Arquivo da Tag: "Paulo Guedes"
03
04

Guedes: no INSS, ganho médio é de R$ 1,4 mil; aqui (Legislativo) R$ 28 mil

Por Estadão Conteúdo

 

Na defesa do fim dos privilégios com a reforma da Previdência apresentada pelo governo, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o Legislativo tem aposentadorias 20 vezes superior em média à do INSS. Em audiência na CCJ, o ministro destacou que a aposentadoria média dos parlamentares é de R$ 28 mil, enquanto a dos trabalhadores da iniciativa do INSS que recebem pelo INSS é de R$ 1,4 mil.

 

Segundo ele, a sociedade vê essa diferença e cobra mudanças. Guedes destacou que a proposta remove privilégios e reduz a desigualdades do sistema previdenciário, garantindo sustentabilidade fiscal de um regime que está condenado. (mais…)

27
03

Guedes reconhece que governo tem um passivo de quase R$ 40 bi com Estados

Por Estadão Conteúdo

 

O ministro da Economia, Paulo Guedes, reconheceu nesta quarta-feira (27) que o governo federal tem um passivo de quase R$ 40 bilhões com Estados, referente aos repasses da Lei Kandir.

 

“Aparentemente, a Lei Kandir não teria sido respeitada por nenhum governo, por desvios orçamentários. Há um passivo de R$ 38 bilhões atrasados que não foram resolvidos. É uma bomba de R$ 39 bilhões na cabeça e precisamos raciocinar sobre como sair disso”, afirmou, em audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado. (mais…)

27
03

Exaustão em contas públicas é notória em União, Estados e municípios, diz Marinho

Por Estadão Conteúdo

 

O secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho afirmou nesta quarta-feira (27) que a “exaustão das contas públicas é notória” para justificar a necessidade de aprovação de uma reforma da Previdência robusta e com impacto fiscal significativo nos próximos anos.

 

Segundo ele, algumas pessoas comentam que a economia de ao menos R$ 1 trilhão almejada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, talvez seja um valor muito grande, mas ele ressaltou que o tamanho do buraco fiscal no Brasil pede uma reforma com essa potência. (mais…)

26
03

Em Brasília, Mauro Mendes pede celeridade a ministro em medida de socorro aos Estados

O governador Mauro Mendes (DEM) pediu ao ministro da Economia, Paulo Guedes, que dê celeridade ao pacote de medidas de socorro aos Estados, no qual Mato Grosso está incluso. O pedido foi feito durante o Fórum de Governadores, nesta terça-feira (26), em Brasília.

 

“A maioria dos Estados se encontra em uma situação muito ruim. Parte deles não irá sobreviver, porque existe uma grande deterioração. Se não for feito algo para socorrer os Estados, isso pode causar um colapso”, disse, acrescentando que saiu da reunião preocupado com o tempo de tramitação dos projetos no governo federal.

 

“Vimos que as coisas não estão bem em Brasília e caminhando a passos lentos, diferente daquilo que precisa e seria bom para o país, para Mato Grosso e para todos nós”, destacou. (mais…)

26
03

Maia: ‘O que me preocupa é ver o que vai acontecer com o Brasil sem a reforma’

Por Estadão Conteúdo

 

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) minimizou o cancelamento da ida do ministro da Economia, Paulo Guedes, à Comissão de Constituição, Cidadania e Justiça (CCJ) e reforçou que o ministro tem a confiança do parlamento. Além disso, voltou a declarar seu apoio pela aprovação da reforma da Previdência. “O que me preocupa é ver o que vai acontecer com o Brasil sem a reforma. Precisamos olhar para frente”, disse. Depois dos últimos atritos com o governo de Jair Bolsonaro, Maia também reforçou que irá trabalhar pela reforma, mas “dentro do seu quadrado”.

 

“Eu não tenho condição de ficar na CCJ debatendo reforma. Meu limite é ir até a CCJ com ele (Guedes) e mostrar meu apoio a ele e à proposta. E é isso que vou fazer. Dentro do meu quadrado, todo meu apoio à tramitação e aprovação da previdência”, disse. (mais…)

25
03

Mesmo que exista ‘queda de braço’, reforma será aprovada, diz Guedes

Por Estadão Conteúdo

 

Após a repercussão dos atritos entre o governo e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), em torno da articulação pela reforma da Previdência, o ministro da Economia, Paulo Guedes, buscou minimizar a crise e disse que o que está acontecendo é “perfeitamente natural”. Ele avaliou ainda, em tom otimista, que mesmo que haja agora uma “queda de braço”, a reforma será aprovada.

