26
07

Blog do Mauro no Hipernotícias

 

Governo deve apresentar PEC do Teto e nova reforma

Tão logo voltem do recesso, os deputados estaduais deverão apreciar dois assuntos importantes, em projetos encaminhados pelo Executivo. Tratam-se da Proposta de Emenda à Constituição, que limita os gastos públicos, e a reforma administrativa. A informação foi passada pelo secretário-chefe da Casa Civil, José Adolpho.

 

Ajustes
Sobre a PEC do teto dos gastos, Adolpho assegurou que o texto está passando por pequenos ajustes e que deve ficar pronto até o início da próxima semana. Um dos entraves era o referencial de teto aos poderes, que na primeira versão do texto, era fixada pelo valor liquidado por cada um dos órgãos da administração pública em 2016, quando os poderes ficaram sem receber duas quartas parcelas do duodécimo. Se isso mudar, não deverá haver resistência no Legislativo.

 

Pequena
Já a reforma administrativa será menor do que inicialmente pensada pelo governador Pedro Taques (PSDB). A avaliação é que uma mudança muito drástica na fase final do mandato poderia prejudicar a administração, que precisa começar a entregar obras e políticas públicas. O foco deverá ser a própria Casa Civil e alguns dos gabinetes criados pelo tucano.

 

Sob sigilo
Detalhes acerca da reforma estão sendo guardados sob sigilo para garantir que as mudanças pensadas pela equipe de Taques possam ser implementadas, garantindo uma melhora na saúde financeira do Estado. Antes, a cada rumor de mudança, o governador era pressionado por grupos políticos para desistir da mexida, o que muitas vezes acabou ocorrendo.

 

Esticadinha
Taques deverá voltar a Mato Grosso ainda esta semana, depois de passar alguns dias em São Paulo. Ele está na capital paulista para continuar o tratamento, depois de ter contraído, novamente, uma pneumonia. Embora representantes do governo neguem, há a possibilidade do tucano esticar sua estada em São Paulo, por conta dos problemas de saúde.

 

Outro não
Depois do delegado Marcelo Torhacs, foi a vez de Lindomar Toffoli recusar assumir a investigação da grampolândia pantaneira no âmbito da Polícia Civil. A negativa não se deu de forma oficial, mas após ter sido sondado, o delegado também rejeitou assumir o caso, após Flávio Stringuetta ter deixado a investigação, por problemas de saúde.

 

Mais rico
O advogado Levi Machado afirmou que o sonho do empresário Filinto Müller, que confessou ter operado dinheiro desviado dos cofres públicos na gestão do ex-governador Silval Barbosa (PMDB), era ser o homem mais rico de Mato Grosso antes dos 40 anos.

 

Articulações
Enquanto estão em recesso, deputados estaduais e federais estão viajando pelo interior de Mato Grosso já pensando nas próximas eleições, no ano que vem. A ideia é assegurar, desde já, palanques pelos municípios mediante a promessa de liberação de emendas parlamentares a prefeitos e vereadores, mesmo sem a definição das regras para o próximo pleito.

 

Recurso
O prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB) determinou à Procuradoria-Geral do Município (PGM) atenção ao processo que suspendeu a anulação da parceria com o Consórcio Cuiabá Luz. A ideia é, além de reverter a decisão, garantir que o fim do contrato não cause mais despesas ao município.

 

Partido do Agronegócio
Representantes do agronegócio querem um novo candidato ao governo de Mato Grosso nas eleições do ano que vem. Eles têm atuado em duas frentes para conseguir um oponente ao governador Pedro Taques (PSDB). Por um lado pressionam o vice-governador, Carlos Fávaro (PSD), pelo rompimento com o tucano e por outro apoiam o ministro Blairo Maggi (PP) a lançar seu compadre, o deputado federal Adilton Sachetti (PSB).

Comentários

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Publicicade

Publicicade