Arquivo da Tag: "DISPUTA"
11
04

Se depender de ação e oração minha, Selma vai continuar senadora, diz Leitão

O ex-deputado federal Nilson Leitão (PSDB) afirmou que prefere assistir de longe e não se envolver no episódio referente à cassação da senadora Selma Arruda (PSL). Embora diga que por ser político não vê dificuldades de disputar eleição, o tucano prefere não se posicionar sobre o ocorrido, nem criar expectativa, já que não existe prazo para um desfecho do caso.  Leitão foi um dos que disputaram as vagas ao Senado, durante as eleições de 2018. Obteve na oportunidade 330.430 votos, terminando a corrida pela vaga em quinto lugar.

 

“Se depender de ação e oração minha, a Selma continua senadora. Fui convidado para ser litisconsorte, não aceitei”. A ação que culminou na cassação do mandato de Selma Arruda e de seus suplentes no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) foi interposta pelo também derrotado na corrida pela vaga ao Senado, ex-vice-governador Carlos Fávaro (PSD).  O julgamento ocorreu nesta quarta-feira e o pleno, por unanimidade, entendeu que Selma cometeu abuso de poder econômico e caixa 2 nas eleições gerais. Ainda cabe recurso e a juíza aposentada já anunciou que recorrerá a instâncias superiores.

 

(mais…)

06
07

Para Wilson, ataques a Taques serão cada vez mais duros

O vice-líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado estadual Wilson Santos (PSDB) afirmou que os ataques que estão sendo feitos à gestão Pedro Taques (PSDB) são apenas uma mostra do que ainda está por vir no até o final das eleições.

 

“É só o começo. Vai aumentar e ficar cada vez mais duro, mais grave. Estamos calejados na disputa e não nos surpreende. A oposição está assustada porque não esperava que Pedro Taques pudesse reagir como está reagindo”, avaliou.

 

A oposição acusa o tucano de uso da máquina pública para tirar vantagem na corrida eleitoral. O PR, que tem como pré-candidato ao governo o senador Wellington Fagundes, chegou a ingressar na justiça com uma ação apontando suposto abuso de poder em razão das diversas inaugurações que o governador vem fazendo antes do período proibido. Para o PR, Taques estava aproveitando as oportunidades para fortalecer sua campanha e atacar adversários. No entanto, o pedido não foi atendido.

 

(mais…)

06
07

Para fazer o que não é republicano, prefiro ficar fora, diz Salles sobre eleição

O ex-governador Rogério Salles (PSDB) descartou disputar a eleição deste ano. Segundo o tucano, existe uma pressão partidária para que ele concorra a uma vaga na Câmara Federal. No entanto, ele defende a abertura de espaço para novos nomes e cita a possibilidade de candidatura de três vereadores de Rondonópolis. Salles ainda afirmou que numa disputa, muito se investe e o retorno é pequeno quando se chega ao cargo.

 

Foto: Alan Cosme/Hipernotícias

“Único jeito que sei fazer política é me dedicando de corpo e alma. Acabo largando minhas atividades. Única vantagem que vejo, que é legítima ter no exercício do cargo, é o salário. Você acaba gastando e não tendo o retorno, independente. Para fazer o que não é republicano, prefiro ficar fora”, declarou na manhã desta sexta-feira, durante participação no evento na Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), que marca a passagem do presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB) por Cuiabá.

 

Rogério Salles afirma que sabe da responsabilidade que tem com o PSDB no estado e em Rondonópolis, mas lembra que desde a última eleição que disputou, na qual concorria ao cargo de prefeito de Rondonópolis, pediu para que uma opção fosse preparada. “Mas não posso dizer que dessa água não beberei, senão acaba tendo que voltar atrás. Minha posição hoje é de não ser candidato, mas tenho consciência da minha responsabilidade de viabilizar uma alternativa em Rondonópolis para não deixar na mão”.

 

(mais…)

23
05

Misael consolida apoio em busca de presidir Câmara de Cuiabá

O vereador por Cuiabá, Misael Galvão (PSB), conseguiu consolidar o apoio da maioria dos parlamentares da Câmara Municipal de Cuiabá para fazer valer a sua vontade de se tornar presidente do Legislativo cuiabano. Nesta terça-feira (22), o pessebista garantiu 13 votos na disputa marcada para agosto deste ano. Em 2016, Misael chegou a entrar na briga pela presidência, mas desistiu, entregando o cargo nas mãos de Justino Malheiros (PV).

