Arquivo da Tag: "MEC"
31
05

Atos pela educação atingem ao menos 25 Estados e DF

Por Estadão Conteúdo

 

Manifestações convocadas pela União Nacional dos Estudantes (UNE) e pela União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) contra o contingenciamento de verbas para a Educação reuniram nesta quinta-feira (30) milhares de pessoas em pelo menos 25 Estados e no Distrito Federal.

 

Estudantes e professores voltaram às ruas para protestar cinco dias após as manifestações em favor do governo Jair Bolsonaro e em defesa das reformas, no domingo passado. Com público menor e mais segmentado em relação aos atos realizados no dia 15, os protestos desta quinta-feira contaram com o apoio de centrais sindicais, contrárias à reforma da Previdência. (mais…)

23
05

Após protestos, governo usa reserva para reduzir bloqueio de recursos da Educação

Por Estadão Conteúdo

 

Após protestos contra cortes na Educação se alastrarem por diversas cidades do País, o governo decidiu reduzir em R$ 1,59 bilhão o bloqueio de recursos para a pasta. O dinheiro sairá da reserva que a equipe econômica vinha mantendo para fazer frente a emergências ou a novas frustrações na arrecadação, diante do cenário pessimista para a economia neste ano.

 

A medida não tornou o Ministério da Educação (MEC) imune ao arrocho orçamentário. A pasta continuará com R$ 5,4 bilhões contingenciados. Houve, na verdade, um alívio no contingenciamento que já estava programado desde março e a pasta ficou livre de bloqueio adicional. (mais…)

16
05

Grupo do MEC estuda mudanças no processo de revalidação dos diplomas de Medicina

Por Estadão Conteúdo

 

A Secretaria de Educação Superior do Ministério da Educação instituiu grupo de trabalho para “realizar estudo diagnóstico do processo de revalidação dos diplomas de graduação em Medicina, bem como a repercussão regulatória de seus resultados” e também para “apresentar proposta de aperfeiçoamento e racionalização dos procedimentos, mecanismos e instrumentos de avaliação”. O grupo terá 60 dias para concluir o relatório final dos trabalhos que deverá ser entregue ao ministro da Educação.

 

A portaria que cria o grupo está publicada no Diário Oficial da União (DOU). Segundo o documento, a equipe será formada por representantes da própria Secretaria de Educação Superior do MEC do Instituto Nacional de Educação e Pesquisa Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e do Conselho Federal de Medicina.

(mais…)

07
05

Corte de recursos representa retrocesso inimaginável, diz reitora da UFMT

Universidade Federal de Mato Grosso e Instituto Federal de Mato Grosso amargam corte orçamentário de aproximadamente R$ 65 milhões para o ano de 2019. A redução nos recursos disponíveis foi feita em 30 de abril pelo Ministério da Educação, que anunciou o corte de 30% no orçamento para as instituições federais. UFMT terá R$ 34 milhões a menos, enquanto IFMT teve redução de R$ 31.838.793,00. Para a reitora da Universidade Federal de Mato Grosso, Myrian Serra, a medida além de comprometer o desempenho e avanço do ensino, levará a educação pública a um “retrocesso inimaginável”.

 

“Não é possível pensar em desenvolvimento econômico sustentável desatrelado do desenvolvimento social. Este deve ser capitaneado por políticas educacionais criteriosas, seguidas de perto por investimentos em ciências, tecnologias e inovações. Neste sentido, o ataque ao orçamento das universidades públicas brasileiras é uma agressão frontal a qualquer oportunidade de desenvolvimento do país”, afirma a reitora. (mais…)

26
04

Bolsonaro diz que MEC estuda tirar dinheiro de áreas como Sociologia e Filosofia

Por Estadão Conteúdo

 

O presidente Jair Bolsonaro disse na manhã desta sexta-feira (26) que o governo deve “descentralizar” recursos para áreas de humanas, como filosofia e sociologia, em universidades. Segundo ele, o objetivo é “focar em áreas que gerem retorno imediato ao contribuinte”, como Veterinária, Engenharia e Medicina. A informação foi dada pelo Twitter.

