09
07

“Lamentável”, avalia Blairo Maggi sobre imbróglio jurídico de Lula

Antonio Araújo/Mapa

Por Ana Flávia Corrêa

HiperNotícias

 

O ex-governador e atual ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP), avaliou como “lamentável” o imbróglio jurídico envolvendo o ex-presidente Lula (PT) neste domingo (8). Lula, que está preso desde 7 de abril, teve pedido de liberdade concedido por desembargador, mas negado logo em seguida.

 

“Como todos que assistiram o caso ontem eu fiquei boquiaberto de como a Justiça pode estar desse jeito. Um libera, outro manda prender, quem não tem nada a ver no meio, fala. É lamentável”, pontuou.

 

No domingo o desembargador plantonista do Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região, Rogério Favreto, concedeu a liberdade ao ex-presidente. Já o juiz Sérgio Moro, titular as ações da Lava Jato em 1ª Instância, alegou que o desembargador não tinha competência para tal decisão e pediu manifestação do relator da Lava Jato em 2ª Instância, Gebran Neto. O relator suspendeu a decisão e o ex-presidente continua preso.

 

Para Maggi, o judiciário está fragilizado e é preciso que tanto o Executivo quanto o Legislativo tenham um entendimento.

 

“Acho que esse entendimento virá com a eleição do novo presidente, independente de quem ganhar, que ganhe com respaldo popular e chame todo mundo na mesa para o Brasil funcionar. O governo do qual eu faço parte não tem condições de fazer isso porque nós somos um governo que herdamos isso através de um impeachment. Não temos, na cabeça das pessoas, a legalidade das urnas, e não temos mesmo. Nós temos a legalidade da Constituição”.

Comentários

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Publicicade

Publicicade