11
11

Blog do Mauro na Gazeta

 

0Calendário

 

O governador Silval Barbosa define esta semana o calendário de inaugurações de obras de mobilidade urbana na Capital e de outras obras no interior. Silval espera inaugurar a maioria das obras em Cuiabá, à exceção do VLT.

 

Dúvidas e certezas

 

Silval tem dúvidas sobre a entrega das obras do aeroporto Marechal Rondon e dos Centros de Treinamento (COTs) pela incapacidade das empreiteiras responsáveis. Outras obras como a trincheira da Jurumirim/Trabalhadores devem ser liberadas parcialmente já nesta semana e inauguradas até o final do mandato.

 

Desgaste pelo excesso

 

O governador que deixa o cargo em 31 de dezembro carrega desgaste, não pela ausência de obras, mas pelo excesso. O volume de intervenções em Cuiabá, por exemplo, se mostrou muito maior do que a capacidade de gestão do Governo e de execução por parte das empreiteiras. Silval paga alto preço político pelos atrasos e pela falta de qualidade em algumas das 56 obras do pacote da Copa do Mundo.

 

Reconhecimento

 

Silval Barbosa, no entanto, nutre expectativa positiva de que com a conclusão das obras, em especial com a implantação do VLT (previsto para o final do próximo ano), receberá reconhecimento popular pelas realizações. Neste momento resta ao governador paciência e resignação.

 

CPI do Eraí

 

Está prevista para hoje, na Assembleia Legislativa, a instalação da CPI que vai investigar supostos ilícitos fiscais da cooperativa criada pelo rei da soja Eraí Maggi e que segundo denúncia apresentada pode ser responsável por fraudes fiscais contra o Estado e contra a União da ordem de R$ 500 milhões.

 

Fraude na pauta

 

O rumoroso caso da suposta fraude nas atas envolvendo os suplentes de Pedro Taques (PDT) nas eleições para o Senado em 2010 volta à baila. Hoje o Pleno do TRE deve apreciar agravo regimental interposto pelo suplente Paulo Fiúza (SDD), que pede anulação do registro da candidatura do outro suplente, o policial rodoviário José Medeiros (PPS).

 

Mesa da AL

 

Neste momento o grupo de 13 parlamentares dos partidos de oposição ao governador eleito Pedro Taques caminha para um entendimento que deve culminar em ‘chapa pura‘ na disputa pela Mesa Diretora da Assembleia. Uma articulação nas últimas horas teria pacificado a resistência interna. Há novidades a caminho.

 

 

Comentários

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Publicicade

Publicicade