Arquivo da Tag: "PRESIDÊNCIA"
03
05

Com apoio dos deputados, PSD reelege Fávaro presidente do diretório estadual do partido

Por HiperNotícias

 

O Partido Social Democrático (PSD-MT) realizou nesta quarta-feira (02), as eleições para o Diretório Estadual, que definiu a chapa “Novas Ideias para um Novo Tempo para liderar a sigla pelos próximos dois anos”. Por unanimidade, Carlos Fávaro foi reconduzido à presidência estadual do partido e a nova comissão executiva foi escolhida. “Seguindo o compromisso de acabar com o caciquismo no PSD, realizamos de forma democrática a eleição do diretório estadual”, afirma Fávaro.

 

O Diretório Estadual é composto por 51 membros e 17 suplentes. O comparecimento foi de mais de 80% da antiga comissão provisória, que tem direito a voto. Os cinco deputados estaduais do PSD, Wagner Ramos, José Domingos Fraga, Pedro Satélite, Ondanir Bortolini (Nininho) e Gilmar Fabris também estiveram na sede do partido e votaram a favor da nova diretoria. “Foi um consenso, uma chapa que reúne as principais lideranças e sem dúvida nenhuma, um partido forte, unido, que vai agora desenvolver um trabalho para as eleições de 2018”, conclui o deputado estadual Nininho.

 

Com a escolha da nova executiva, o PSD Mato Grosso mostra a unidade dentro do partido em torno da pré-candidatura ao Senado Federal de Carlos Fávaro e se compromete em trabalhar para a formação de um chapão nas eleições proporcionais de deputados estaduais e federais. “Este processo interno demonstra claramente que o PSD está unido e forte como sempre dissemos”, pontua Fávaro.

 

(mais…)

13
04

Com viagem de Temer, Cármen Lúcia assume a Presidência da República

Fabio Rodrigues Pozzebom/Arquivo Agência Brasil

Por Pedro Peduzzi

Agência Brasil

 

Pela segunda vez na história do Brasil, uma mulher presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) assume interinamente a Presidência da República. Cármen Lúcia ocupará o posto hoje (13), assim que o presidente Michel Temer deixar o espaço aéreo brasileiro, na viagem que fará a Lima, no Peru, para participar da 8ª Cúpula das Américas. A previsão é de que Temer embarque para a capital peruana às 11h.

 

A primeira presidente do STF a assumir o cargo foi a ministra Ellen Gracie (aposentada), em maio de 2006, quando o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva viajou à Argentina acompanhado das três autoridades que, na época, estavam em sua linha sucessória: o vice-presidente José Alencar; os então presidentes da Câmara, Aldo Rebelo (SD-SP), e do Senado, Renan Calheiros (MDB-AL).

 

Como desde a posse de Temer, após o impeachment de Dilma Rousseff, o Brasil não tem vice, caberia ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), assumir o cargo. Mas tanto Maia quanto o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), se tornariam inelegíveis para as próximas eleições caso assumissem. Diante disso, eles optaram por sair do país até o retorno de Temer. Maia viaja para o Panamá e Eunício para o Japão.

 

(mais…)

13
04

Ciro pede para visitar Lula na cadeia

Por Estadão Conteúdo

 

O pré-candidato à Presidência da República Ciro Gomes ingressou, juntamente com os presidente e vice-presidente do PDT, Carlos Lupi e André Figueiredo, com pedido de autorização para visitar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na sede da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba. Os três se apresentaram como amigos de Lula e enviaram a solicitação à 12ª Vara Federal de Curitiba.

 

Ciro, Lupi e Figueiredo argumentam que não apresentaram qualquer risco ao normal funcionamento da sede da PF e solicitam a flexibilização da visitação a Lula. O ex-presidente cumpre pena de 12 anos após ser condenado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) no processo do triplex de Guarujá (SP).

 

Eles alegam que o pedido deles é diferente do grupo de governadores do Nordeste que tentou visitar Lula e teve autorização negada pela juíza Carolina Moura Lebbos. Além disso, argumentam que a visita é um direito inalienável do condenado, sendo dever do estado promover o respeito à dignidade humana.

