06
06

Galli nega acordo com Pivetta para disputa ao Governo

O presidente estadual do PSL, deputado federal Victório Galli, negou que o partido tenha acordado apoio ao ex-prefeito de Lucas do Rio Verde, Otaviano Pivetta (PDT) nas eleições deste ano. Conforme Galli, Dilceu Rossato ainda é o candidato do partido ao Palácio Paiaguás e caso seu nome não seja confirmado por falta de viabilidade, será discutido um plano B para o processo eleitoral deste ano.

 

Otaviano Pivetta e Dilceu Rossato já teriam firmado um acordo. Um dos dois abriria mão da disputa e apoiaria o que se mantivesse no páreo. Caso Pivetta seja o candidato ao governo, Rossato apoiaria o projeto, com a perspectiva de fazer parte da gestão do pedetista. O recuo de Rossato pode ser confirmado na próxima segunda-feira (11) uma vez que a sua candidatura não teria “decolado”.

 

No último final de semana, Galli e a ex-juíza Selma Arruda estiveram reunidos para um café com o governador Pedro Taques (PSDB). O encontro ocorreu na residência do chefe do Executivo discutindo política. Segundo Galli, Taques apresentou dados de sua gestão e pediu que o partido não se fechasse a uma possível aliança.

 

Taques descartou ter feito qualquer proposta a ex-juíza Selma Arruda. Questionado se seria um bom nome para disputar ao lado de Nilson Leitão ao Senado, o governador disse não trabalhar com perspectivas e que no momento da convenção é que os candidatos serão definidos.

 

Victório Galli ponderou que no próximo sábado o partido se reunirá para discutor os próximos passos visando as eleições que ocorrem em outubro. O PSL conta com a candidatura de Jair Bolsonaro ao Palácio do Planalto.

Comentários

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Publicicade

Publicicade