Arquivo da Tag: "ELEIÇÕES"
15
08

Marina revê propostas para união gay e Banco Central

FABIO RODRIGUES POZZEBOM/AGÊNCIA BRASIL

Por Estadão Conteúdo

 

A candidata da Rede à Presidência, Marina Silva, apresentou ontem o seu programa de governo ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no qual propõe que o casamento civil de pessoas do mesmo sexo seja “protegido por lei”. Ela também defende a autonomia do Banco Central (BC), e não mais a sua independência institucionalizada, proposta que constava no programa de 2014. Além disso, faz a defesa das reformas política, tributária e da Previdência.

 

Tanto a união gay quanto a independência do Banco Central foram pontos de controvérsia na campanha de Marina em 2014. No primeiro ponto, a então candidata do PSB foi alvo de ataques de lideranças evangélicas, como o Pastor Silas Malafaia. No segundo o PT a acusou de tirar o prato de comida da mesa dos brasileiros.

 

(mais…)

10
08

Pesquisas terão de incluir nome de lula

Foto: Filipe Araújo

Por Estadão Conteúdo

 

O mundo político já dá como certa a substituição de Luiz Inácio Lula da Silva, condenado e preso na Lava Jato, por Fernando Haddad como candidato do PT à Presidência. Mas, enquanto este “plano B” não for oficializado, é possível que só grandes bancos e empresas tenham informações precisas sobre quem lidera a corrida eleitoral.

 

Conforme revelou anteontem o Estadão/Broadcast, especialistas apostam que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não permitirá a divulgação de pesquisas eleitorais em que Haddad figure como candidato do PT se o ex-presidente, para efeitos legais, estiver ocupando essa vaga. Ou seja, as pesquisas devidamente registradas no TSE e divulgadas pelos meios de comunicação só poderiam testar um único cenário, o oficial, com Lula candidato – embora este seja o mais improvável.

 

(mais…)

06
08

“A delação do Silval é uma coisa que acabou judiando muito”, afirma Maggi

blairo maggiPor Danna Belle

HiperNotícias

 

A delação do ex-governador Silval Barbosa (sem partido) é um dos motivos declarados pelo ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP), para não concorrer a nenhum cargo nas eleições deste ano e tomar distância da política por, pelo menos, um período.

 

“Obviamente a gente não pode esconder, a própria delação do Silval é uma coisa que acabou judiando muito, fez com que eu repensasse muito isso também, se vale a pena ou não fazer todo esse enfrentamento, estar na política como eu estava. E a conclusão foi ‘não’, deixa eu ficar fora, vamos resolver os problemas e vamos em frente”, declarou durante o seminário ‘Ferrovias: o Brasil passa por aqui’, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, na manhã desta segunda-feira (6).

 

(mais…)

06
08

Após convenções, chega a 13 o número de presidenciáveis

José Cruz/Agência Brasil

Por Estadão Conteúdo

 

O fim do prazo das convenções partidárias, ontem, praticamente definiu o cenário em que se darão as eleições deste ano. Embora sem a proliferação de “outsiders”, como inicialmente previam os analistas políticos, a disputa caminha para ser uma das mais fragmentadas, reunindo o maior número de candidatos desde 1989, que teve 22 nomes.

 

No total, 13 candidatos foram oficializados por seus partidos, que têm até o dia 15 deste mês para registrarem as chapas.

 

(mais…)

02
08

Deputada não aceita que CPI seja instaurada após eleições

janaina rivaPor HiperNotícias

 

Por conta da ausência na capital de alguns deputados que já confirmaram que assinarão o requerimento para abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar os grampos ilegais em Mato Grosso e a participação de autoridades do Poder Executivo, do Judiciário e do Ministério Público neste crime, a deputada estadual Janaina Riva (MDB) anunciou que o documento será apresentado na próxima sessão plenária, marcada para o dia (07). Janaina anunciou ainda que não vai aceitar que a instalação da CPI seja feita somente após as eleições, como foi cogitado na sessão matutina.

 

“Quero deixar claro que não existe nenhum acordo para que essa CPI seja apreciada somente pós-eleições. Cada um dos parlamentares aqui tem legitimidade para propor uma CPI e para recolher as assinaturas para que se faça uma séria comissão parlamentar de inquérito para tratarmos desse tema que pra mim não é novidade, mas que agora veio à tona a participação direta do governador Pedro Taques, através da confissão do cabo Gerson. O requerimento de abertura da CPI só não está sendo apresentada porque alguns dos colegas que vão assinar não estão presentes na capital, mas semana que vem nós vamos apresentar a CPI. Se os demais colegas quiserem assinar serão bem vindos, mas nós já temos número suficiente para apresentar”, declarou ela durante fala na tribuna.

