Arquivo da Tag: "JORGE PICCIANI"
16
03

TRF2 torna réus deputados do MDB do Rio presos na Operação Cadeia Velha

Arquivo/Tomaz Silva/Agência Brasil

Douglas Corrêa

Agência Brasil

 

A Primeira Seção Especializada do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2), decidiu, por unanimidade, receber a denúncia apresentada contra os deputados da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi, todos do MDB. Agora, os três são réus em ação penal, respondendo pela suposta prática de corrupção passiva, participação em organização criminosa e lavagem de dinheiro. Além disso, foi negada pelos desembargadores a suspensão da prisão preventiva dos três acusados.

 

Os parlamentares foram presos preventivamente na Operação Cadeia Velha, que apura esquema de pagamento de propinas envolvendo a construtora Odebrecht e a Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro (Fetranspor).

 

(mais…)

17
01

PGR defende manutenção da prisão de Jorge Picciani

Tomaz Silva/Arquivo/Agência Brasil

Por André Richter

Agência Brasil

 

A Procuradoria-Geral da República (PGR) enviou parecer ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra a soltura do deputado estadual Jorge Picciani (MDB), presidente licenciado da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). O parlamentar foi preso na Operação Cadeia Velha, da Polícia Federal (PF), em novembro do ano passado sob a suspeita de ter recebido propina de empresas de ônibus, que em troca seriam beneficiadas com isenções fiscais e aumentos de tarifa.

 

No entendimento da subprocuradora Claudia Sampaio Marques, a prisão preventiva de Picciani é necessária para interromper atos ilícitos que tiveram início na década de 1990 e perduraram até o ano passado. De acordo com o parecer, os fatos investigados evidenciam “um monumental esquema de corrupção”.

 

(mais…)

21
11

Alvo da Operação Cadeia Velha, Paulo Melo também se licencia da Alerj

Tania Rego/Agência Brasil, Fabio Motta/Estadão e Alerj

Por Estadão Conteúdo

 

O deputado Paulo Melo também pediu licença do cargo, assim como fizeram o presidente da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), Jorge Picciani e o deputado Edson Albertassi, líder do governo Luiz Fernando Pezão, alvos da operação Cadeia Velha. Todos são do PMDB.

 

A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa de Melo na manhã desta terça-feira, 21. Ele ficará fora de suas atividades no Legislativo fluminense até o fim do recesso parlamentar, em janeiro.

(mais…)

19
11

MP do Rio pede anulação de sessão da Alerj que revogou prisão de deputados

Rafael Wallace/Alerj

Por Agência Brasil

 

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) protocolou eletronicamente na Justiça, no sábado (18), um mandado de segurança pedindo a anulação da votação de sexta-feira (17) da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). Na sessão, foi revogada a prisão dos deputados estaduais Jorge Picciani (presidente da Alerj), Paulo Melo e Edson Albertassi, todos do PMDB.

 

Os três deputados se entregaram à Polícia Federal (PF) na quinta-feira (16),  após serem indiciados na Operação Cadeia Velha, que investiga o uso dos cargos públicos para corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas, em combinação com as empresas de ônibus. (mais…)

14
11

Presidente da Alerj e deputados são conduzidos coercitivamente

Fernando Frazão/Agência Brasil

Por Nielmar de Oliveira

Agência Brasil

 

O Ministério Público Federal (MPF) deflagrou hoje (14), no Rio de Janeiro, a operação Cadeia Velha, fruto de uma ação conjunta com a Polícia Federal (PF) e iniciada a pedido do Núcleo Criminal de Combate à Corrupção (Nccc) do próprio MPF.

 

Na operação, a pedido do desembargador federal Abel Gomes, relator dos processos da força-tarefa Lava Jato/RJ no Tribunal Regional Federal, são ordenadas as conduções coercitivas dos deputados estaduais Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi (todos do PMDB-RJ), além de seis prisões preventivas e quatro temporárias e buscas e apreensões nos endereços de 14 pessoas físicas e sete pessoas jurídicas. (mais…)

15
04

BJ diz que pagou R$ 5 milhões no exterior para campanha de Picciani ao Senado

1A campanha do deputado estadual Jorge Picciani (PDMB-RJ) ao Senado, em 2010, entrou na mira da delação da Odebrecht. O executivo Benedicto Júnior, o BJ, revelou que o Departamento de Propinas da empreiteira fez três depósitos, no valor correspondente a R$ 5 milhões, em favor de Picciani. O dinheiro foi transferido para uma conta do banco BVA no exterior, afirma o delator. A investigação foi remetida para o Tribunal Regional Federal da 2ª Região. (mais…)

Publicicade

Publicicade