Arquivo da Tag: "AGRONEGÓCIO"
14
05

Medidas de Bolsonaro não gerarão violência no Campo, destaca Barbudo

O deputado federal Nelson Barbudo (PSL) defendeu as medidas propostas pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) em favor dos produtores rurais, como a “excludente de ilicitude” em caso de invasão de suas propriedades. O parlamentar foi entrevistado pela Revista Época que circula nesta semana e destacou que se houver o respeito às leis não haverá motivo para se temer um confronto no campo.

 

Ao tratar da excludente de ilicitude – condição prevista no código penal que exime de culpabilidade o agente desde que confirmados os requisitos para tal – Barbudo salientou que isso só pode ocorrer após uma investigação policial. “O produtor rural deve ser investigado, passar por todo o processo legal, mas, se for provado que ele abateu um criminoso que adentrou sua propriedade para assaltá-lo, e o proprietário o matou durante o confronto, concordo com o excludente de ilicitude para esse caso”.

(mais…)

29
04

Geller aproveita o momento e cola em Bolsonaro

Ex-ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento no governo petista de Dilma Rousseff, o hoje deputado federal Neri Geller (PP) está muito próximo do presidente Jair Bolsonaro (PSL). O parlamentar pegou carona com Bolsonaro para participar da feira Agrishow, que acontece em Ribeirão Preto (SP).

 

Neri Geller também ocupou cargo importante no governo de Michel Temer, como secretário de Política Agrícola. Por ser produtor rural e também pelos cargos de destaque que ocupou no Governo Federal, Geller acabou sendo eleito como representante do agronegócio na Câmara Federal e hoje é o coordenador da bancada federal de Mato Grosso.

 

Além de Geller estava no voo com o presidente outro representante de Mato Grosso na Câmara Federal, deputado Nelson Barbudo (PSL).

 

A Agrishow é a maior feira de tecnologia agrícola do Brasil e uma das maiores do mundo. Neste ano, comemora seu jubileu de prata. A previsão é que a feira movimente, em 5 dias, R$ 2,9 bilhões em negócios.

18
04

Produtores rurais terão alternativa para voltar a tomar crédito em bancos

Até esta quinta-feira (18), a equipe econômica do governo federal deve enviar à Casa Civil uma medida provisória que regulamenta o Fundo de Aval Fraterno. A MP é uma alternativa para a volta da tomada de crédito dos produtores rurais junto aos bancos e uma das soluções para as reivindicações do setor. O endividamento rural foi o tema da reunião da Frente Parlamentar da Agropecuária desta terça-feira.

 

“Sempre que se vai buscar solução para problemas complexos como este, nós temos que levar um molho de solução, pois nenhum deles, sozinho, vai ser a solução para tudo. Não existe ferramenta única para uma construção, precisa de várias ferramentas”, afirma o presidente da FPA, deputado Alceu Moreira (MDB- RS). (mais…)

19
03

Mato Grosso assina protocolo que prevê ações integradas no setor do agronegócio

O governo de Mato Grosso irá realizar uma série de ações conjuntas com o Estado de Rondônia no setor de agropecuária, principalmente ligadas à sanidade animal e vegetal. A parceria está focada inicialmente na fiscalização e controle da febre aftosa, já que a vacinação contra a doença será retirada da região de fronteira entre os estados este ano, conforme o calendário do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

 

Mas também existe o interesse em se fomentar outras cadeias e ainda viabilizar a troca de tecnologia. Para oficializar a situação, o governador Mauro Mendes assinou um Protocolo de Intenções entre os estados na tarde de segunda-feira (18), durante o 2º Reunião dos Fundos Emergenciais para a Saúde Animal. O evento está sendo realizado no Hotel Odara e tem programação até esta terça-feira (19). (mais…)

19
03

Agronegócio se queixa de declarações de Araújo

Por Estadão Conteúdo

 

O setor agropecuário manifestou, em carta obtida pelo Estadão/Broadcast, preocupação quanto às declarações do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, sobre a relação do Brasil com a China. A carta foi enviada por associações que integram o Instituto Pensar Agro como sugestão para a presidência da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA). O presidente da FPA, Alceu Moreira, decidiu não entregar a manifestação, depois de encontros com o governo e, principalmente, após a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, anunciar uma missão para a China.

 

“A Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) gostaria de externar a sua preocupação em relação às supostas declarações reproduzidas pelo noticiário nacional, nas quais teriam sido feitas afirmações no sentido de diminuir a importância das relações comerciais entre Brasil e China”, diz a carta. Em aula magna para os alunos do Instituto Rio Branco, na semana passada, o ministro falou, entre outros tópicos, sobre a relação diplomática com a China. “Queremos vender, por exemplo, soja e minério de ferro, mas nós não vamos vender a nossa alma. Isso é um princípio claro que temos muito presente”, disse.

