10
04

Selma diz ter tranquilidade sobre seus atos e que vai recorrer de decisão do TRE-MT

Depois da decisão do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso, que resultou na cassação do mandato da senadora Selma Arruda e dos seus suplentes Gilberto Possamai e Clerie Fabiana, a parlamentar anunciou que vai recorrer à instâncias superiores para se manter no Senado Federal.

 

“Estou tranquila com a decisão proferida nesta quarta-feira (10) pelo Tribunal Regional Eleitoral. A tranquilidade que tenho é com a consciência dos meus atos, a retidão que tive em toda a minha vida e que não seria diferente na minha campanha e trajetória política. Respeito a Justiça e, exatamente por esse motivo, vou recorrer às instâncias superiores, para provar a minha boa fé e garantir que os 678.542 votos que recebi da população mato-grossense sejam respeitados”.

 

Selma foi cassada por abuso de poder econômico e prática de caixa 2 nas eleições de 2018 por unaminidade. A decisão foi proferida na tarde dessa quarta-feira, depois de 8 horas de sessão na corte eleitoral. Além da cassação, Selma fica inelegível por 8 anos, assim como seus suplentes e há a determinação de realização de uma eleição suplementar para o Senado. Caso a decisão do TRE se confirme, será a primeira vez que Mato Grosso passará por uma eleição suplementar para o Senado.

 

Selma Arruda é a segunda mulher a ocupar uma cadeira no Senado, representando Mato Grosso. A primeira foi Serys Slhessarenko.

Comentários

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Publicicade

Publicicade