Arquivo da Tag: "COMUNICAÇÃO"
24
01

Governo Bolsonaro tenta organizar comunicação

Por Estadão Conteúdo

 

Diante do desgaste com a informação de movimentações financeiras do senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) e de um de seus ex-assessores, Fabrício Queiroz, consideradas atípicas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), o Palácio do Planalto tenta concluir a reestruturação da Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom) e faz anúncios de corte de verbas publicitárias. A crise envolvendo Flávio, filho do presidente Jair Bolsonaro, aumentou a cobrança de núcleos do governo sobre o secretário da Secom, Floriano Barbosa, para levantar uma agenda positiva que reanime a militância nas redes sociais.

 

Barbosa trabalha desde o período de transição nas mudanças na estrutura da Secom. Ele definiu que o órgão terá uma secretaria específica para fazer a articulação entre todas as assessorias de imprensa do governo.

 

(mais…)

14
01

Mauro Camargo assume secretaria-adjunta de Comunicação de Mato Grosso

O jornalista Mauro Camargo foi oficializado como o novo secretário-adjunto de Comunicação do Governo do Estado de Mato Grosso. O anúncio foi feito pelo governador Mauro Mendes (DEM) e pelo secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, nesta segunda-feira (14), durante reunião com representantes da imprensa regional.

 

“O Mauro Camargo tem larga experiência, atua há muito tempo na área e possui ótimo trânsito político e com a imprensa. É um profissional que tem muito a colaborar frente aos desafios que o Governo vai enfrentar nos próximos quatro anos”, afirmou Mauro Carvalho. (mais…)

11
01

A reforma de Mendes muda gestão da Comunicação

Foto: Mayke ToscanoA reforma administrativa, proposta pelo governador  Mauro Mendes (DEM), traz inovações deveras desafiadoras. Uma delas diz respeito à área de Comunicação.  Mendes transformou o Gabinete de Comunicação  (Gcom) num apêndice da Casa Civil, uma secretaria adjunta. Além disso, propôs a criação de um Gabinete de Gestão Estratégica, ligado à Governadoria, que terá, entre outras finalidades, “gerir a política de comunicação” do Governo.

 

Aparentemente, o antigo Gcom passa a atuar como uma estrutura operacional, basicamente de produção de releases; a Casa Civil como ordenadora de despesas e o Gabinete de Gestão exercendo o comando central da política de comunicação. Será um desafio e tanto harmonizar essas três estruturas. O risco, como diz o ditado, é que “cão que tem três donos, morre de fome”.

 

Nos próximos dias o governador deverá anunciar como será, efetivamente, o funcionamento desta área que tem papel importante, principalmente em momentos de crise como o que atravessa o Paiaguás.

11
01

Governo impõe limites aos gastos com publicidade

Christiano Antonucci/Gcom-MT

O projeto de Lei Complementar que normatiza as finanças públicas, encaminhado ao Legislativo nesta quinta-feira, limita as despesas com comunicação em 0,5% da Receita Corrente Líquida Ajustada (RCLA).

 

O mesmo projeto estabelece que a RCLA é a somatória de todas as receitas do Estado, deduzidas as verbas vinculadas por determinação constitucional, as verbas de previdência e assistência social, a receita de fundos como o Fethab, de compensação como o FEX e de convênios, entre outras deduções.

 

Além dessa limitação, o projeto estabelece que os gastos com comunicação (propaganda e publicidade) compreendem todos “os gastos com a divulgação de políticas públicas, realizações, programas institucionais e sociais ou qualquer outra mensagem cuja concepção, elaboração ou difusão seja custeada com recursos públicos”. (mais…)

22
11

Bolsonaro nega que o filho Carlos terá cargo no governo federal

Carlos Bolsonaro

Caio César/CMRJ/Direitos reservados

Por Carolina Gonçalves

Agência Brasil

 

Reeleito vereador pela cidade do Rio de Janeiro, Carlos Bolsonaro (PSL) não integrará a equipe de governo do pai – o presidente eleito, Jair Bolsonaro. Bolsonaro negou tal possibilidade na manhã de hoje (22), depois de se reunir com militares no Comando da Marinha, em Brasília.

