Arquivo da Tag: "EMANUEL PINHEIRO"
15
02

Ex-chefe de gabinete de Silval presta depoimento à CPI nesta sexta

O ex-chefe de gabinete do ex-governador Silval Barbosa, Sílvio César Corrêa, será ouvido nesta sexta-feira (16), às 9h30, na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apura a suposta quebra de decoro e obstrução à Justiça por parte do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB).

 

Sílvio foi o responsável por gravar o prefeito Emanuel Pinheiro recebendo maços de dinheiro e os colocando no paletó. O dinheiro seria suposta propina paga a Emanuel para que ele apoiasse, na época em que era deputado estadual, os projetos do ex-governador Silval Barbosa. (mais…)

15
02

Juíza diz que CPI do Paletó tem autonomia para pedir condução coercitiva

A juíza da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, Selma Arruda, assegurou que a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) criada para investigar o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB), tem autonomia para solicitar à polícia que realize as conduções coercitivas que forem necessárias durante o processo de investigação.

 

A decisão ocorreu no pedido feito pelo presidente da CPI, vereador Marcelo Bussiki (PSB), para que fosse autorizada a condução coercitiva do servidor da Assembleia Legislativa, Valdecir Cardoso, cujo depoimento estava marcado para o último dia 7. Valdecir não compareceu, sob a alegação de estar em viagem. (mais…)

10
02

Ações do relator Adevair Cabral vão contra as investigações, diz Bussiki

Por Felipe Leonel
Hipernotícias

 

O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Paletó, o vereador Marcelo Bussiki (PSB), afirmou que o vereador e relator da CPI, Adevair Cabral (PSDB), está agindo contra as investigações contra o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB). Adevair teria recebido um documento do depoente Valdecir Cardoso, endereçado a Bussiki, e não encaminhado aos responsáveis.

 

Alguns vereadores estão interpretando a ação de Adevair como ‘obstrução à Justiça’ e pediram o afastamento dele como relator Comissão. “Essas ações do vereador Adevair Cabral, realmente, não mostra os passos de uma pessoa que quer investigar. Isso pode ser passado para a Comissão de Ética para avaliação desses fatos”, afirmou Bussiki, em entrevista coletiva, nesta quarta (7). (mais…)

03
02

Bussiki pede ao STF para compartilhar documentos com a CPI do Paletó

Por Felipe Leonel

HiperNotícias

 

O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Paletó, o vereador Marcelo Bussiki (PSB), peticionou no Supremo Tribunal Federal (STF), o compartilhamento de todas as informações referentes ao prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB). De acordo com o presidente, o objetivo é juntar as informações oficiais no processo de instrução processual. O pedido de informação foi protocolado nessa quinta (1).

 

“Nós solicitamos os documentos, os autos da delação que contenha as informações relativas ao prefeito. Todos os documentos, de modo geral, que seja relacionado ao prefeito Emanuel Pinheiro, que é o investigado. Neste caso, seriam os vídeos, áudios, relatórios”, afirmou Bussiki, em entrevista exclusiva ao HiperNotícias.

 

(mais…)

30
01

Emanuel confirma que oposição trabalha com dois nomes para disputa do Paiaguás

Por Felipe Leonel

HiperNotícias

 

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), descartou boatos sobre uma suposta candidatura sua ao Governo do Estado. Segundo o chefe do Executivo Municipal, a oposição trabalha com dois nomes para disputa ao Palácio Paiaguás nas eleições de outubro. Os nomes seriam do senador Wellington Fagundes (PR) e do conselheiro afastado do Tribunal de Contas do Estado, Antonio Joaquim.  Ainda segundo Pinheiro, ‘dificilmente’, o candidato ao governo será outro, senão os dois postulantes já colocados. Emanuel ainda descartou desentendimentos entre os dois pré-candidatos e que eles estão ‘afinados’ no desenvolvimento de um projeto para Mato Grosso.

 

“Não tem briga, não tem puxada de tapete, não tem faca nas costas e nem jogadinha, não há nada. A conversa está limpa, clara e transparente. O desejo é de apresentar um projeto alternativo para Mato Grosso. Esse está sendo o maior desejo, maior que qualquer outra vontade pessoal”, garantiu.

 

LEIA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI

10
01

Cuiabá fica sem prefeito e vice até a próxima semana

Tanto o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB), quanto o vice-prefeito, Niuan Ribeiro (PTB) se ausentaram do Palácio Alencastro. Conforme a secretária municipal de Comunicação, Carol Garcia, o prefeito não tirou férias e ficará ausente efetivamente três dias, a contar desta quarta-feira (10). Mesmo fora da cidade, ele continua a responder pelo comando do Executivo municipal. O peemedebista deve retornar à capital já na segunda-feira (15). O destino de ambos não foi informado.