 

A mensagem dizia ainda que a ideia é um plano do novo ministro da Educação, Abraham Weintraub, que recentemente criou uma conta na rede social. Em um segundo post, logo em seguida, o presidente afirmou que “a função do governo é respeitar o dinheiro do contribuinte, ensinando para os jovens a leitura, escrita e a fazer conta e depois um ofício que gere renda para a pessoa e bem-estar para a família, que melhore a sociedade em sua volta”. (mais…)

16
04

Delegado federal vai cuidar do Enem

Por Estadão Conteúdo

 

O delegado da Polícia Federal Elmer Vicenzi será o novo presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). O órgão é o responsável pelas avaliações do Ministério da Educação (MEC), entre elas o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

 

Vicenzi é especialista em Direito Penal e fez um MBA em Orçamento e Gestão Pública pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Foi chefe do Serviço de Repressão a Crimes Cibernéticos da Coordenação-Geral de Polícia Fazendária da Diretoria de Investigação e Combate ao Crime Organizado e diretor do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), onde implementou a carteira digital de habilitação. O nome dele foi confirmado oficialmente pelo Ministério da Educação. (mais…)

24
03

Vélez fica no cargo, mas não pode nomear mais ninguém

Por Estadão Conteúdo

 

O ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, foi desautorizado a nomear integrantes da sua própria equipe. A ordem partiu do Palácio do Planalto, depois de o professor colombiano divulgar dois nomes para a secretaria executiva da pasta, em seguida vetados pelo presidente Jair Bolsonaro.

 

Desgastado, Vélez tenta se manter no cargo, mas é intensa a movimentação para que um substituto seja encontrado. Enquanto avalia a situação, Bolsonaro decidiu assumir a condução para o desfecho da crise do MEC.

 

Um exemplo da falta de respaldo de Vélez foi a tentativa frustrada de nomear a pastora Iolene Lima como secretária executiva. Ela foi desconvidada para o posto após sua indicação ter sido vinculada à primeira-dama, Michelle Bolsonaro. As duas frequentam a mesma igreja. (mais…)

23
03

MPF determina que Inep explique criação de comissão para vigiar o Enem

Por Estadão Conteúdo

 

O Ministério Público Federal (MPF) deu prazo de cinco dias para que o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas (Inep) explique a comissão criada para fazer um pente fino no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O ofício endereçado ao presidente do Inep, Marcus Vinicius Rodrigues, diz que considera “extremamente vago” o propósito de uma “leitura transversal”, como foi chamado o trabalho do grupo. A criação da comissão foi revelada pelo jornal O Estado de S. Paulo.

 

O documento da Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão do MPF menciona ainda que é preciso conter “eventuais excessos decorrentes do exercício imoderado e arbitrário da competência institucional outorgada ao Poder Público”, conhecido como “abuso de poder”. (mais…)

27
02

Ministro envia nova carta, retira slogan de Bolsonaro, mas mantém vídeo de alunos

Por Estadão Conteúdo

 

O ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, admitiu nesta terça-feira (26) que errou ao colocar o slogan da campanha de Jair Bolsonaro em carta enviada a todas as escolas do País para ser lida aos alunos. Ele também afirmou que retiraria “de circulação” a mensagem que pedia que crianças fossem filmadas durante a execução do Hino Nacional. No entanto, em novo e-mail mandado às escolas, o Ministério da Educação (MEC) manteve a recomendação de gravar as crianças, desde que “precedida de autorização legal da pessoa filmada ou de seu responsável”.

 

“Eu percebi o erro. Tirei essa frase (com slogan do governo). Tirei a parte correspondente a filmar crianças sem a autorização dos pais. Evidentemente se alguma coisa for publicada será dentro da lei, com a autorização dos pais”, disse brevemente a jornalistas antes de audiência no Senado. Ali, houve protesto de estudantes. “Cantar o Hino não é constrangimento, é amor à pátria. Slogan de campanha foi erro”, completou. (mais…)

26
11

MEC libera recursos para educação em tempo integral

Estudantes

Arquivo/Agência Brasil

Por Mariana Tokarnia

Agência Brasil

 

O Ministério da Educação (MEC)  autorizou a transferência de recursos para estados implementarem a educação em tempo integral no ensino médio. Ao todo, serão liberados R$ 99 milhões distribuídos entre todos os estados e o Distrito Federal, com exceção do Mato Grosso.

 

A liberação foi feita, no âmbito do Programa de Fomento às Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral, para complementar o pagamento da primeira parcela de recursos correspondentes ao ano de 2019 . Os estados precisaram encaminhar planos de trabalho e a indicar escolas onde o ensino em tempo integral será implementado.

 

(mais…)

Publicicade

Publicicade