23
10

Mauro Mendes e a tarefa de resgatar a saúde

Foto: Alan Cosme/Hipernotícias

A posse do governador eleito Mauro Mendes (DEM) é aguardada ansiosamente, em especial, pelos prefeitos de Mato Grosso. Isso porque os gestores amargam dificuldades no que diz respeito aos repasses da saúde que estão atrasados. O passivo chega a R$ 150 milhões. Deste montante, pelo menos R$ 50 milhões seriam destinados a Cuiabá, segundo informou o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), que afirma estar passando um verdadeiro perrengue para garantir atendimento na capital.

 

E não há expectativa de receber, pelo menos na gestão de Pedro Taques (PSDB). Em entrevista à imprensa nesta segunda-feira (22), Pinheiro relatou que o tucano garantiu o repasse de somente R$ 15 milhões, que serão aplicados na conclusão do novo Pronto Socorro de Cuiabá. Embora passe por dificuldades, Pinheiro descarta a chance de ir à justiça. O que ainda predomina é a vontade de manter um bom relacionamento.

Comentários

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Publicicade

Publicicade