Arquivo da Tag: "CARNE"
12
02

‘Farra’ do crédito de veículos gera rombo de R$ 23 bi para bancos

Por Estadão Conteúdo

 

O custo da festa do crédito fácil para veículos do começo da década foi alto para as instituições financeiras. Dados inéditos do Banco Central mostram que o setor teve problemas para receber R$ 38,1 bilhões em financiamentos concedidos em 2010 e 2011, quando era possível comprar um carro zero, sem entrada, parcelado em até cem vezes. Bancos já desistiram de cobrar R$ 22,  bilhões e reconheceram o valor como prejuízo, mas o setor ainda trabalha para receber outros R$ 15,3 bilhões emprestados naquela época.

 

Após o estouro da crise financeira global em 2008, o governo reagiu para tentar amenizar a maré negativa do exterior. Queda de impostos, redução de juros e liberação de dinheiro aos bancos fizeram parte da receita que permitiu ao País passar os primeiros anos da crise com poucos arranhões. Enquanto o mundo colhia cacos, o Brasil dava sinais de vigor e o setor de veículos virou símbolo do Brasil que consumia cada vez mais. (mais…)

21
01

Embarque de carne para Rússia deve ser resolvido até final de janeiro

Por AgroHiper

 

Até o final de janeiro, a questão da reabertura do mercado russo à carne brasileira deve ser solucionada. “Haviam questões técnicas que já foram solucionadas. A Rússia entendeu as justificativas do Ministério da Agricultura e todos os questionários foram respondidos. O Brasil tinha umas entregas para fazer de trigo, pescado e carne bovina e todas as entregas foram realizadas, então não vejo impedimento algum de ordem política, comercial e técnica para que se mantenha a restrição e isso será realizado muito rapidamente, a expectativa é até o final deste mês”, explicou ao AgroHiper o ministro interino e secretário-executivo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Eumar Novacki.

 

Durante o Fórum Global para a Alimentação e Agricultura (GFFA), o governo russo comprometeu-se a “avaliar com o máximo de celeridade, uma vez que o Brasil é um importante fornecedor” a reabertura do mercado à carne brasileira. A declaração é do chefe do Serviço Federal de Supervisão Veterinária e Fitossanitária (Rosselkhoznadzor) da Rússia, Sergey Dankvert.

(mais…)

02
11

China autoriza importação de carne brasileira

O ministro Blairo Maggi comemorou nesta quarta-feira (1) a decisão do governo chinês de autorizar a importação de carne de mais 22 plantas frigoríficas do Brasil. Segundo expectativa do ministro, a liberação pode render cerca de R$ 1 bilhão por ano ao país.

 

We Can

O senador José Medeiros, agora no Podemos, já colocou o partido na oposição ao governo Pedro Taques, candidato a reeleição. Destilou venenosos comentários sobre a “grampolândia pantaneira” nesta quarta-feira.

 

We forgot

José Medeiros, para quem não se lembra, não disputou eleição. Assumiu a cadeira no Senado por ser suplente de Pedro Taques (ainda no PSDB). Medeiros tentará se manter no Senado nas eleições do próximo ano, se seu partido conseguir encontrar um nome pra disputar o Governo.

 

Entrevero

Num dia o prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB) decide embargar obra do Estado. No outro, o governador Pedro Taques decreta a desapropriação do prédio da Secretaria de Cultura (antigo Moitará), que é de propriedade da Prefeitura. O confronto é jogo de perde-perde. Perdem os dois políticos, mas principalmente, perde Cuiabá.

 

Sai-não-sai

Nesta quarta-feira (1) o dia foi marcado por intensos boatos sobre suposta saída do governador Pedro Taques do PSDB. O que alimentou o assunto – e deu credibilidade para a informação – foi que assessores palacianos, todos muito próximos a Taques, trataram de disseminar a “notícia” pelas redes sociais.

 

Comunistas?

Taques teria recebido um convite para filiar-se ao PPS juntamente com o ex-presidente do Banco Central, Armínio Fraga e o apresentador Luciano Huck (que surge como pretenso candidato a presidente em 2018). Nenhum deles é filiado ao partido de Roberto Freire, mas, tudo indica, ambos tem a intenção de assinar ficha no antigo Partido Comunista Brasileiro (PCB).

 

Liberdade de pensar
Depois de deixar o PSB, o deputado federal Adilton Sachetti (sem partido) afirma procurar um partido que dê a ele liberdade de pensamento. Segundo Sachetti, é preciso haver flexibilidade para que ora pense como um parlamentar de direita, ora como de esquerda.

 

Indefinição

Até o momento conversas já foram feitas com o DEM, com o Podemos  e com o PP. “A sociedade não quer um partido. Quer alguém que resolva os problemas dela. Então tem que ser uma legenda mais liberal”, pontuou.

 

Sem planos
Embora procure uma agremiação para se filiar, Sachetti garante ainda não ter planos para 2018. Não descarta sair à reeleição ou até mesmo disputar uma vaga majoritária. Ele vem sendo sondado para disputar o Governo.

 

Com planos
O líder do Governo na Assembléia, deputado Dilmar Dal’ Bosco (DEM), disse  que a agremiação, embora esteja apoiando o governador Pedro Taques, pode lançar a candidatura majoritária. O nome mais cotado seria de Sachetti, caso o parlamentar confirme sua filiação na legenda.

Publicicade

Publicicade