Arquivo do Autor Redação
26
04

Jayme e Mendes convidados para vice de Taques

Por Felipe Leonel

HiperNotícias

 

O ex-senador Jayme Campos (DEM) afirmou, na manhã desta quinta-feira (26), ter sido convidado pelo governador Pedro Taques (PSDB) para ser candidato a vice-governador ou ao Senado Federal na chapa do tucano. A declaração foi dada durante evento de comemoração dos 40 anos da Televisão Brasil Oeste (TBO), em Cuiabá.

 

“Ele me convidou para ser vice na chapa dele, já me convidou para ser senador, para tudo isso ele me convidou. Eu não tomo decisão isoladamente, eu sou partidário, o partido me guia e acima do partido, quem me guia é Deus e o povo”, afirmou o político, quando perguntado se Taques teria solicitado apoio do DEM.

 

Jayme Campos é uma voz quase isolada dentro do partido. Enquanto seu irmão, o ex-governador Júlio Campos (DEM), o ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (DEM), tecem duras críticas ao governador, Jayme adota discurso conciliador e ameno. “Ele pede apoio para todo mundo”, complementou.

 

(mais…)

26
04

“Me senti confortável assinando a carta”, diz Mauro Mendes

Por Felipe Leonel

HiperNotícias

 

O ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (DEM), disse ter se sentido “muito confortável” ao assinar a carta que justifica porque os ex-aliados do governador Pedro Taques (PSDB) não apoiam o projeto à reeleição do tucano. O documento, divulgado nesta terça-feira (23), elencava diversos motivos para que os ex-aliados abandonassem Taques.

 

“Me senti muito confortável para não restar nenhuma dúvida sobre quais foram os motivos pelos quais eu não apoio mais Pedro Taques. Não tem nenhuma inimizade, não quero mal a ele, mas ele não reúne mais as condições para continuar administrando o Estado”, afirmou Mendes, durante celebração dos 40 anos da Televisão Brasil Oeste (TBO).

 

Ele ainda desafiou o governador a pegar a carta e elencar as mentiras. Dentre os apontamentos feitos pelos 31 ex-aliados, estão o caos na Saúde, falta de medicamento, dificuldade do governo em pagar a folha, falta de capacidade de gestão, não cumprimento de compromissos de campanha, além de ter “quebrado as finanças do Estado”.

 

(mais…)

26
04

AL autoriza empréstimo de R$ 51,8 mi para equipamentos

Por HiperNotícias

 

Os deputados estaduais, reunidos em sessão plenária nesta quinta-feira (26), aprovaram a mensagem 42/2018, que autoriza o Poder Executivo a contratar operações de crédito com o Banco do Brasil no valor de R$ 51,8 milhões para a aquisição de máquinas, equipamentos e veículos. O Projeto de Lei 144/2018 foi aprovado em 1ª e 2ª votações com a participação dos deputados da base e da oposição.

 

Do valor total autorizado para contratação, R$ 45,3 milhões serão destinados para a aquisição de 71 pás-carregadeiras, com o custo total previsto de R$ 22,7 milhões, e caminhões basculantes, com o custo previsto de R$ 22,6 milhões. O projeto será gerido pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra).

 

Os equipamentos (pás-carregadeiras, caminhões e veículos), conforme argumentação do governo na mensagem aprovada, serão destinados à manutenção das rodovias municipais e repassados para os municípios mediante termo de comodato. “Com isso, busca-se equacionar a capacidade de investimento do setor público, auxiliando os municípios no exercício desta missão, de forma a proporcionar as necessárias condições de segurança às pessoas que transitam nas estradas mato-grossenses”.

 

(mais…)

26
04

Moro diz que processo do sítio de Atibaia deve ficar em Curitiba

Arquivo/Agência Brasil

Por Estadão Conteúdo

 

O juiz federal Sérgio Moro afirma que a decisão da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) de retirar as delações da Odebrecht no processo do sítio de Atibaia, contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva – preso e condenado – não traz “ordem expressa” para que os autos sejam enviados para São Paulo. Em despacho desta quinta-feira, 26, o magistrado determinou o prosseguimento da ação na 13.ª Vara Federa, em Curitiba.

