10
05

“ALMT não é escrava do Executivo”, diz secretário

Por Felipe Leonel

HiperNotícias

 

O secretário de Ciência e Tecnologia e do Gabinete do Governo, Domingos Sávio, afirmou que a Assembleia Legislativa não é obrigada a aprovar todos os projetos de autoria do Poder Executiva por não “ser escrava” do Palácio Paiaguás. Para Sávio, o governo tem “grandes parceiros” na Casa de Leis, mas a AL é uma “casa democrática” e tem legitimidade para discutir os projetos.

 

O governo espera a votação do Fundo Emergencial de Estabilização Fiscal (FEEF) na Casa de Leis, o qual será destinado 100% para a Saúde. A aprovação do projeto é importante para dar mais fôlego à equipe econômica do governo para se dedicar em estudar maneiras de quitar as dívidas do Estado com fornecedores. As dívidas ultrapassam um bilhão de reais.

 

Entretanto, a pauta do Parlamento Estadual encontra-se travada em função de vetos a serem votados. Isso está impedindo a Casa de Leis de colocar as contas do governo, relativa a 2016, em apreciação, além da questão do Fundo Emergencial. Em algumas votações, os deputados estão esvaziando o plenário para não dar quórum e ir adiando as decisões.

 

“A Assembleia Legislativa não é escrava do Executivo.  Os deputados têm toda prerrogativa para isso [obstruir]. Agora, 98% dos projetos de leis do Executivo foram aprovadas na Assembleia, nós temos grandes parceiros na Assembleia, temos uma bancada sólida”, afirmou o secretário, dizendo ainda ser “legitimo” os deputados abandonarem o plenário.

 

Segundo Domingos Sávio, deputados contrários ao Fundo Emergencial já estão se manifestando favoravelmente a proposta. De acordo com o gestor, a aprovação do projeto vai acelerar a “virada de chave” na Saúde do Estado.

 

“Nós estamos, da melhor maneira possível, criando um fundo específico para a Saúde. Até mesmo a oposição, se colocar a cabeça no lugar, se estiver pensando na saúde, vai estar do nosso lado na aprovação deste projeto”, afirmou o interlocutor político do governador Pedro Taques.

Comentários

1 Comentário

  1. Roberto Lima disse:

    Esse senhor é um problema por onde passa. Conversa demais e tras pouco resultado. Muito incompetente

Deixe o seu comentário!

Publicicade

Publicicade