13
03

Wilson sobre acusação de extorsão: “é a primeira vez que me deparo com uma situação dessas”

Depois de prestar depoimento à Polícia Federal, o deputado estadual Wilson Santos (PSDB) negou qualquer participação numa suposta tentativa de extorsão contra a senadora Selma Arruda (PSL). O tucano ainda se disse surpreso com o envolvimento do seu nome no caso.

 

“Quase 40 anos de vida pública e é a primeira vez que me deparo com uma situação dessa. Depus ontem, eu e Kleber Lima depusemos ontem, nós nunca recebemos por parte do empresário Junior Brasa nenhuma proposta, nenhum encaminhamento para encaminhar à senadora eleita Selma”, asseverou.

 

Conforme Selma Arruda, Wilson Santos teria sido o intermediário de uma proposta feita pelo publicitário Junior Brasa, que foi o responsável pela campanha eleitoral de Arruda até meados de agosto. Segundo a senadora, Santos teria dito que se o valor de R$ 600 mil fosse repassado ao marqueteiro, a juíza aposentada seria “auxiliada” numa ação proposta por Brasa no intuito de receber por serviços prestados durante a campanha eleitoral.

 

Selma Arruda desistiu dos trabalhos prestados por Brasa no meio da campanha eleitoral e segundo o empresário, não honrou com os pagamentos que deveriam ser feitos. Desse modo, ele ingressou com uma ação na Justiça Eleitoral, que pode, inclusive, culminar na cassação do mandato de Selma Arruda, por abuso de poder econômico e gastos ilícitos de campanha.

 

“Eu votei na senadora eleita, eu trabalhei por ela, usei o nome dela em todos os meus materiais até a reta final. Foi uma surpresa essa posição dela. Respeito, ela deve estar usando essa argumentação na sua defesa, mas não vai encontrar guarida, porque eu não fui porta voz e nem o Kleber Lima em nenhum momento do empresário Brasa para a senadora Selma”, explicou Santos.

O parlamentar ainda ponderou que mantém uma relação de amizade tanto com Junior Brasa como com Kleber Lima, que foi o responsável pela sua campanha eleitoral em 2016, quando disputou a prefeitura de Cuiabá. No negou ter usado dessa relação para tentar extorquir a senadora.

 

“São meus amigos, mas daí a fazer proposta, daí tentar extorquir alguém, eu tenho 40 anos de vida pública e isso não existe na minha vida. Estou tranquilo, compareci à polícia, fiz um depoimento em 10 minutos e não fui porta-voz dessa mensagem”.

Comentários

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Publicicade

Publicicade