Arquivo da Tag: "JUÍZA SELMA ARRUDA"
20
08

Taques destaca R$ 50 milhões em investimentos e garante conclusão da ZPE de Cáceres

pedro taquesPor HiperNotícias

 

O governador Pedro Taques, candidato à reeleição pelo PSDB, deu início à sua campanha na região oeste neste domingo (19.08). No município, o tucano destacou os investimentos de sua gestão em Cáceres e região e assumiu o compromisso de concluir a Zona de Processamento de Exportação (ZPE). Acompanhado dos candidatos ao Senado Federal Nilson Leitão (PSDB) e a Juíza Selma (PSL), Taques participou do comício de lançamento da candidatura de Claudio Henrique (PSDB) a deputado estadual.

 

Segundo o governador, as últimas administrações não investiram na cidade, mas sua administração, apesar de toda dificuldade econômica enfrentada, deu prioridade aos projetos e demandas de Cáceres por entender a importância da cidade para Mato Grosso.

 

(mais…)

19
06

Seria uma honra ser afastado num caso desse, diz Taques sobre escolta à Selma

O governador Pedro Taques (PSDB) afirmou que se sentiria honrado se tivesse sido afastado do cargo em função de garantir escolta à juíza aposentada Selma Rosane Santos Arruda. Para o juiz Mirko Vincenzo Giannotte, da Comarca de Sinop, que decidiu por suspender a escolta da juíza, ao ser provocado pelo vereador Tonny Lennon  (MDB), haveria todas as possibilidades de afastar o governador. Ele só não o fez por não haver pedido expresso.

 

“Com todo o respeito, queria ser afastado sim por ato de improbidade por ter dado escolta à juíza que ficou tanto tempo defendendo interesses públicos. Para mim, seria uma honra ser afastado num caso desses”, argumentou o governador, durante entrevista na sede do Grupo Gazeta de Comunicação, onde esteve esta manhã.

 

(mais…)

14
06

Blog do Mauro no Hipernotícias

 

R$ 46 milhões e nenhum poupado

Para deixar o Centro de Custódia de Cuiabá (CCC) depois de 635 dias de prisão, o ex-governador Silval Barbosa (PMDB) conseguiu voltar para casa. Mas, para isso, precisou confessar todos os crimes praticados em sua gestão, sem poupar ninguém, e entregar R$ 46 milhões em bens.

 

Até o filho

E quando se diz que Silval não poupou ninguém, significa que até mesmo os atos do filho, Rodrigo Barbosa, foram revelados. Ao detalhar a conduta dos demais acusados, na condição de chefe da suposta organização criminosa, o ex-governador contou que Rodrigo ficou com parte da propina paga por uma empresa.

 

Faiad

Outro que entra nesta relação é seu ex-advogado, Francisco Faiad, que teria se aproveitado, de forma consciente, de R$ 600 mil ilícitos para o pagamento de dívidas de campanha do jurista, candidato a vice-prefeito de Cuiabá, derrotado em 2012.

 

Sem chance

Faiad deixou de integrar a defesa de Silval depois que o político mudou sua estratégia de autodefesa e passou a confessar os crimes. Não se sabe se o advogado simplesmente não concordava com a postura do político ou se tinha medo de acabar envolvido no esquema.

 

Riva também

Outro delatado por Silval foi o ex-deputado José Riva, que teria acertado o recebimento de parte da propina paga pela Consignum, empresa de gerenciamento da margem consignável dos servidores, para manter seu contrato com o Estado.

 

Só os dois

Além de Silval, seu ex-chefe de gabinete, Sílvio Cézar Corrêa Araújo, também foi enviado para prisão domiciliar, depois de confessar crimes. Com isso, dos primeiros presos, os únicos que ainda insistem em negar os atos de corrupção são o ex-secretário Marcel de Cursi e o procurador aposentado Francisco Gomes de Andrade Lima Filho, o Chico Lima. Os dois seguem presos.

 

Vitória dela

A confissão de Silval e Sílvio marca uma vitória pessoal da juíza Selma Rosane Santos Arruda. Ao longo de quase dois anos, ela sofreu fortes ataques, diversas ações, inclusive em instâncias superiores, questionando sua condução do processo, além de pressões. Com a revelação do ex-governador e uma inevitável condenação, a juíza entra para a história como personagem importante no combate à corrupção.

