Arquivo da Tag: "INVASÃO"
13
03

Oitocentas mulheres do MST invadem fazenda de João de Deus em Goiás

Por Estadão Conteúdo

 

Pelo menos oitocentas mulheres do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e também do Movimento Camponês Popular (MCP) ocuparam na manhã desta quarta-feira (13) a fazenda Agropastoril Dom Inácio, em Anápolis, entre os distritos de Interlândia e Souzânia, no interior de Goiás. A propriedade pertence ao médium João de Deus, preso desde 16 de dezembro sob acusação de estupros em série e assédio sexual – ele é alvo de acusações de mais de 500 mulheres que procuraram atendimento na famosa Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia (GO).

 

Segundo o MST, a área “está sub judice” e tem em torno de 600 hectares, próxima à rodovia GO-433. Em nota, o Movimento divulgou que “a ação faz parte da Jornada Nacional de Lutas das Mulheres Sem Terra que começou na última semana com mobilizações em todo país”. (mais…)

31
03

CARANDIRU: Oficiais da PM dizem que só revidaram tiros de presos

1Por Marina Gama Cubas e André Monteiro 

SÃO PAULO, SP, (Folhapress) – Oficiais da Polícia Militar que comandaram a invasão do terceiro andar durante o massacre do Carandiru afirmaram hoje que só atiraram em presos para revidar tiros e agressões sofridas durante a ação.

Os depoimentos ocorreram no primeiro dia do quarto julgamento de policiais envolvidos no massacre, que levou à morte de 111 presos. (mais…)

21
08

Presidente da Câmara diz que invasão do plenário foi um “abuso”

Por Ivan Richard

Agência Brasil

Brasília – O presidente da Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), considerou hoje (21) “um abuso” a invasão ao plenário da Casa ocorrida ontem (20), iniciada pelos manifestantes favoráveis à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 300, que cria o piso nacional para policiais militares, bombeiros e policiais civis do país. (mais…)

12
09

Dizendo ser “marido” de Dilma, mulher tenta subir a rampa do palácio

Por Flávia Foreque 
SÃO PAULO, SP (Folhapress) – “Eu sou marido da Dilma Vana Rousseff!” Foi assim que Edmeire Celestino da Silva, 29 anos, justificou sua iniciativa de subir a rampa do Palácio do Planalto na noite de hoje.
Soldados do Batalhão da Guarda Presidencial deram tiros de borracha no chão para contê-la. A ação foi em vão.
Silva se atirou sobre um soldado e foi imobilizado por seguranças do Palácio. Disse que a intenção não era ferir a presidente – ela não estava armada. “Eu quero sequestrar ela para meu cativeiro: meu coração.”
Seguranças e jornalistas acharam se tratar de um homem – na verdade, Edmeire é uma mulher. A identidade foi confirmada posteriormente pelo hospital em que ela foi atendida.  (mais…)

Publicicade

Publicicade