Arquivo da Tag: "AGRONEGÓCIO"
18
04

Produtores rurais terão alternativa para voltar a tomar crédito em bancos

Até esta quinta-feira (18), a equipe econômica do governo federal deve enviar à Casa Civil uma medida provisória que regulamenta o Fundo de Aval Fraterno. A MP é uma alternativa para a volta da tomada de crédito dos produtores rurais junto aos bancos e uma das soluções para as reivindicações do setor. O endividamento rural foi o tema da reunião da Frente Parlamentar da Agropecuária desta terça-feira.

 

“Sempre que se vai buscar solução para problemas complexos como este, nós temos que levar um molho de solução, pois nenhum deles, sozinho, vai ser a solução para tudo. Não existe ferramenta única para uma construção, precisa de várias ferramentas”, afirma o presidente da FPA, deputado Alceu Moreira (MDB- RS). (mais…)

19
03

Mato Grosso assina protocolo que prevê ações integradas no setor do agronegócio

O governo de Mato Grosso irá realizar uma série de ações conjuntas com o Estado de Rondônia no setor de agropecuária, principalmente ligadas à sanidade animal e vegetal. A parceria está focada inicialmente na fiscalização e controle da febre aftosa, já que a vacinação contra a doença será retirada da região de fronteira entre os estados este ano, conforme o calendário do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

 

Mas também existe o interesse em se fomentar outras cadeias e ainda viabilizar a troca de tecnologia. Para oficializar a situação, o governador Mauro Mendes assinou um Protocolo de Intenções entre os estados na tarde de segunda-feira (18), durante o 2º Reunião dos Fundos Emergenciais para a Saúde Animal. O evento está sendo realizado no Hotel Odara e tem programação até esta terça-feira (19). (mais…)

19
03

Agronegócio se queixa de declarações de Araújo

Por Estadão Conteúdo

 

O setor agropecuário manifestou, em carta obtida pelo Estadão/Broadcast, preocupação quanto às declarações do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, sobre a relação do Brasil com a China. A carta foi enviada por associações que integram o Instituto Pensar Agro como sugestão para a presidência da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA). O presidente da FPA, Alceu Moreira, decidiu não entregar a manifestação, depois de encontros com o governo e, principalmente, após a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, anunciar uma missão para a China.

 

“A Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) gostaria de externar a sua preocupação em relação às supostas declarações reproduzidas pelo noticiário nacional, nas quais teriam sido feitas afirmações no sentido de diminuir a importância das relações comerciais entre Brasil e China”, diz a carta. Em aula magna para os alunos do Instituto Rio Branco, na semana passada, o ministro falou, entre outros tópicos, sobre a relação diplomática com a China. “Queremos vender, por exemplo, soja e minério de ferro, mas nós não vamos vender a nossa alma. Isso é um princípio claro que temos muito presente”, disse.

(mais…)

12
03

Aeroportos de MT vão a leilão nesta semana e agronegócio é atrativo principal

O potencial do agronegócio de Mato Grosso é visto nacionalmente como o chamariz para o leilão dos quatro aeroportos do Estado, que ocorre na próxima sexta-feira (15), às 10h, na B3, – Brasil, Bolsa, Balcão – oriunda da fusão entre BM&F, Bovespa e a Cetip, em São Paulo.

 

O certame envolve 12 aeroportos divididos em três blocos, entre eles o Centro-Oeste, composto pelo Aeroporto Internacional Marechal Rondon, em Várzea Grande, e os regionais de Sinop, Rondonópolis e Alta Floresta. O investimento projetado para o Estado é de R$ 770 milhões. A concessão tem prazo de 30 anos.

 

De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), as empresas e consórcios devem apresentar, nesta terça-feira (12), as propostas em duas vias em envelopes lacrados, os quais deverão conter as propostas, as garantias e os documentos. Sete operadoras, entre internacionais e nacionais, demonstraram interesse em arrematar os terminais estaduais. Porém, especialistas de mercado acreditam que uma empresa estrangeira arremate o bloco Centro-Oeste. (mais…)

24
02

Subsídio ao agronegócio cobrado na conta de luz é irregular, avalia TCU

Por Estadão Conteúdo

 

Na semana passada, o agronegócio comemorou uma vitória. O governo de Jair Bolsonaro decidiu voltar com o subsídio que o setor recebe nas contas de luz, derrubado no fim do ano passado pelo ex-presidente Michel Temer. Uma avaliação feita pelo Tribunal de Contas da União (TCU), porém, dá razão a Temer: para a área técnica do órgão, esses subsídios estão “completamente desalinhados” com as leis que regulam o setor e até com a própria Constituição. Em outras palavras, são ilegais.