 

Ameaças

Silval relatou, e Selma levou em consideração, ter sofrido assédio no Centro de Custódia de Cuiabá (CCC), depois que começou a ser especulada uma eventual delação do político. Os nomes dos “assediadores”, que não pouparam nem a família do ex-governador, foram revelados pelo próprio e os episódios estão sob investigação.

 

Para o público

Silval não escapou da necessidade de confessar seus crimes em público. Selma determinou quatro datas no mês de julho para que Silval e Sílvio revelem, em juízo, os casos narrados à Polícia Civil, que embasaram a decisão da juíza em substituir a prisão preventiva por prisão domiciliar dos dois.

 

E a delação?

A defesa de Silval, capitaneada pelo advogado Délio Lins e Silva Júnior segue negando, mas todo mundo acredita que de fato Silval fechou um acordo de colaboração premiada com a Procuradoria-Geral da República (PGR), mais uma vez, sem poupar ninguém.

03
06

Blog do Mauro no Hipernotícias

 

Alhos com bugalhos no serviço de arapongagem

A investigação de uma central de monitoramento clandestina em operação em Mato Grosso tem causado uma enorme confusão nos trabalhos legítimos, realizados pelos serviços de inteligência.

 

Coisas diferentes
Uma coisa é o caso envolvendo a Polícia Militar, cujas primeiras informações dão conta da inclusão, por parte de praças e oficiais, de nomes de pessoas que não possuem relação com investigações em andamento, inclusive com, segundo relatos, um imóvel usado como escritório.

 

Caso pontual
Outra bem diferente é a investigação envolvendo uma ameaça de morte ao governador Pedro Taques (PSDB), relatada pelo ex-secretário Paulo Taques e investigada pela Polícia Civil.

 

A quem?
A pergunta que fica, tão logo se separam os casos é: a quem interessa confundir alhos com bugalhos, militares e civis, uma investigação arquivada e um escritório de arapongagem? O tempo dirá.

 

Juntando os cacos
Depois do balde d’água fria que foi a manifestação do Ministério Público, o governo junta os cacos e começa a preparar as explicações aos pontos do acordo com o Consórcio VLT questionados pelo órgão ministerial.

 

Não é difícil
Fonte da coluna que está acompanhando o processo relata que depois do impacto inicial, a avaliação é que não é muito difícil explicar as discrepâncias entre a minuta do acordo e o que defende o MP. O otimismo está voltando.

 

Menos zonas
Proposta do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deve resultar na redução de zonas eleitorais em Mato Grosso. O estrago seria maior se o critério anteriormente estabelecido fosse mantido, com a extinção de nada menos que 22 das 60 zonas existentes.

 

Caneta pesada
A juíza Selma Rosane Santos Arruda parece ter voltado atrás no desejo de se aposentar daqui a alguns meses. Ela revelou que sente que ainda há lutas a serem travadas no Judiciário, adiando assim o sonhado e merecido descanso. Em breve, ela deverá proferir as primeiras contra o ex-governador Silval Barbosa (PMDB).

 

Perdido
O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB) tem sido rotulado por pessoas próximas e nem tanto como um gestor perdido. Entrando no sexto mês de gestão, ele não apresentou até o momento nenhum projeto de impacto, não solucionou os gargalos deixados, como a licitação do transporte coletivo e a questão da CAB e nem iniciou o cumprimento das promessas de campanha.

 

Na conta em breve
O governo reafirmou que fará o pagamento da folha dos servidores até o próximo dia 10, prazo previsto pela legislação. Rumores entre o funcionalismo davam conta da realização de um escalonamento, por conta do uso de recursos para amenizar o caos na Saúde. Tal informação foi negada pelo Estado.

06
04

MT: Juíza revela em decisão que deputado é investigado por participação em esquema

Alan Cosme/HiperNoticias

Alan Cosme/HiperNoticias

Por Jessica Bachega

A juíza Selma Arruda, titular da Sétima Vara Criminal, negou o pedido da defesa do ex-secretário Permínio Pinto para que fosse arrolado o deputado Guilherme Maluf em sua defesa. A magistrada revelou em sua decisão que ele está sendo investigado em segunda instância e por ser corréu na Operação Rêmora não pode testemunhar.

