17
01

Rei morto, rei posto

Bastou o então governador Pedro Taques (PSDB) deixar o cargo para que a Assembleia Legislativa derrubasse a maior parte dos vetos impostos pelo ex-gestor. Foram pelo menos 15 vetos derrubados durante essa semana. A apreciação dos vetos limpou a pauta e permitiu que a Casa votasse matérias como as mudanças na concessão da RGA e também a unificação do Fethab, que trará mais recursos para os cofres estaduais.

 

A postura dos parlamentares rendeu até mesmo comentários bem humorados do presidente da Casa, deputado Eduardo Botelho (DEM). “Quando o Pedro estava lá (Palácio Paiaguás), ninguém derrubava vetos, não é Wilson (Santos)?”

 

A referência a Wilson Santos (PSDB) é porque o tucano é ainda é líder de Taques na Casa. Isso porque a nova legislatura ainda não foi empossada, embora o governo já tenha mudado. Os novos deputados tomam posse apenas em 1º de fevereiro. “Hoje o povo está a fim de derrubar veto”, disse Botelho em meio a gargalhadas.

 

Entre os vetos derrubados estão aos que faziam referência à mudança do nome da Universidade Estadual de Mato Grosso e também o relativo ao Fundo Estadual de Estabilização Financeira (FEEF).

Comentários

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Publicicade

Publicicade