercados para o agronegócio brasileiro com base em argumentos como qualidade dos produtos, sustentabilidade na produção e preservação ambiental, Maggi abre um capítulo novo na história do desenvolvimento brasileiro.

 

Comunicador

 

O ministro Maggi, aliás, especializou-se em redes sociais e está dando um banho de comunicação. Pelo WhatsApp e Facebook mantém informações permanentes de suas atividades no ministério e até mesmo de sua agenda pessoal.

 

Série B

 

Depois que o Internacional caiu para a Segundona, Maggi disse no Face que não está ‘triste com o rebaixamento, mas ‘p‘ da vida pela falta de garra e determinação de quem comanda o time‘. E garantiu que vai imitar os gremistas indo ‘com o Inter onde o Inter estiver. Blairo promete assistir ao eventual confronto entre Inter e Luverdense, pela Série B do Brasileirão.

 

Só no Face

 

Falando em redes sociais, o prefeito eleito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB) parece ter assumido uma posição de distanciamento da imprensa. Ao invés de cansativas coletivas onde precisa responder ao questionamento de repórteres, Pinheiro está preferindo comunicar a formação de seu staff pelo Facebook. Ontem anunciou três novas pastas.

 

Bom motivo

 

Entre os indicados está Antônio Roberto Possas de Carvalho, que já foi secretário de Finanças na gestão de Frederico Campos, em Cuiabá, e passou pela gestão do prefeito cassado de Várzea Grande Wallace Guimarães (PMDB).

 

Boataria

 

Dizem as más línguas que Possas de Carvalho é uma indicação do cacique peemedebista Carlos Bezerra, que tem como um de seus principais escudeiros Luiz Antonio Possas de Carvalho, irmão de Antônio Roberto. Sendo verdadeiro o boato, Bezerra só terá as chaves do cofre da Prefeitura da Capital. Influência pouca é bobagem.

 

 

15
11

Blog do Mauro na Gazeta

 

 

Atores

 

Em Marrakesh participando da COP 22, o ministro da Agricultura e Pecuária, Blairo Maggi (PP) lembra que os agricultores e pecuaristas são protagonistas na preservação ambiental – para o bem ou para o mal.

 

Compromisso

 

Segundo Blairo, o Brasil está disposto a assumir o compromisso extra de redução dos gases de efeito estufa, mas aos agricultores ‘cabe a tarefa de reflorestar 12 milhões de ha e recuperar 15 Milhões de ha de pastagens degradadas; evitar novos desmatamentos, ampliar a área de plantio direto e reduzir o uso de nitrogênio nos adubos.

 

Custo alto

 

Esse compromisso, nas contas de Maggi, custará algo em torno de US$ 40 bilhões. Ele argumenta que os produtores rurais não têm capacidade financeira para bancar a iniciativa.

 

Quem paga?

 

Ontem o ministro declarou em alto e bom som: ‘minha participação neste fórum é dizer isso claramente, podemos ajudar a fazer, mas alguém terá de pagar esta conta‘.

 

Realidade

 

Blairo ressalta que o Brasil tem 61% de seu território totalmente preservado, que a agricultura usa apenas 8% do território nacional e a pecuária 19%. As propriedades rurais ainda mantêm preservado (sem utilização) às suas custas 11% do território brasileiro.

 

Divisão

 

O resumo da ópera: Blairo Maggi quer que o mundo, que se beneficia da produção de alimentos do Brasil, participe do pagamento dessa fatura.

 

 

Pujante 

 

Impressionam os números divulgados em matéria publicada na edição de ontem de A Gazeta sobre o setor de transporte aéreo em Mato Grosso, que impactou a economia local com a movimentação de R$ 3,4 bilhões no ano passado.

 

Empregos

 

Ao todo, são 61 mil empregos gerados direta ou indiretamente pelo setor no Estado, gerando pagos R$ 581 milhões em salários no ano passado. O setor também arrecadou R$ 253 milhões em impostos.

 

 

Com colaboração de Vinícius Bruno

01
07

Crédito para safra 2015/2016 começa a ser liberado hoje

1Por Wellton Máximo

Agência Brasil 

Produtores rurais de todo o país poderão contratar, a partir de hoje (1º), os empréstimos do Plano Safra 2015/2016. Ao todo, o governo oferecerá R$ 187,7 bilhões em crédito para operações de custeio, de investimento e de comercialização da produção. Os financiamentos podem ser contratados nos bancos que operam crédito rural. (mais…)

01
12

MT: Produtores rurais protestam contra operação

00Por Letícia Kathucia

Produtores rurais, sindicalistas, moradores e membros da associação comercial do município de Lucas do Rio Verde (354 km ao norte de Cuiabá) realizam nesta segunda-feira (1º) um ato de protesto contra a Operação “Terra Prometida”, deflagrada pela Polícia Federal (PF).

 

LEIA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI.

 

14
11

Entidades cobram regulamentação de instrumentos econômicos do Código Florestal

00Por Andreia Verdélio

Agência Brasil

Entidades ambientais e da sociedade civil estão buscando a regulamentação do Artigo 41 do Código Florestal Brasileiro, sancionado em 2012, que trata dos instrumentos econômicos para que produtores rurais conservem ou regenerem suas florestas ou ainda busquem a compensação do passivo ambiental das propriedades. A legislação estabelece prazos para regularização ambiental e, ao mesmo tempo, prevê incentivos por parte do governo federal para que isso seja acelerado e antecipado, mas, segundo as entidades que compõe o Observatório do Código Florestal, tais incentivos não estão sendo implementados. (mais…)

19
05

Governo lança Plano Agrícola e Pecuário 2014/2015

1Por Paulo Victor

Agência Brasil 

Ao lançar, na manhã de hoje (19), o Plano Agrícola e Pecuário 2014/2015, a presidenta Dilma Rousseff vai anunciar o valor dos recursos que serão disponibilizados em crédito aos produtores rurais. Além do crédito, o plano vai apresentar as medidas de política agrícola planejadas pelo governo para a próxima safra. (mais…)

10
03

Financiamentos a médios produtores rurais batem recorde

download (1)

Por Wellton Máximo

Agência Brasil

Os financiamentos a médios produtores rurais bateram recorde, informou hoje (10) o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Nos sete primeiros meses da safra atual, entre julho do ano passado e janeiro deste ano, R$ 9,86 bilhões foram liberados por meio do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rual (Pronamp). O valor é 28,7% superior ao mesmo período da safra 2012/2013, quando o montante contratado somou R$ 7,66 bilhões. (mais…)

21
02

Indenização por fazenda em terra indígena em MS continua em debate

Por Alex Rodrigues

Agência Brasil

Oito meses após o anúncio de que o governo federal pretende indenizar os produtores rurais regularmente instalados na Terra Indígena Buriti, em Sidrolândia (MS), a cerca de 70 quilômetros de Campo Grande, o Ministério da Justiça, o governo estadual e os fazendeiros continuam discutindo o valor a ser pago pela terra e benfeitorias. Ontem (20), o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, recebeu o governador André Puccinelli, que reforçou a manutenção das negociações, com a criação do Fórum para Demarcação de Terras Indígenas, pois, conforme o governador, o clima na região ainda é tenso. (mais…)

Publicicade

Publicicade