Arquivo da Tag: "OPERAÇÃO SODOMA"
11
01

Condenado a perda do cargo, Cursi recebe salário e usufrui de licença prêmio

Foto: Alan Cosme/Hipernotícias

Por Jessica Bachega

Hipernotícias

 

Condenado a 12 anos de prisão e a perda do cargo público, o ex-secretário de Fazenda, Marcel de Cursi, segue recebendo seu salário de quase R$ 28 mil e usufrui de licença premio até dia 24 de fevereiro.

 

A licença foi autorizada pela Secretaria de Fazenda e publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) do dia 3, com data retroativa a 27 de novembro de 2017. O benefício é referente aos anos de 2005 a 2010 do qual o servidor público tem direito. (mais…)

07
08

MT: MPE requer indisponibilidade de bens de ex-governador e ex-secretário até R$ 31 milhões

1Por Jessica Bachega

O Ministério Público estadual (MPE) ingressou com ação civil requerendo a indisponibilidade de bens dos investigados na Operação Sodoma 4 até o valor de R$ 31 milhões. O montante visa ressarcir o erário do desvio realizado por meio da desapropriação de imóvel conhecido como Jardim Liberdade.

 

LEIA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI.

 

 

16
06

MT: Chico Lima trabalhava exclusivamente para o grupo e Silval pagou R$ 10 mi a Piran

Rogerio Florentino / Olhar Direto

Rogerio Florentino / Olhar Direto

Por Jessica Bachega

Apesar de negar qualquer envolvimento com o esquema criminoso investigado na Operação Sodoma, o ex-procurador do Estado Francisco Andrade de Lima “Chico Lima”, é acusado de ser autor de pareceres favoráveis ao grupo. Um dos exemplos é a desapropriação do imóvel do loteamento Jardim Liberdade. Segundo as investigações, o esquema foi iniciativa do procurador. Parte do dinheiro da desapropriação foi destinado ao empresário Valdir Piran.

 

LEIA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI.

 

 

16
06

MT: Riva recebeu R$ 3 mi para garantir prestação de serviço de empresa de delator

Marcus Mesquita/MidiaNews

Marcus Mesquita/MidiaNews

Por Jessica Bachega

O ex-deputado José Geraldo Riva (sem partido) teria recebido R$ 3 milhões durante o ano de 2014 da empresa Consignum, por meio do delator, e hoje vítima do esquema de propinas, Willians Mischur. O dinheiro veio após acordo entre Mischur e Riva para que fosse garantida a prestação de serviços da empresa ao Estado. O ex-prefeito de Várzea Grande, Wallace Guimarães, também utilizou suas empresas para desviar recursos do Estado. O esquema que saqueou o erário é investigado na Operação Sodoma.

 

LEIA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI.

 

 

07
06

Blog do Mauro no Hipernotícias

 

Samba do crioulo doido

A enorme confusão causada pelas investigações de uma central telefônica clandestina atingiu agora a Operação Sodoma. A defesa do ex-secretário Marcel Souza de Cursi, em mais uma medida desesperada, tenta anular toda a investigação, sob o argumento de que ele teria sido grampeado ilegalmente. Até o momento, não há nenhuma indicação neste sentido.

 

Confusão

Preso por conta das investigações da “grampolândia” o coronel Zaqueu Barbosa terá seu habeas corpus julgado, no mérito, pela 1ª Câmara Criminal. O problema é que um dos integrantes do colegiado é ninguém menos que o desembargador Marcos Machado.

 

Suspeição

Há pouco menos de dois anos, o desembargador teve revelada uma conversa telefônica mantida com o ex-governador Silval Barbosa (PMDB).  Por conta disso, Machado já anunciou que irá processar a juíza Selma Rosane Santos Arruda e integrantes do Gaeco, afirmando ter sido grampeado ilegalmente. Logo, ele tem que se declarar suspeito e não julgar Barbosa neste caso.

 

Falando grosso

Em meio às discussões sobre o uso do Fethab na Saúde, o presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (PSB), decidiu falar grosso. Ele defendeu o uso dos recursos e afirmou que o agronegócio não é dono dos recursos.

 

Preocupação

O funcionalismo público está apreensivo depois das declarações do secretário de Fazenda, Gustavo de Oliveira. Se por um lado ele tranquilizou a todos negando que o governo pagará os salários apenas no final do mês, por outro disse que só na tarde da quinta-feira (8) saberá se consegue quitar a folha na sexta.

 

Última chance

O juiz federal Ciro José de Andrade Arapiraca deu prazo de cinco dias úteis para que Estado, Consórcio VLT e Ministério Público se entendam quanto à minuta de acordo elaborada em março. Esta é a última chance de que haja um acordo entre as partes, antes de uma decisão por parte do magistrado.

 

Ajustando os ponteiros

Foi até altas horas a reunião entre integrantes do governo e dirigentes do consórcio responsável pelas obras do VLT. Uma fonte da coluna afirmou que alguns pontos foram ajustados, mas que as “inconsistências” apontadas pelo MP são “respondíveis e superáveis”.

21
04

MT: Silval Barbosa se compromete a devolver R$ 250 milhões e confessa crimes

1Por Pablo Rodrigo

O ex-governador Silval Barbosa (PMDB) se comprometeu a devolver cerca de R$ 250 milhões aos cofres públicos. Esse era um dos pontos que estavam travando o termo de colaboração premiada desde o mês passado junto ao Ministério Público Estadual e Federal. Outro ponto definido é que o peemedebista confessou sua participação nos esquemas revelados pela Operação Sodoma e Seven.

 

LEIA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI.