 

Segundo a secretária, Emanuel Pinheiro cumpriu agenda em Brasília na segunda e terça-feira, com vistas a viabilizar projetos para a Cuiabá dos 300 anos. “Como não é viagem internacional e nem mais de 15 dias não houve necessidade do Niuan [Ribeiro] assumir”, explicou a secretária. (mais…)

31
10

MT: MPE solicita informações ao prefeito de Cuiabá sobre plantio de palmeiras em canteiros do VLT

Por Hipernotícias

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio da 29ª Promotoria de Defesa Ambiental e Ordem Urbanística, encaminhou ao prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, um pedido de informações a respeito do plantio de palmeiras imperiais nos canteiros centrais que servirão de trajeto para o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT).

 

LEIA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI.

 

 

25
10

MT: Plantação de 2 mil palmeiras imperiais no canteiro do VLT custará quase R$ 2 milhões à prefeitura

Por CAMILLA ZENI

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB), anunciou na segunda-feira (23) que desistiu do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) e que irá utilizar os canteiros centrais onde estão os trilhos para outra coisa: plantar palmeiras imperiais. O HiperNotícias procurou viveiros e paisagistas da Capital e fez o levantamento de quantas árvores poderiam ser plantadas no trajeto do modal.

LEIA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI.

19
10

Paulo Taques nas mãos de Campbell

Com a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, em sequer analisar o habeas corpus impetrado pela defesa do ex-secretário Paulo Taques, a única chance dele deixar a prisão em um curto prazo passa pelas mãos do ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Mauro Campbell.

 

De novo
A juíza da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, Selma Rosane Santos Arruda, e o Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) foram novamente citados em procedimentos relacionados com a grampolândia. Desta vez, a informação de que eles teriam interceptado pessoas ilegalmente partiu do cabo Gérson Corrêa, apontado como operador do sistema.

 

Susto
A revelação da íntegra da oitiva chama a atenção por diversos detalhes que, ao invés de esclarecerem as histórias em apuração, causam ainda mais controvérsia. O primeiro é justamente o momento em que o depoimento foi realizado, após a decisão de Campbell avocando o inquérito, ainda que a Justiça de Mato Grosso, segundo consta, não tinha sido oficialmente notificada da decisão.

 

Cobertura
Outro detalhe que chama a atenção é o fato de que as acusações feitas pelo militar tratam de interceptações contra o ex-governador Silval Barbosa (PMDB) e o ex-deputado José Geraldo Riva. Convenhamos, não faltavam indícios de irregularidades e nem episódios suspeitos que pudessem gerar pedidos de interceptação legítimos e embasados contra os dois.

 

Interesses
É preciso dar um passo atrás em todo este episódio, perceber quais são os atores envolvidos e suas ligações para entender que há muitos interesses em jogo, de alguns personagens que, inclusive, podem tentar tirar algum tipo de proveito da grampolândia pantaneira.

 

Atrito
A realocação de recursos da emenda impositiva da bancada de Mato Grosso, que tirou parte dos valores reservados para equipar o novo Pronto-Socorro de Cuiabá, gerou um forte atrito entre o prefeito da capital, Emanuel Pinheiro (PMDB), deputados federais e senadores. A destinação de R$ 50 milhões para o custeio da Saúde, decidida sem a presença do prefeito, foi atacada pelo peemedebista.

 

Em falta
O medo de Pinheiro é que o Estado não honre os compromissos assumidos pelo secretário-chefe da Casa Civil, Max Russi (PSB), para convencer a bancada de repassar, por meio de um convênio, R$ 30 milhões para que os valores previstos para a compra de equipamentos, R$ 80 milhões, estejam assegurados. Russi afirmou que os pagamentos serão feitos em dia.

 

Limite
A equipe econômica do governo tem ordem expressa para empenhar até o final do mês a maior parte das emendas parlamentares deste ano. Quer, com isso, assegurar a aprovação da PEC sem mais nenhum susto. Se isso não ocorrer até 31 de outubro, o valor fica à disposição do Executivo e as indicações não serão contemplados.

 

Um dia
Na Câmara, há um movimento de vereadores no sentido de condensar, em um único dia, as duas sessões ordinárias da semana. A alegação é a de que não há servidores em número suficiente para assegurar que o Plenário funcione às terças e quintas. O detalhe é que conforme a Mesa Diretora há 120 servidores entre concursados e comissionados ainda trabalhando.

 

Mínimo
Paralelo a isso, a Câmara trabalha para saber quanto dinheiro tem sobrando. A ideia é contratar um grupo mínimo de comissionados, de modo a assegurar o funcionamento dos gabinetes, ainda que de forma precária. Por conta da demissão em massa, vários deles encontram-se fechados.

18
10

MT: TCE mantém bloqueio de suplementação de R$ 6,7 milhões à Câmara de Vereadores

Por FELIPE LEONEL

O conselheiro interino Luiz Carlos Pereira, do Tribunal de Contas do Estado (TCE), decidiu manter o bloqueio da suplementação de R$ 6,7 milhões feita pelo prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB), à Câmara Municipal. A decisão foi publicada no Diário Oficial do TCE, desta quarta-feira (18).

 

LEIA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI.

 

 

Publicicade

Publicicade