02
02

Juíza dá prazo de 72 horas para governo se manifestar sobre bloqueio de R$ 250 mi

Por Felipe Leonel
Hipernotícias

 

A juíza Célia Regina Vidotti, da Vara de Ação Civil Pública e Ação Popular de Cuiabá, determinou que o Governo do Estado se manifeste a respeito do pedido de bloqueio de R$ 250 milhões, realizado pelo Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário de Mato Grosso (Sindjusmat). O valor é referente ao montante em atraso do duodécimo dos Poderes.

 

A juíza notificou a procuradora-geral do Estado, Gabriela Novis Neves Pereira Lima e deu prazo de 72 horas para se manifestar. “Notifique-se o Estado de Mato Grosso, por seu Procurador-Geral, para que, no prazo de setenta e duas (72) horas, se manifeste sobre a liminar pleiteada pelo Sindjusmat”, afirma Vidotti, no despacho, assinado com data dessa quarta-feira (31).

Para requerer o bloqueio das contas e o afastamento o chefe do Poder Executivo Estadual, o Sindicato, que conta com mais de cinco mil filiados, argumentou que o governo do Estado está interferindo na gestão dos outros Poderes e órgãos independentes. O recurso estaria sendo atrasado há três anos. O bloqueio visa sanar os valores remanescentes de 2015, 2016 e 2017.

De acordo com o Sindjusmat, o atraso representa prejuízos para o funcionamento do Poder Judiciário. A categoria cita também que a Defensoria Pública já fechou 15 núcleos por falta de dinheiro. Nessa quarta-feira (31), o presidente da entidade, Rosenwal Rodrigues, protocolou um pedido de impeachment contra Taques na Assembleia Legislativa.

Comentários

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Publicicade

Publicicade