 

(mais…)

01
04

Ministro do Planejamento será o novo presidente do BNDES

Antonio Cruz/Agência Brasil

Por Felipe Pontes

Agência Brasil

 

O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, irá deixar o cargo para assumir a presidência do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

 

A informação foi confirmada hoje (1º) pelo Palácio do Planalto. O novo ministro do Planejamento será Esteves Colnago, atual secretário-executivo do ministério.

 

(mais…)

20
03

PSDB lança oficialmente candidatura de Alckmin à Presidência

Foto: Divulgação

Por Estadão Conteúdo

 

O governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, irá lançar oficialmente sua candidatura à Presidência da República pelo PSDB nesta terça-feira, 20, às 16h. O evento ocorrerá na sede do partido, Brasília, e é apenas uma formalidade, já que a sigla não terá prévias após a desistência do prefeito de Manaus, Arthur Virgílio, na disputa pela vaga.

 

Às 15h, Alckmin participa de reunião da Executiva do PSDB. Logo depois, dará coletiva à imprensa.

 

(mais…)

04
03

Fernando Henrique reafirma em artigo apoio a Alckmin

Por Estadão Conteúdo

 

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso reafirmou o apoio à candidatura do governador paulista Geraldo Alckmin à Presidência da República em artigo publicado neste domingo, 4, nos jornais O Estado de S. Paulo e O Globo. O ex-presidente escreveu ainda que “no momento oportuno” as pesquisas irão registrar a ascensão de Alckmin.

 

Ele disse que o Brasil precisa de alguém que una as forças democráticas e que, “respeitando o funcionamento dos mercados e da economia, não só cuide de manter em ordem o Orçamento, mas olhe para as carências do povo e seja honesto”. E garantiu que o PSDB, no comando de São Paulo há 20 anos, não se desviou desses preceitos.

 

(mais…)

28
01

DEM avança sobre possíveis aliados de Lula para viabilizar Rodrigo Maia

Por Estadão Conteúdo

 

 

O DEM vai aproveitar a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em segunda instância para avançar em busca de apoio e viabilizar a candidatura do presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (RJ), ao Palácio do Planalto.

 

 

O foco principal serão PR e PP, maiores partidos do Centrão e que consideravam possível aliança com o petista nas eleições, mas deve se estender ao PRB, PTB e PSD, também integrantes do grupo.

 

 

(mais…)

28
01

Siglas rejeitam proposta do PT de aliança de esquerda

Cid afirma que nunca teve ilusão de apoio do PT a Ciro Gomes

Por Estadão Conteúdo

 

 

O PCdoB, o PDT e o PSOL, que manifestaram apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula no julgamento do Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4), afirmam que não vão aderir à proposta do PT de uma “ampla” aliança de esquerda na eleição presidencial deste ano. Apesar de defender o direito de Lula se candidatar novamente ao Planalto, os dirigentes partidários ouvidos pelo Estado disseram que não vão desistir das candidaturas próprias, o que deve pulverizar o campo ideológico na disputa.

 

 

Ao insistir na candidatura de Lula, a Executiva Nacional do PT aprovou resolução que defende “uma ampla e sólida aliança” da esquerda em torno do líder petista. O documento foi divulgado na quinta-feira passada, um dia depois de a 8.ª Turma do TRF-4 confirmar a condenação por corrupção passiva e lavagem de dinheiro e ampliar a pena imposta a Lula para 12 anos e 1 mês de prisão. Com a condenação pelo colegiado, a tendência é de que Lula – líder nas pesquisas de intenção de voto – seja enquadrado na Lei da Ficha Limpa e fique inelegível.

 

(mais…)

15
01

‘Não sou candidato a presidente da República’, afirma Rodrigo Maia em NY

Por Estadão Conteúdo

 

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) ressaltou que não é candidato ao cargo de presidente da República. “Eu não sou candidato”, disse para jornalistas em Nova York. “Entre a aventura e o risco tem um caminho muito longo para você ser candidato a presidente. Agora, eu analiso cenários. De fato, como eu tenho dito sempre, a eleição no Brasil é uma eleição aberta. Isso gera mais insegurança. Eu não estou preocupado.”