 

LEIA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI.

 

 

22
02

Juíza diz que prisão de Faiad não aconteceu por que ele é advogado, mas por “práticas do passado”

O advogado Francisco Faid ao deixar o Corpo de Bombeiros onde estava preso

O advogado Francisco Faid ao deixar o Corpo de Bombeiros onde estava preso

Por Jessica Bachega

HiperNotícias

Durante a última semana, após a realização das prisões e conduções coercitivas referentes à quinta fase da Operação Sodoma, a juíza Selma Rosane de Arruda foi bombardeada com diversas críticas e notas de repúdio manifestada por diversas instituições, incluindo a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Muitos alegam que a magistrada tem sido muito rígida com determinado grupo político e branda com outros.

 

 

LEIA MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI.

 

19
02

MT: Juíza compartilha provas contra Chico Lima para instruir PAD

Chico Lima é alvo de PAD em andamento na PGE que pode anular sua aposentadoria de R$ 30 mil por mês

Chico Lima é alvo de PAD em andamento na PGE que pode anular sua aposentadoria de R$ 30 mil por mês

Por Welington Sabino

Provas contra o procurador aposentado Francisco Gomes de Andrade Lima Filho, o Chico Lima, obtidas com a quebra do sigilo bancário e fiscal na Operação Seven serão usadas para instruir um Processo Administrativo Disciplinar instaurado pela Procuradoria Geral do Estado (PGE). Ele é réu em ações penais por crimes de corrupção, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro.

O pedido para compartilhamento dos documentos feito pela PGE foi acolhido pela juíza Selma Rosane Santos Arruda, titular da 7ª Vara Criminal. A magistrada é responsável pela ação penal contra Chico Lima e outros 9 réus no processo, todos acusados de participação num esquema fraudulento de R$ 7 milhões envolvendo a compra de um imóvel que pertencia ao empresário Filinto Corrêa da Costa, na região do Manso, entre os municípios de Nobres e Rosário Oeste.

 

LEIA MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI.

14
02

MT: “Não se trata de pirotecnia”, diz magistrada Selma Arruda ao negar liberdade de Faiad

1Por: Max Aguiar

Hipernotícias

O ex-governador de Mato Grosso Silval Barbosa (PMDB), o ex-coronel da Polícia Militar, José Nunes Cordeiro, o ex-chefe de gabinete Silvio Cesar Correa e o ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MT) Francisco Faiad estão neste momento participando da Audiência de Custódia, no Fórum de Cuiabá, presidida pela magistrada Selma de Arruda. Todos são investigados por fraudes à licitação, corrupção, peculato e organização criminosa em contratos celebrados entre as empresas Marmeleiro Auto Posto LTDA e Saga Comércio Serviço Tecnológico e Informática  LTDA, nos anos de 2011 a 2014, com o Governo do Estado de Mato Grosso.

 

LEIA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI.

 

 

13
12

MT: Juíza não aceita imóvel como fiança e golpista segue preso

1Por Welington Sabino

A juíza Selma Rosane Santos Arruda, da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, negou o pedido para substituir a fiança de R$ 6,1 milhões imposta pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) ao estelionatário Walter Dias Magalhães Júnior por um imóvel rural com mil hectares, denominada “Santa Fé”, de propriedade de Denisson Seabra.

 

LEIA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI.

 

 

24
10

MT: Juíza marca oitiva de João Emanuel e mais 5 réus

0Por Welington Sabino

A juíza Selma Rosane Santos Arruda, da Vara Especializada Contra o Crime Organizado, negou os argumentos da defesa preliminar dos 6 réus na ação penal relativa à Operação Aprendiz que teve como principal alvo, o vereador cassado João Emanuel Moreira Lima (PSD) e marcou a primeira audiência de instrução e julgamento no processo para o dia 28 de janeiro de 2015, às 13h30. O objeto principal da denúncia oferecida pelo Ministério Público Estadual (MPE) é o de desvio de R$ 1,6 milhão de dinheiro público da Câmara Municipal de Cuiabá em conluio com a Propel Comércio de Materiais para Escritório Ltda, nome fantasia Gráfica O Documento.

 

LEIA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI.

 

Publicicade

Publicicade