05
08

Oposição ao atual governo, Wellington é candidato a governador com 10 partidos

wellington fagundes convecao

Alan Cosme/Hipernotícias

Por HiperNotícias

 

Oposição à atual gestão do governo do Estado, o senador Wellington Fagundes (PR-MT) foi homologado em convenção neste domingo (5) como candidato a governador de Mato Grosso. Com o apoio de 10 partidos, a chapa do republicano terá a servidora pública Sirlei Theis (PV) como candidata a vice. O deputado federal Adilton Sachetti (PRB) e a ex-reitora da UFMT Maria Lúcia Cavalli (PCdoB) serão os postulantes ao Senado Federal.

 

Com foco na mudança para Mato Grosso, atenção às pessoas e aos municípios, Wellington Fagundes afirmou que é fundamental retomar o processo de desenvolvimento do Estado, desde que o cidadão esteja em primeiro lugar. “Quero governar colocando as pessoas em primeiro lugar, com uma gestão que olhe e cuide do cidadão. Um governo precisa estar junto do povo, ouvindo, aprendendo, definindo prioridades e liderando esse processo de desenvolvimento”, afirma.

 

Questionado sobre o estilo da sua campanha, Wellington reforçou que manterá o tom de propositivo e de construção de um novo projeto. “Vou seguir o estilo com que faço política, ouvindo as pessoas, buscando construir soluções para os problemas, dialogando e buscando a melhoria na vida das pessoas. Nossa prioridade é mostrar que sim, é possível ter um projeto positivo para Mato Grosso, em um jeito diferente de fazer política, agregando. Meu perfil sempre foi esse, um político de luta e não de briga”, reforça.

 

O candidato a governador agradeceu o apoio do seu partido e das outras nove legendas, lembrou que o perfil da vice, dos candidatos ao Senado, suplência, federal e estadual mostra a luta por Mato Grosso, diversidade de setores da sociedade e pluralidade política, agregando partidos de direita, centro e de esquerda.

 

A coligação “A Força da União” conta com o PR, PV, PRB, PCdoB, PT, PP, PTB, Podemos, Pros e PMN, e terá o maior tempo de televisão na propaganda eleitoral gratuita. O ex-prefeito de Cuiabá Francisco Galindo (PTB) e a ex-primeira-dama de Santa Carmem, Alessandra Nicoli (PRB) serão o primeiro e segundo suplentes de Sachetti, enquanto Gilmar Soares (PT) e Luiz Arruda (PCdoB) serão, respectivamente, primeiro e segundo suplentes de Maria Lúcia.

Comentários

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Publicicade

Publicicade