 

“Talvez se eu estivesse preocupado com eleição estaria ouvindo muitos dos meus amigos dizendo que eu não deveria manter a votação da reforma da Previdência”, ressaltou o presidente da Câmara. “A minha preocupação com as eleições agora é nenhuma.” (mais…)

27
03

Gilmar Mendes pode substituir Temer na Presidência

Novo presidente

Com a cada vez mais provável cassação da chapa Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (PMDB), por parte do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o jornalista Reinaldo Azevedo, que recentemente tem acertado em suas previsões políticas, aposta que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, tem boas chances de ser o próximo presidente da República, permanecendo no cargo até dezembro de 2018.

 

Voto indireto

A chance existe por conta da legislação eleitoral. Como já foram transcorridos mais de dois anos do mandato da chapa, a escolha se daria, em caso de cassação, pelo Congresso Nacional. Diante de tanta descrença da população com a classe política e uma grande polarização partidária, Mendes poderia ser um nome de consenso. No entanto, ele não é o único ministro do STF com chances. Há quem aposte na atual presidente da Corte, Carmem Lúcia, como outro nome viável.

 

Sem divisão

A possibilidade de que Temer não termine o mandato cresceu após informações darem conta que o ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Herman Benjamin, não irá aceitar a tese da defesa do presidente que entende que as contas da chapa devem ser separadas em relação à Dilma. Eles são processados no âmbito do TSE por suposto abuso de poder político e econômico na eleição de 2014.

 

Regulamentação

Uma curiosidade, o rito da eleição indireta foi definido pela Comissão Mista sobre a Consolidação da Legislação Federal e Regulamentação de Dispositivos da Constituição. Era membro do colegiado e foi o autor da proposta inicial que está em vigência, o hoje governador, à época senador, Pedro Taques (PSDB), sub-relator para dispositivos constitucionais pendentes de regulamentação.

 

De novo

O jornal O Globo voltou a confirmar que o ex-governador Silval Barbosa (PMDB) está fechando um acordo de colaboração com Ministério Público Estadual (MPE). A informação foi publicada na coluna do jornalista Lauro Jardim, que destacou que o peemedebista estaria disposto, no âmbito da Operação Sodoma, a devolver R$ 70 milhões aos cofres públicos. O suposto acordo tem sido reiteradamente negado pela defesa do político.

 

Estrago

Ainda de acordo com o colunista, o principal alvo de Silval em outro acordo, firmado com a Procuradoria Geral da República (PGR), seria o ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP), de quem o peemedebista foi vice-governador entre os anos de 2007 a 2010. Maggi também teria sido citado pelo ex-deputado José Geraldo Riva.

 

Nome forte

O curioso é que toda vez que Blairo se sobressai em algo, surgem informações como esta. Quando o presidente do PP afirmou que o ministro tinha o perfil desejado pela população para ser candidato a presidente, começaram os ataques. Agora, com a atuação do ministro diante da Operação Carne Fraca, elogiada pelo presidente Michel Temer (PMDB), tais informações, não confirmadas sob nenhum aspecto, voltam a circular.

 

Perseguição

Uma prova de que há uma ação orquestrada contra Maggi é a nota publicada na coluna Expresso, do site da Revista Época. Na publicação, o jornalista Murilo Ramos acusa o ministro, crítico às nomeações políticas no Ministério da Agricultura, por ter como superintendente do órgão em Mato Grosso, José de Assis Guaresqui, “ligadíssimo ao ex-deputado mensaleiro Pedro Henry”. Ocorre que a nomeação foi publicada em setembro de 2015, ainda no governo da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), sem nenhuma participação de Blairo no episódio.

 

Substituto

A prefeita de Várzea Grande, Lucimar Sacre de Campos (DEM), definiu como novo secretário municipal de Saúde, o especialista em Gestão Pública e Gestão do Trabalho e Educação Permanente no Sistema Único de Saúde (SUS). Ele será o sucessor de Luiz Soares, que deixou a função para assumir a Secretaria de Estado de Saúde a convite do governador Pedro Taques (PSDB).

 

VLT

Na próxima quarta-feira (29), o governador Pedro Taques (PSDB) via a Brasília com uma importante missão. Na Capital Federal, ele se reúne com a secretária do Tesouro Nacional, Ana Paula Vescovi. Em pauta, a solicitação do governo de Mato Grosso do aval para obtenção de novo financiamento visando à conclusão do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT).

Publicicade

Publicicade