(mais…)

12
03

Aeroportos de MT vão a leilão nesta semana e agronegócio é atrativo principal

O potencial do agronegócio de Mato Grosso é visto nacionalmente como o chamariz para o leilão dos quatro aeroportos do Estado, que ocorre na próxima sexta-feira (15), às 10h, na B3, – Brasil, Bolsa, Balcão – oriunda da fusão entre BM&F, Bovespa e a Cetip, em São Paulo.

 

O certame envolve 12 aeroportos divididos em três blocos, entre eles o Centro-Oeste, composto pelo Aeroporto Internacional Marechal Rondon, em Várzea Grande, e os regionais de Sinop, Rondonópolis e Alta Floresta. O investimento projetado para o Estado é de R$ 770 milhões. A concessão tem prazo de 30 anos.

 

De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), as empresas e consórcios devem apresentar, nesta terça-feira (12), as propostas em duas vias em envelopes lacrados, os quais deverão conter as propostas, as garantias e os documentos. Sete operadoras, entre internacionais e nacionais, demonstraram interesse em arrematar os terminais estaduais. Porém, especialistas de mercado acreditam que uma empresa estrangeira arremate o bloco Centro-Oeste. (mais…)

24
02

Subsídio ao agronegócio cobrado na conta de luz é irregular, avalia TCU

Por Estadão Conteúdo

 

Na semana passada, o agronegócio comemorou uma vitória. O governo de Jair Bolsonaro decidiu voltar com o subsídio que o setor recebe nas contas de luz, derrubado no fim do ano passado pelo ex-presidente Michel Temer. Uma avaliação feita pelo Tribunal de Contas da União (TCU), porém, dá razão a Temer: para a área técnica do órgão, esses subsídios estão “completamente desalinhados” com as leis que regulam o setor e até com a própria Constituição. Em outras palavras, são ilegais.

 

 

Os subsídios – não só para o agronegócio – estão embutidos na conta de luz de todos os brasileiros. No total, chegam a mais de R$ 20 bilhões, sendo 17% desse total só para os agricultores. Pelo decreto editado no fim de 2018, o benefício aos produtores rurais começaria a ser reduzido este ano, ao ritmo de 20% ao ano até ser zerado em cinco anos.

 

(mais…)

12
01

Fórum Agro MT apresenta contraproposta sobre mudança do Fethab na segunda

Reunião do Fórum Agro MT realizada na última sexta-feira para debater as alterações no Fethab

As alterações feitas pelo Governo de Mato Grosso em Projeto de Lei para o Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab), entregue na quinta (10) à Assembleia Legislativa (ALMT), estão sendo analisadas pelas lideranças que compõem o Fórum Agro MT. Uma contraproposta do setor ao projeto será apresentada na próxima segunda-feira (14) ao governador Mauro Mendes (DEM) e deputados. (mais…)

26
11

Taxação das commodities: eles não se entendem

Na semana passada, o presidente da União Brasileira do Biodiesel e Bioquerosene (Unabrio), Juan Diego Ferrés, encaminhou ao ministro da Agricultura, Blairo Maggi , a proposta de criação de um fundo para incentivar a industrialização da soja em Mato Grosso. O dinheiro sairia de 5% do valor das exportações da commodity, que seria devolvido aos produtores por meio  de crédito do PIS e Cofins. A ideia seria uma alternativa à taxação das commodities, que vem sendo defendida por parlamentares em Mato Grosso.

 

A Unabrio argumenta que, em razão das exportações desoneradas, há forte desindustrialização da soja no Brasil. Até a produção de biodiesel está despencando, com indústrias operando com ociosidade e até paralisadas, inclusive em Mato Grosso.

 

Na outra ponta, a Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove) rejeita a ideia, argumentando que qualquer taxação das exportações é prejudicial à produção rural e à toda cadeia produtiva. A Abiove defende a isonomia tributária entre a soja que embarca e a que fica para ser processada pelo mercado interno.

21
06

Agronegócio perde R$ 500 milhões por dia com tabelamento, diz CNA

Por Estadão Conteúdo

A cada dia, a perda do agronegócio brasileiro provocada pelo tabelamento do frete rodoviário é de R$ 500 milhões só nos mercados de soja e milho. Nos 20 dias de vigor da medida, portanto, o prejuízo chega a R$ 10 bilhões para esses dois grãos segundo cálculos da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) na audiência de conciliação promovida ontem pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux, na ação que discute a constitucionalidade da medida.

 

“Temos um problema emergencial”, afirmou o chefe da assessoria jurídica da entidade, Rudy Ferraz. “Meio bilhão de reais por dia não é qualquer coisa.” Ele acrescentou que metade da produção agrícola está “parada” em pleno período de safra.

 

(mais…)

Publicicade

Publicicade