 

(mais…)

29
07

Petistas deixam decisão para definir caminho político nas mãos da Executiva

Por Danna Belle

HiperNotícias

 

O Partido dos Trabalhadores (PT) realizou um encontro em Cuiabá na tarde deste sábado (28) para decidir o rumo da sigla nas eleições deste ano. Porém, adiaram a decisão para a convenção do dia 5 de agosto.

Os votos dos militantes do partido foram 80 contra 50, delegando o poder de deliberação aos componentes da Comissão Executiva Estadual sobre lançar um candidato próprio ao Governo ou coligar com o senador e pré-candidato Wellington Fagundes (PR).

 

(mais…)

24
07

Campos acredita que influência de Maggi será decisiva em escolha de Mendes e descarta conflito

Por Jessica Bachega

HiperNotícias

 

Fora das eleições deste ano, o ex-governador Júlio Campos (DEM) afirma que a influência do ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP), será decisiva na escolha do pré-candidato a governo Mauro Mendes (DEM) entre Carlos Fávaro (PSD) e Adilton Sachetti (PRB) a vaga ao Senado. O político afirmou que não acredita em conflito na coligação devido à escolha de Mendes, que oficializou sua pré-candidatura na manhã desta terça-feira (24).

 

“Não querendo expor pessoalmente Blairo Maggi, mas ele está ao lado do Mauro Mendes para governador e dos candidatos que ele apoiar para o Senado Federal. É claro que a preferência pessoal dele é que fosse seu compadre, Adilton Sachetti, mas ele tem uma relação boa também com Carlos Fávaro, com quem faz corrida. São dois grandes aliados dele”, declara Campos.

 

(mais…)

19
07

Começam amanhã convenções para escolha dos candidatos a presidente

Por Luiza Damé

Agência Brasil

 

Ainda com o cenário das coligações indefinido, os partidos políticos iniciam nesta sexta-feira (20) as convenções nacionais que vão decidir os candidatos à Presidência da República, nas eleições de outubro. Os nomes dos candidatos a presidente e a vice têm que ser aprovados nas convenções até 5 de agosto e registrados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) até 15 de agosto.

 

Neste momento, há 18 pré-candidatos, mas esse número já foi superior a 20 – alguns desistiram no meio do caminho, outros foram barrados pelos partidos políticos. O total de candidatos poderá ser menor, já que alguns partidos, como o DEM, o SD e o PCdoB, estão sendo provocados a desistir da candidatura própria para apoiar chapas mais competitivas.

 

(mais…)

19
07

Leitão nega que Taques pense em abandonar mandato em caso de reeleição

Por Danna Belle

HiperNotícias

 

O deputado federal Nilson Leitão (PSDB) negou que o governador Pedro Taques (PSDB) pretenda abandonar a gestão, caso seja reeleito, para poder disputar uma vaga ao Senado nas eleições de 2020.

 

“Especulação pura, primeiro tem que ganhar eleição depois governar. Quando estiver governando quem for o vice acho que tem possibilidade de participar do Governo. Isso é normal, mas acho que a concentração agora é ganhar eleição e não preocupar com o que vai ocorrer daqui quatro anos”, declarou em entrevista à Rádio Capital 101,9 FM, na manhã desta quarta-feira (18).

 

(mais…)

07
07

Lei Eleitoral restringe atos do poder público a partir de hoje

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Por Luiza Damé

Agência Brasil

 

A transferência voluntária de recursos da União para os estados e municípios, bem como dos governos estaduais aos municipais, está proibida a partir de hoje (7), devido às eleições de outubro. Essa é uma das condutas vedadas pela Lei Eleitoral três meses antes do pleito, visando evitar que atos do poder público afetem a igualdade de oportunidades entre os diversos candidatos. O descumprimento das proibições pode levar desde a anulação do ato, passando por multa para o agente público responsável pela iniciativa até a cassação do registro ou do diploma do candidato beneficiado.

 

Segundo o assessor da Presidência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Sérgio Ricardo dos Santos, a legislação proíbe atos que possam influenciar o pleito, desequilibrando a disputa eleitoral. “Essa previsão visa trazer equilíbrio à eleição, ainda mais no cenário em vivemos em que é possível a reeleição. Quem tem a caneta na mão, no caso o governante, poderia eventualmente explorar aquele ato de uma forma não ortodoxa, incluindo aspectos que possam favorecer possíveis candidatos”, argumentou. “A promoção do equilíbrio da disputa é fundamental para a garantia da democracia”, completou.

 

(mais…)

Publicicade

Publicicade