 

 

Os subsídios – não só para o agronegócio – estão embutidos na conta de luz de todos os brasileiros. No total, chegam a mais de R$ 20 bilhões, sendo 17% desse total só para os agricultores. Pelo decreto editado no fim de 2018, o benefício aos produtores rurais começaria a ser reduzido este ano, ao ritmo de 20% ao ano até ser zerado em cinco anos.

 

(mais…)

12
01

Fórum Agro MT apresenta contraproposta sobre mudança do Fethab na segunda

Reunião do Fórum Agro MT realizada na última sexta-feira para debater as alterações no Fethab

As alterações feitas pelo Governo de Mato Grosso em Projeto de Lei para o Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab), entregue na quinta (10) à Assembleia Legislativa (ALMT), estão sendo analisadas pelas lideranças que compõem o Fórum Agro MT. Uma contraproposta do setor ao projeto será apresentada na próxima segunda-feira (14) ao governador Mauro Mendes (DEM) e deputados. (mais…)

26
11

Taxação das commodities: eles não se entendem

Na semana passada, o presidente da União Brasileira do Biodiesel e Bioquerosene (Unabrio), Juan Diego Ferrés, encaminhou ao ministro da Agricultura, Blairo Maggi , a proposta de criação de um fundo para incentivar a industrialização da soja em Mato Grosso. O dinheiro sairia de 5% do valor das exportações da commodity, que seria devolvido aos produtores por meio  de crédito do PIS e Cofins. A ideia seria uma alternativa à taxação das commodities, que vem sendo defendida por parlamentares em Mato Grosso.

 

A Unabrio argumenta que, em razão das exportações desoneradas, há forte desindustrialização da soja no Brasil. Até a produção de biodiesel está despencando, com indústrias operando com ociosidade e até paralisadas, inclusive em Mato Grosso.

 

Na outra ponta, a Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove) rejeita a ideia, argumentando que qualquer taxação das exportações é prejudicial à produção rural e à toda cadeia produtiva. A Abiove defende a isonomia tributária entre a soja que embarca e a que fica para ser processada pelo mercado interno.

21
06

Agronegócio perde R$ 500 milhões por dia com tabelamento, diz CNA

Por Estadão Conteúdo

A cada dia, a perda do agronegócio brasileiro provocada pelo tabelamento do frete rodoviário é de R$ 500 milhões só nos mercados de soja e milho. Nos 20 dias de vigor da medida, portanto, o prejuízo chega a R$ 10 bilhões para esses dois grãos segundo cálculos da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) na audiência de conciliação promovida ontem pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux, na ação que discute a constitucionalidade da medida.

 

“Temos um problema emergencial”, afirmou o chefe da assessoria jurídica da entidade, Rudy Ferraz. “Meio bilhão de reais por dia não é qualquer coisa.” Ele acrescentou que metade da produção agrícola está “parada” em pleno período de safra.

 

(mais…)

06
05

Segurança vira demanda dos ruralistas na eleição

Por Estadão Conteúdo

 

O avanço da violência no campo desde a última eleição presidencial, em 2014, levou representantes do agronegócio nacional a elegerem o tema da segurança pública como um dos principais entraves para o desenvolvimento do setor e também um dos maiores desafios para os pré-candidatos que buscam apoio e voto dos produtores agrícolas. Na pauta de reivindicações estão a expansão de programas de patrulha rural, a criação de delegacias especializadas e a abertura de um debate sobre a flexibilização do Estatuto do Desarmamento.

 

Com a tecnologia empregada hoje no campo, a preocupação dos agricultores e pecuaristas deixou de ser o risco de ter suas propriedades invadidas por movimentos sem-terra para a possibilidade de ver seus investimentos em maquinário e insumos, por exemplo, serem perdidos em roubos praticados por quadrilhas especializadas.

 

Dados oficiais do governo de Mato Grosso, maior produtor de grãos do País, mostram uma alta de 60% nos registros de roubos e furtos no campo entre 2014 e 2017. No mesmo período, houve incremento de 20% dos índices em Goiás, de 7,5% no Rio Grande do Sul e de 4% em Minas Gerais – onde a média dos últimos dois anos é de 139 casos por dia (mais informações no quadro). O setor representa 21,5% do PIB, sendo considerado a atividade econômica mais dinâmica hoje do País – ano passado obteve safra recorde, com 230 milhões de toneladas de grãos, uma alta de 13%.

 

(mais…)

11
01

Milho deve ter preço melhor este ano, avalia o secretário de Política Agrícola

Por Mauro Camargo

 

O preço do milho deve atingir patamares mais elevados este ano em razão da redução da produção. O secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Neri Geller, divulgou na manhã desta quinta-feira (11),  4º levantamento da Safra 2017/18 e previu queda de 5 milhões de toneladas de milho.

 

“O cultivo do milho perdeu espaço para a soja”, disse Geller, ao estimar a produção do grão em 25,1 milhões de toneladas na primeira safra, de acordo com dados da Conab.

(mais…)

Publicicade

Publicicade