Arquivo da Tag: "DÍVIDA DOLARIZADA"
26
03

Bank of America recusa acordo e MT terá que desembolsar R$ 146 milhões

O Governo de Mato Grosso terá que desembolsar para o pagamentos ao Bank of America de mais uma parcela da dívida dolarizada. O montante que sairá dos cofres estaduais será de R$ 146 milhões. O Executivo buscava honrar com a parcela somente em setembro deste ano, no intuito de dar um “respiro” ao caixa estadual, mas a proposta foi recusada pelo banco nesta segunda-feira (25), conforme informou o secretário de estado de Fazenda, Rogério Gallo, ao site Midia News.

 

A dívida dolarizada foi contraída pelo governo de Silval Barbosa e começou a ser paga no governo de Pedro Taques (PSDB). Agora, o governador Mauro Mendes (DEM) negocia um acordo com o Banco Mundial no intuito transferir a dívida a juros mais baixos garantindo fluidez para que o estado tenha condições de reencontrar o equilíbrio financeiro. A operação depende de aval da Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

 

(mais…)

20
03

MT negocia acordo com Banco Mundial que poderá gerar economia de quase R$ 800 mi

O governador Mauro Mendes (DEM) encaminhou nesta quarta-feira (20) um projeto de lei para a Assembleia Legislativa solicitando autorização para a contratação de um empréstimo junto ao Banco Mundial, estimado em US$ 250 milhões.

 

A operação de crédito tem dois objetivos principais: devolver sustentabilidade fiscal ao estado e aumentar a capacidade institucional para a agricultura sustentável, conservação florestal e diminuição dos problemas causados pelas mudanças climáticas.

 

O empréstimo permitirá também que o Estado salde completamente sua dívida com o Bank of America reduzindo, assim, os pagamentos da dívida externa. O prazo de pagamento será em 20 anos, com juros de 3,5% ao ano. As cláusulas e o contrato para a operação de crédito foram discutidas no decorrer desta semana durante reuniões entre a missão do Banco Mundial e servidores da Secretaria de Fazenda. (mais…)

12
03

Estado consegue adiar pagamento de parcela da dívida com Bank Of America

O Governo de Mato Grosso conseguiu adiar o pagamento da parcela da dívida dolarizada ao Bank of America que venceria nesta segunda-feira (11). Conforme a assessoria de imprensa da Secretaria Estadual de Fazenda, há uma tentativa para que o valor seja repassado somente no mês de setembro. Caso esse aval não chegue, o montante deve ser pago daqui a 15 dias.

 

O Executivo está fazendo um provisionamento de caixa se porventura tiver que desembolsar o recurso relativo à parcela ainda este mês.  A assessoria não soube informar quanto já existiria reservado para esta finalidade. Para honrar a parcela o estado precisa de aproximadamente R$ 140 milhões.

 

Uma nova parcela deve ser paga em setembro. No entanto, a expectativa é que até lá Mato Grosso já tenha conseguido “vender” a dívida dolarizada ao Banco Mundial. Caso isso ocorra, a estimativa é que o estado tenha uma economia de R$ 200 milhões em caixa.

 

(mais…)

20
02

Governo negocia pagamento de dívida dolarizada visando reequilíbrio de contas

 

O governador Mauro Mendes (DEM) deu início às negociações com o Bank Of America para postergar o pagamento da parcela semestral de R$ 140 milhões, referente ao contrato feito com a instituição bancária, que deve ser quitada no dia 10 de março.

 

A proposta apresentada pelo governador e também pelo secretário de Fazenda, Rogério Gallo, na tarde desta terça-feira (19), em São Paulo, foi de transferir o pagamento da 11ª parcela da dívida para o mês de setembro, juntamente com a 12ª parcela. (mais…)

08
10

Bank of América aciona União para receber de MT

1Por Janaiara Soares

A Gazeta

O Bank of America acionou o Tesouro Nacional para que fosse feito o pagamento de US$ 32,837 milhões referentes à parcela de setembro da dívida dolarizada do Estado de Mato Grosso. Com isso, conforme o secretário de Fazenda, Seneri Paludo, o Governo do Estado acabou realizando o pagamento, já que o valor da parcela havia sido depositada em juízo, após determinação do Supremo Tribunal Federal (STF). A União acessou os recursos, que haviam sido reservados, para a quitação do débito.

 

LEIA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI.

 

 

Publicicade

Publicicade