 

Apoiam o projeto de Misael Vinicius Hugueney (Progressistas), Lilo Pinheiro (PRP), Marcelo Bussiki (PSB); Sargento Joelson Amaral (PSC); Abilio Brunini (PSC); Dilemário Alencar (Pros); Gilberto Figueiredo (PSB), Toninho de Souza (PSD), Chico 2000 (PR), Adevair Cabral (PSDB), Paulo Araújo (Progressistas) e Juca do Guaraná (PTdoB).

 

O atual presidente da Câmara, vereador Justino Malheiros (PV), manobrou e conseguiu aprovar uma mudança no regimento interno, que possibilitou a reeleição, dando condição a ele de disputar novamente a condição de comandar a Casa. No entanto, uma decisão judicial suspendeu a sessão que aprovou a mudança no regimento.

 

Curiosamente, nos bastidores a informação em 2016 era que Misael Galvão teria desistido por interferência do prefeito Emanuel Pinheiro, apoiador à época de Justino Malheiros. Já na disputa deste ano, Malheiros usa como artilharia o fato de Galvão ser da base de Pinheiro. Para o atual presidente, Galvão receber o apoio da oposição acaba sendo um “verdadeiro contrassenso”. (mais…)

15
02

Valtenir Pereira e José Medeiros são cotados para coordenação da bancada de Mato Grosso

Por Hipernotícias

 

 

Os integrantes da bancada federal de Mato Grosso definem na próxima semana o seu próximo coordenador. Entre os oito deputados e três senadores, dois nomes despontam como possíveis substitutos de Victório Galli (PSC) para assumirem a missão de coordenar as ações da bancada como a liberação das emendas, o senador José Medeiros (Pode) e o deputado Valtenir Pereira (PSB).

 

Embora a grande maioria dos parlamentares adote a cautela para falar de suas preferências, nos bastidores a informação é que a disputa está acirrada. Medeiros deve ter garantidos cinco votos, mesma quantidade que pode ser alcançada por Valtenir no início das discussões para a escolha do coordenador. (mais…)

29
04

Corrida eleitoral nos EUA se acirra e manifestantes protestam contra Trump

Costa Mesa - Manifestantes contrários às propostas do candidato republicano Donald Trump, especificamente sobre política de imigração, vão às ruas em Costa Mesa, na CalifórniaEugene Garcia/Agência Lusa

Costa Mesa – Manifestantes contrários às propostas do candidato republicano Donald Trump, especificamente sobre política de imigração, vão às ruas em Costa Mesa, na CalifórniaEugene Garcia/Agência Lusa

Por José Romildo

Agência Brasil

Centenas de pessoas protestaram nas ruas de Costa Mesa, na Califórnia, contra o empresário Donald Trump, que está na disputa para representar o Partido Republicano nas eleições presidenciais nos Estados Unidos, em novembro deste ano. Várias comunidades de imigrantes se opõem à candidatura de Trump por temerem que, se eleito, ele adote políticas mais duras contra a permanência de estrangeiros no país.

(mais…)

19
01

Cartilha orienta sobre disputa internacional pela guarda dos filhos

1Por Marieta Cazarré

Agência Brasil

O Ministério das Relações Exteriores lançou hoje (19) uma cartilha para orientar casais binacionais (brasileiros casados com estrangeiros) sobre disputas de guarda e subtração internacional de menores. O objetivo é divulgar a Convenção de Haia, da qual o Brasil é signatário e que rege essas questões. (mais…)

04
01

Partidos da base iniciam guerra por cargos do 2º escalão

1Passada a definição dos nomes dos 39 ministérios, concluída nos últimos dias, partidos aliados já iniciaram a disputa pelos cargos de segundo escalão distribuídos em autarquias, estatais e superintendências regionais que, juntos, têm capacidade de investimentos de R$ 105,7 bilhões para 2015. 

O partido que deu início à guerra pelo segundo escalão e troca de controle das empresas foi o PP. A primeira fatia disputada pelos partidos está no Ministério da Integração Nacional, herdado pela legenda, e que tem forte atuação no Nordeste. Por considerar que foi “rebaixado” no rearranjo das cadeiras ao ter perdido o Ministério das Cidades para o PSD do ex-prefeito Gilberto Kassab, o PP pleiteia agora a nomeação de todos os postos-chave dos órgãos vinculados à pasta, sem importar qual é a sigla que hoje os comanda.  (mais…)

Publicicade

Publicicade