 

 

20
04

MT: Provas só serão entregues por Silval após assinatura do termo de delação premiada

1Por Pablo Rodrigo

Um dos objetivos do termo de colaboração premiada que o ex-governador Silval Barbosa (PMDB) vem buscando junto ao Ministério Público Estadual e Federal (MPE-MPF) no âmbito da Operação Sodoma, é reverter a sua prisão preventiva por prisão domiciliar.

 

LEIA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI.

 

 

18
04

Delator revela que empresa que desviava dinheiro estava em nome de pedreiro 

1Por Jessica Bachega

O filho de ex-secretário Pedro Nadaf, Pedro Jamil Nadaf Filho será um dos depoentes a ser ouvido na tarde desta terça-feira (18) na Sétima vara Criminal em audiência referente ao Operação Sodoma 3. A ação investiga fraude na desapropriação do imóvel no bairro Jardim Liberdade.

(mais…)

03
04

Blog do Mauro no Hipernotícias

 

Os excluídos da Sodoma

A juíza da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, Selma Rosane Santos Arruda, determinou o arquivamento da denúncia relativa a uma das fases da Operação Sodoma contra o filho do ex-governador Silval Barbosa (PMDB), Rodrigo da Cunha Barbosa, os ex-secretários José de Jesus Nunes Cordeiro, Cezar Roberto Zílio e Pedro Elias e contra Karla Cecília de Oliveira Cintra, que foi assessora do ex-secretário Pedro Nadaf.

 

Sem provas

Em despacho publicado nesta segunda-feira (3), Selma acolheu os argumentos dos advogados destes denunciados. Ela explicou que o Ministério Público Estadual (MPE) não detalhou, de forma clara, as condutas supostamente criminosas dos cinco acusados. O processo trata do desvio de mais de R$ 15 milhões na desapropriação de uma área de Cuiabá.

 

Silval

O processo segue normalmente contra outras 12 pessoas, entre elas o ex-governador e os ex-secretários Nadaf, Marcel Souza de Cursi, além do procurador aposentado Francisco Gomes de Andrade Lima Filho, o Chico Lima.

 

Pegou mal

Não foi bem recebida entre os apoiadores do prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB) a forma como se deu o anúncio da demissão da secretária municipal de Educação, Mabel Strobel. Muitos entenderam que o uso de uma rede social para anunciar a troca no comando da pasta foi, no mínimo, desrespeitoso.

 

Rotina

Emanuel usou e abusou das redes sociais ao anunciar seu secretariado. Praticamente todos os ocupantes do primeiro escalão do município foram confirmados desta forma. Ocorre que uma exoneração é algo bastante delicado e, de fato, a forma usada novamente pelo prefeito não tenha sido a mais adequada.

 

Bola fora

A maré não está mesmo boa para o prefeito de Cuiabá. Nesta segunda-feira (3), Pinheiro anunciou a vinda para Cuiabá de uma unidade do Hospital Albert Einstein, um dos mais renomados do país. Horas depois, a Trade Invest – Investimento e Desenvolvimento S/A, grupo de investimento e operações imobiliárias, emitiu nota desmentindo as informações.

 

Entusiasmo

No documento, a empresa nega ser gestora do Albert Einstein e rechaça os valores que seriam investidos na unidade. “Talvez o excesso de entusiasmo, informações parciais e até mesmo a fragilidade do sistema de saúde local pode ter resultado em um conflito de informações”. A Trade Life irá, sim, erguer uma unidade de sua rede hospitalar, mas sem nenhuma relação com o Albert Einstein.

 

VLT

Depois de chegar a um acordo com o consórcio responsável pelas obras do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), o Governo de Mato Grosso segue atuando em várias frentes para garantir a conclusão da implantação do modal. Em uma delas, o Estado já prepara um Procedimento de Minifestação de Interesse – PMI, para contratar a empresa que irá operacionalizar o metrô de superfície. De acordo com o secretário de Cidades, Wilson Santos (PSDB), o modelo será semelhante ao adotado no Rio de Janeiro.

 

Balanço

O governo de Mato Grosso entregou ao Tribunal de Contas o Balanço Geral do Estado referente ao exercício de 2016. O documento foi entregue pela equipe econômica do Executivo, composta pela Casa Civil e secretarias de Fazenda (Sefaz), Planejamento (Seplan), Gestão (Seges) e Controladoria Geral do Estado (CGE), ao presidente do TCE, conselheiro Antonio Joaquim, na manhã desta segunda-feira (03).

 

Aeroporto

Atendendo ao pedido do governador Pedro Taques (PSDB), o Governo Federal autorizou a inclusão do Aeroporto Internacional Marechal Rondon, que atende a região metropolitana de Cuiabá, e mais quatro aeroportos regionais (Sinop, Alta Floresta, Barra do Garças e Rondonópolis) no próximo leilão de concessão para iniciativa privada. A informação foi confirmada pelo Secretário Nacional de Aviação Civil, Dario Lopes. A concessão das unidades prevê investimentos bilionários em Mato Grosso.

15
03

“Zílio foi substituído na SAD por Faiad, porque traiu Silval”, revela Nadaf ao Ministério Público

1279e4dc1bddfe6f32caec4706ce343b

Por Glaucia Colognesi

HiperNotícias

Detalhes de denúncia oferecida pelo Ministério Público à Justiça, contra investigados na Operação Sodoma 5, revelam que o ex-secretário César Zílio traiu o ex-governador Silval Barbosa (PMDB) e por isso foi transferido da pasta de Administração para o MT-PAR no final do ano de 2012. Na SAD ele foi substituído pelo ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil seccional Mato Grosso (OAB/MT), Francisco Faiad (PMDB). Nessa troca, Silval uniu o útil ao agradável, pois naquele momento o PMDB também exigia   mais espaço no Governo.

LEIA MATÉRIA NA ÍNTEGRA.

Publicicade

Publicicade