17
06

Pesquisa pode definir candidato ao Senado, diz Wellington Fagundes

O pré-candidato ao Governo do Estado, senador Wellington Fagundes (PR) afirmou que o grupo poderá lançar mão de pesquisa de intenção de votos para definir quem serão os candidatos da aliança ao Senado. Até o momento, os partidos reunidos já contam com três prováveis candidatos: Carlos Fávaro (PSD), Maria Lúcia Cavalli Neder (PcdoB) e Margareth Buzetti (PP). No entanto, a pesquisa deverá ser o último recurso utilizado.

 

Conforme Fagundes, primeiramente é preciso saber quem se manterá como pré-candidato ao Senado. O segundo passo é o diálogo. Se ainda houver mais pretendentes que vagas disponíveis, tentar acomodar os interessados nas suplências. Se não for possível, aí sim recorrer à pesquisa de intenção de votos qualitativa e verificar quem apresenta maior viabilidade para a disputa.

 

“Os partidos que estão dentro da aliança cada um tem que conquistar os partidos aliados, ter o apoio da maioria dos partidos. No nosso grupo haviam dois candidatos ao governo. Concordamos que quem estivesse na frente apoiaria o outro sem problema. Houve contingências e as coisas confluíram para meu nome. Sem discussão, normal. Assim que a gente quer fazer”, ponderou Fagundes.

 

O republicano ainda pontuou que um grupo coeso, harmônico, tem mais chances de se sagrar vencedor no pleito. “Se a aliança for sólida, de muito diálogo, tem mais facilidade para sair vencedora. Se a aliança estiver brigando, já começa a complicar dentro de casa mesmo. É preciso cautela”, aconselhou.

 

Até o momento o republicano conta com o apoio do MDB, PP, PCdoB, PTB, PSD, além do PR.

Comentários

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Publicicade

Publicicade