 

Na sua conta no Twitter, Carlos Bolsonaro reiterou que já contribuiu o possível durante a campanha do pai. Ele foi o responsável pelas redes sociais e também fazia papel de assessor de imprensa no Rio de Janeiro.

 

(mais…)

02
04

De saída da Prefeitura de SP, Doria dobra verba de publicidade

Por Estadão Conteúdo

 

Pré-candidato ao Palácio dos Bandeirantes, o prefeito João Doria (PSDB) reservou em menos de três meses deste ano verba de R$ 66,4 milhões para publicidade da Prefeitura. O valor empenhado na rubrica “comunicação social” corresponde ao dobro do registrado no mesmo período do ano passado, quando o tucano assumiu o cargo.

 

O montante também ultrapassa o que foi reservado no primeiro semestre de 2017 e já se iguala ao valor daquele ano inteiro. Doria deixa o cargo no dia 7 de abril para se dedicar à disputa eleitoral. Seu vice, Bruno Covas, assume a Prefeitura.

 

O empenho de valores no orçamento é o primeiro estágio de uma despesa pública, quando se declara a intenção do gasto. A efetuação do pagamento ocorre apenas depois da fase de liquidação, quando o bem ou serviço contratado já foi devidamente entregue ou prestado. Neste caso, o aumento do primeiro trimestre do ano passado para os três meses deste ano é ainda maior: passou de R$ 436,6 mil para R$ 25,4 milhões. (mais…)

19
01

“Perspectiva é de continuidade”, diz Marcy Monteiro sobre comunicação de MT

O novo secretário do Gabinete de Comunicação de Mato Grosso, Marcy Monteiro, afirmou que dará continuidade à política implementada para o setor desde 2015, início do governo Pedro Taques (PSDB), uma vez que participa da gestão desde o começo da atual administração. Monteiro assume oficialmente o cargo na próxima segunda-feira (22) em substituição ao jornalista Kleber Lima, que depois de um ano e dois meses, foi remanejado para a Secretaria Estadual de Cultura.

 

“A perspectiva é de continuidade. O trabalho não para. Estou aqui desde 2015, quando fui convidado pelo Jean [Campos – ex-secretário de Comunicação] para naquela oportunidade cuidar da parte de Jornalismo. Depois assumi a comunicação integrada, um pouco mais de trabalho e responsabilidade, e agora a Secretaria como um todo. Vamos dar continuidade ao que se planejou desde o início até agora. Entendo a pasta um pouco quase como uma Ouvidoria, com a finalidade de prestação de contas do Estado”, disse. (mais…)

03
07

Só 3,8% das cidades têm plano para transporte público

Por Pedro Soares IBGE_Censo-2010-495x371

 

RIO DE JANEIRO, RJ, (Folhapress) – Estopim da onda de protestos que tomou o país, o transporte público carece de planejamento municipal, que é o poder responsável por organizar e administrar o serviço em nível local. Apenas 3,8% das cidades do país tinham, em 2012, um Plano Municipal de Transportes, segundo dados da Pesquisa de Informações Básicas Municipais, divulgada hoje pelo IBGE.

“Para que se tenha uma ação planejada, a elaboração de um plano é um instrumento que deve ser estruturado e utilizado na definição das políticas setoriais para transporte coletivo, trânsito e vias públicas”, diz o IBGE.

O planejamento, afirma, reduz custos e tempo de deslocamento.

Outra experiência de sucesso de algumas cidades, segundo o IBGE, é integrar num mesmo órgão a gestão de transporte, trânsito e vias públicas. (mais…)

Publicicade

Publicicade