Arquivo da Tag: "DELAÇÃO PREMIADA"
12
02

Marcelo Odebrecht entrega nota de pagamento a filme sobre Lula

Foto/Reuters

Por Estadão Conteúdo

 

O empreiteiro Marcelo Odebrecht entregou à Operação Lava Jato uma nota fiscal no valor de R$ 250 mil e um comprovante de pagamento à produção do filme ‘Lula, o filho do Brasil’. O financiamento do longa é alvo de investigação da Polícia Federal.

 

Marcelo Odebrecht é delator da Lava Jato, cumpre prisão domiciliar em São Paulo. Ele foi ouvido pela PF em dezembro do ano passado quando ainda estava custodiado. (mais…)

07
10

Áudio mostra suposto acerto de Joesley e Marcos Pereira; ministro divulga nota

1Por Felipe Pontes

Agência Brasil

Um áudio de uma conversa entre o empresário Joesley Batista e o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Marcos Pereira, mostra os dois trocando informações bancárias e sobre valores. Segundo a revista Veja, em reportagem divulgada ontem (6), na gravação Joesley negocia um pagamento de R$ 6 milhões ao ministro. O áudio foi entregue pelo empresário ao Ministério Público Federal (MPF), como parte de sua delação premiada. Em nota, o ministro disse comentará o assunto somente em juízo.

(mais…)

31
08

MT: Dinheiro desviado da Setas foi usado para pagar cartão de crédito e comprar caixões

1Por Jessica Bachega

Em seu termo de delação premiada, a ex-primeira dama do Estado, Roseli Barbosa, conta que empresas que prestavam serviços de qualificação à Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas) pagavam entre 4% e 5% de propina sobre o valor dos repasses mensais dos contratos à declarante. O valor do retorno era direcionado para ações de assistencialismo e pagamento de despesas pessoais. O desvio confirmado por Roseli é investigado na Operação Ouro de Tolo, pela qual chegou a ser presa.

Adicionar novo

LEIA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI.

 

 

28
08

MT: Silval revela em delação que casa de Piran de R$ 3 milhões em Jurerê é de sua propriedade

1Por Jessica Bachega

Em sua delação premiada, o ex-governador Silval Barbosa (PMDB) elencou uma lista com vários bens que estão em nome de terceiros, mas que são de sua propriedade. Entre os itens está um imóvel, de frente para a praia, em Santa Catarina, que na documentação tem como proprietário o empresário Valdir Piran.

 

LEIA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI.

 

 

12
08

MT: Eder diz que Silval “falta com a verdade” em delação e nega ter recebido propina

1Por Renan Marcel/Pablo Rodrigo

O ex-secretário de Fazenda de Mato Grosso, Eder Dias de Moares, disse que o ex-governador Silval Barboa (PMDB) “faltou com a verdade” em sua delação premiada junto ao Ministério Público Federal (MPF).

 

LEIA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA AQUI.

 

 

10
08

Fux mantém sigilo da delação de Silval Barbosa

1O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), manteve o sigilo da delação premiada de Silval Barbosa (PMDB), ex-governador de Mato Grosso, homologada nesta quarta-feira (9).

Um dos motivos da manutenção do sigilo é porque os conteúdos trazidos por Silval Barbosa poderão motivar novas operações da Polícia Federal no âmbito de investigações existentes ou eventualmente originadas a partir da delação do ex-governador.

Na semana passada, o ministro Fux havia dito que se trata de uma delação “monstruosa” e “a maior operação” depois da Lava Jato. (mais…)

24
07

Novo Código Penal pode rever delação e prisão preventiva

1No debate sobre o novo Código de Processo Penal (CPP) na Câmara, deputados discutem mudanças nas regras de delação premiada, prisão preventiva e condução coercitiva, além da revogação do entendimento de que as penas podem começar a ser cumpridas após a condenação em segunda instância. As medidas, que em parte se tornaram pilares da Operação Lava Jato, costumam ser alvo de críticas dos parlamentares.

(mais…)

20
07

Juiz abre prazo a adequações de acordo do VLT

Após constatar que não houve nenhum avanço entre as partes, o juiz federal Ciro Arapiraca abriu prazo para que o Estado e o Consórcio VLT adequem a minuta de acordo os problemas apontados pelos Ministério Públicos Federal (MPF) e Estadual (MP) contra os termos atuais do documento.

