07
08

Executiva do PT aprova coligação com PR e terá Sampaio à federal

Coletiva de PTPor HiperNotícias

O Partido dos Trabalhadores em Mato Grosso (PT-MT) em reunião da Comissão Executiva Estadual (CEE) aprovou a coligação com o Partido da República (PR), apoiando Wellington Fagundes como candidato ao Governo de Mato Grossopor nove votos a sete, e nenhuma abstenção.

A Comissão Executiva também aprovoupor 11 votos a dois, as chapas de candidatos do PT, que integram as coligações lideradas pelo PR.  

As decisões da Comissão Executiva Estadual definindo a tática eleitoral petista para as eleições de 2018 foram homologadas na Convenção Oficial que ocorreu logo após a reunião da CEEna manhã do domingo (05), na sede do Diretório Estadual em Cuiabá. 

Os candidatos homologados pelo PT são: Gilmar Soares Ferreira, primeiro suplente da candidata ao Senado, Maria Lúcia Cavalli Neder (PCdoB); Rosa Neide Sandes de Almeida, candidata a deputada federal; Kota Cortez, Luís Braz, Valdir Barranco, Henrique Lopes, Lúdio Cabral e Kako do CPA, candidatos a deputado estadual. 

A tática eleitoral do PT-MT aprovada pela maioria dos membros da CEE e homologada pela convenção do partido garantiu um amplo palanque eleitoral para o candidato a presidente da sigla, Luiz Inácio Lula da Silva.  

Além do PR e PT, a coligação é composta pelo PV, PCdoB, PP, PTB, PRB, Podemos, PROS e PMN.   

A tática aprovada na CEE prevê a defesa da candidatura de Lula nesta ampla aliança, bem como participação na majoritária com Gilmar Soares Ferreira na primeira suplência de Senado, manutenção da vaga na Câmara dos Deputados com a possibilidade real de eleição de Rosa Neide, e ampliação da bancada na Assembleia Legislativa, com possibilidade inicial real de eleição de dois companheiros do PT, podendo eleger até três, além de ampliar a possibilidade de alcançar suplentes. 

Durante a reunião da Executiva Estadual, a pré-candidata a governadora, Edna Sampaio, fez uso da palavra defendendo sua pré-candidatura. Logo após a votação que sacramentou o apoio à candidatura de outro partido, a professora apresentou um novo pedido, desta vez, para disputar como candidata a deputada federal. Colocada em votação, a solicitação foi rejeitada por 9 votos a 7. 

Insatisfeita com os encaminhamentos da CEE, logo após o término da convenção, Edna Sampaio encaminhou dois recursos à Comissão Executiva Nacional (CEN). O primeiro recurso pedia que a CEN derrubasse a deliberação de coligação com o PR aprovada pela Executiva Estadual. O segundo recurso pedia que a CEN aprovasse a entrada de Edna como candidata a deputada federal na coligação com Fagundes. 

A Comissão Executiva Nacional julgou os dois recursos no período da noite. A Comissão Executiva Nacional confirmou a coligação com o PR, negando a candidatura de Edna Sampaio ao governo do Estado.  Por outro lado, aprovou o segundo recurso autorizando que Sampaio seja candidata à Câmara dos Deputados. 

A ata da convenção do PT-MT foi encaminhada nesta segunda-feira (06), ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), cabendo agora ao partido promover o registro dos candidatos até o próximo dia 15, na Justiça Eleitoral. A campanha terá início oficial no dia 16 de agosto.

Comentários

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Publicicade

Publicicade