 

“O Brasil está enriquecendo politicamente e estamos vendendo história ao contrário. Falam em crise, não vejo assim; o que está acontecendo é perfeitamente normal”, disse Guedes em evento da Frente Nacional dos Prefeitos (FNP).

 

Pouco antes, ele ouviu um apelo do presidente da FNP, Jonas Donizette, por uma postura mais atuante do governo e do presidente Jair Bolsonaro nessa articulação para evitar um “vácuo”. (mais…)

24
03

Guedes mostra desagrado com Carlos Bolsonaro por críticas a Rodrigo Maia

Por Estadão Conteúdo

 

O ministro da Economia, Paulo Guedes, evitou ontem comentar diretamente as declarações mais recentes do vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), mas mostrou seu desagrado com as atitudes do filho do presidente. Carlos postou nas redes mensagem com críticas ao presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) por adiar a tramitação do projeto anticrime apresentado pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, ao Congresso. Em reação, Maia avisou Guedes que deixaria a articulação política da reforma da Previdência.

 

“Eu boto apenas o espelho e pergunto: O que você acha? Você acha que o filho do presidente deve ficar atacando o presidente da Câmara dos Deputados? Você acha que isso ajuda?”, disse Guedes, ao ser questionado por jornalistas após discursar na cerimônia de posse da nova titular da Superintendência de Seguros Privados (Susep), Solange Paiva Vieira, ontem no Rio de Janeiro. (mais…)

23
03

Guedes participará de reunião da CCJ sobre Previdência na terça-feira

Por Estadão Conteúdo

 

Na semana que vem, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados receberá o ministro da Economia, Paulo Guedes, para uma explanação sobre as propostas de reforma da Previdência geral e a dos militares. A reunião será a partir das 14h.

 

A participação de Guedes na CCJ é considerada atípica e resultado da desarticulação do governo, uma vez que a comissão não analisa o mérito da proposta, apenas sua admissibilidade. A audiência com o ministro costuma ocorrer na comissão especial, mas a oposição vem apresentando uma série de requerimentos para a convocação do ministro. (mais…)

22
03

Contingenciamento de despesas no Orçamento de 2019 é de R$ 29,792 bilhões

Por Estadão Conteúdo

 

O Ministério da Economia anunciou nesta sexta-feira (22) um corte de R$ 29,792 bilhões nas despesas do Orçamento de 2019 para assegurar o cumprimento da meta fiscal, que permite déficit de até R$ 139 bilhões neste ano. O contingenciamento foi necessário devido à forte queda nas receitas e ao aumento de despesas obrigatórias, como folha de pessoal.

 

A Lei Orçamentária continha uma folga de R$ 10 milhões em relação à meta fiscal. Além desse espaço, o governo ainda precisou bloquear outros R$ 29,782 bilhões em despesas. (mais…)

20
03

Brasil cede na OMC em troca de apoio dos EUA na OCDE

Por Estadão Conteúdo

 

Os Estados Unidos se comprometeram nessa terça-feira (19) a apoiar a candidatura do Brasil a membro da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). O pleito brasileiro foi encampado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes que vê a adesão ao chamado clube dos países ricos como um selo internacional de confiança no Brasil. “Estou apoiando o Brasil para entrar na OCDE”, disse Donald Trump no Salão Oval da Casa Branca, onde recebeu o presidente Jair Bolsonaro.

 

O apoio formal dos EUA para a entrada do Brasil na OCDE é considerado crucial, mas veio com uma contrapartida. Em troca, o governo brasileiro concordou em “começar a renunciar” ao tratamento diferenciado dado pela Organização Mundial do Comércio (OMC) aos países em desenvolvimento. Para os EUA, isso ajudaria a abrir caminho para a reforma que o país propõe nas regras globais de trocas comerciais. (mais…)

Publicicade

Publicicade