 

Única saída

No despacho, Arapiraca destacou que sem a anuência dos MPs será impossível homologar o acordo firmado entre o governo e as construtoras, que garantiriam a retomada das obras de implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT).

 

Extrajudicial

Outra possibilidade aventada pelo magistrado é a realização de um acordo extrajudicial. O problema é que os MPs já anunciaram que, caso isso ocorra, diversas medidas deverão ser tomadas, o que poderia representar uma nova paralisação das obras.

 

Ajustes

Como o Estado já deu sinais de que pode rever alguns pontos da minuta, a expectativa é saber quanto está disposto a ceder e se isso será suficiente para convencer os procuradores e promotores. O impasse está formado.

 

Na Justiça

A Executiva Nacional do Partido Socialista Brasileiro tenta reverter a decisão que cassou os efeitos da destituição do deputado Fábio Garcia do comando do partido em Mato Grosso. Até o momento, o parlamentar, substituído pelo também deputado Valtenir Pereira, segue na presidência.

 

Chorou, mamou

Depois de espernear, o Partido Verde desistiu de deixar a base de apoio ao governador Pedro Taques (PSDB). O partido deverá indicar um secretário adjunto, mais os ocupantes de alguns cargos de escalão inferior e, em troca, apoiará o tucano em uma eventual disputa à reeleição.

 

Grupo grande

Vai faltar vaga para a formação da chapa do grupo de apoio a Taques no ano que vem. É preciso muita habilidade política para conseguir costurar um acordo ou contar com uma traição, que pode vir, segundo as últimas conversas, de onde menos se espera.

 

Trocou de advogado

O procurador aposentado Francisco de Andrade Lima Filho, o Chico Lima, trocou de advogado. O fato pode significar a celebração de um acordo de colaboração premiada com o Ministério Público Estadual (MP) e Federal (MPF).

 

Ele sabe

Lima tem muito a revelar, não só sobre os fatos que já são conhecidos, mas, dizem, em episódios ainda não esclarecidos no âmbito da Operação Ararath, inclusive atingindo gente importante e com foro. A conferir.

 

Conselheiros

O ex-governador Silval Barbosa (PMDB) deu indicativos que a informação prestada pelo ex-secretário Pedro Nadaf, de que conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE) teriam recebido propina, pode ser verdadeira. Ele chegou a ser questionado sobre o assunto pela juíza Selma Rosane Santos Arruda, mas não quis responder.

10
07

Blairo Maggi usou precatórios para comprar apoio no MT, diz delator

1O ex-deputado estadual e ex-presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso José Geraldo Riva (PSD) acusa o ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP), de autorizar R$ 260 milhões em precatórios – pagamentos de causas judiciais – para a construtora Andrade Gutierrez a fim de abastecer um sistema financeiro que tinha por objetivo comprar apoio de parlamentares. Riva relatou a denúncia em acordo de delação premiada com a Procuradoria-Geral da República (PGR), fechada na semana passada. (mais…)

20
05

Delatores dizem que JBS pagou a partidos para apoiarem Aécio em 2014

Brasília - Senador Aécio Neves durante a defesa da presidenta afastada Dilma Rousseff em sessão de julgamento do impeachment, no Senado (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Brasília – Senador Aécio Neves durante a defesa da presidenta afastada Dilma Rousseff em sessão de julgamento do impeachment, no Senado (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Por Alex Rodrigues, Yara Aquino e André Richter

Agência Brasil

O empresário Joesley Batista, dono da JBS, e o diretor de Relações Institucionais e Governo da empresa, Ricardo Saud, afirmaram em depoimentos à Procuradoria-Geral da República (PGR) que repassaram dinheiro à campanha do então candidato à Presidência da República, Aécio Neves, por meio de caixa 2. Em um dos 15 depoimentos que prestou para fechar acordo de delação premiada, Saud diz que, diante da possibilidade de Aécio vencer a disputa em 2014, a JBS “abriu um crédito de propina que chegou a quase R$ 100 milhões”. Segundo o executivo, parte dessa quantia foi usada para “comprar” o apoio de partidos à candidatura do tucano.

(mais…)

Publicicade

Publicicade