 

“Oportuno lembrar que a presente investigação penal iniciou-se muito antes da disponibilização a este Juízo dos termos de depoimentos dos executivos da Odebrecht em acordos de colaboração, que ela tem por base outras provas além dos referidos depoimentos, apenas posteriormente incorporados, e envolve também outros fatos, como as reformas no mesmo sítio supostamente custeadas pelo Grupo OAS e por José Carlos Costa Marques Bumlai.”

 

O juiz da Lava Jato se manifestou no processo do sítio, após a força-tarefa do Ministério Público Federal (MPF) peticionar pela manutenção dos autos em Curitiba e a defesa de Lula pela remessa a São Paulo, junto com as delações da Odebrecht.

 

(mais…)

26
04

Ciro Gomes: Não sou Dilma; você acha que um marginal como Cunha me derrubaria?

Por Estadão Conteúdo

Pré-candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes disse na manhã desta quinta-feira, 26, que, se for eleito, não será tarefa fácil derrubá-lo do cargo, mas admitiu que precisará de respaldo popular para governar. “Se vocês (vereadores, sociedade, povo) deixarem, vão me derrubar. (Mas) Não vai ser fácil não, porque não sou a Dilma (Rousseff), sou do ramo. Tu acha que um marginal como Eduardo Cunha me derrubaria? É preciso ser muito mais homem do que eu para me derrubar”, disse na 16ª Marcha dos Vereadores, em Brasília.

 

Em discurso, o pré-candidato disse que é preciso dar apoio ao próximo presidente, caso contrário “eles vão derrubar o terceiro o quarto, o quinto porque isso está escrito nesse país enquanto não virarmos o jogo”. Para o ex-ministro do governo Luiz Inácio Lula da Silva, ter na história da redemocratização dois presidentes cassados faz com que o País “não aguente esse nível de instabilidade”. “A Nação vai precisar se dar as mãos para sair dessa profunda encalacrada”, declarou.

 

Na avaliação de Ciro, o Congresso Nacional derrubou Dilma Rousseff, “uma presidente honrada, embora estivesse fazendo um governo ruim”, num processo de impeachment “inventado” e que não dá mais para aceitar “gente que não tem voto” governando. “Remédio para governo ruim é pressão popular e data de eleição para mudar”, afirmou.

 

(mais…)

26
04

Palocci delatará à PF de Curitiba esquemas de corrupção dos governos Lula e Dilma

Arquivo/Agência Brasil

Por Estadão Conteúdo

 

O ex-ministro da Fazenda Antônio Palocci vai revelar detalhes dos esquemas de corrupção dos quais participou durante os governos petistas de Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, entre 2003 e 2015, aos investigadores da Polícia Federal, em Curitiba, sede da Lava Jato. A informação foi revelado pelo jornal O Globo e confirmada pela reportagem do jornal O Estado de S. Paulo.

 

Ao Estado, fontes na PF confirmaram que a colaboração premiada do ex-ministro foi acertada entre as partes. O político procurou a corporação após sua negociação com o Ministério Público não avançar. PF e MPF travam uma disputa no Supremo Tribunal Federal (STF) sobre quem pode assinar acordos de colaboração e sobre o modelo a ser utilizado.

 

O ex-ministro vai falar aos delegados da Lava Jato da Superintendência da PF de Curitiba, onde está preso desde setembro de 2016. Palocci foi detido na 35ª fase da operação, batizada de Omertá, após o delegado Filipe Hille Pace mapear as movimentações da “planilha Italiano” no dados do departamento de propina da Odebrecht.

 

(mais…)

26
04

TSE determina que PT e DEM devolvam, ao todo, R$ 2,5 milhões aos cofres públicos

Reprodução/internet

Por Estadão Conteúdo

 

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou nesta quinta-feira (26) que o Partido dos Trabalhadores (PT) e o Democratas devolvam aos cofres públicos, respectivamente, R$ 1,5 milhão e R$ 1 milhão, em virtude de irregularidades identificadas na utilização de recursos do Fundo Partidário. Os dois casos dizem respeito às prestações de contas dos diretórios nacionais das agremiações referentes ao ano de 2012, que foram julgadas na sessão plenária pela manhã.

 

Os dois partidos também deverão investir mais recursos em programas de incentivo à participação das mulheres na política. No caso do DEM, o tribunal ainda decidiu suspender o equivalente a uma parcela mensal do Fundo Partidário, que será descontada de forma parcelada no ano que vem.

 

No caso do PT, foram identificados os seguintes problemas no uso de recursos do Fundo Partidário: ausência de documentação envolvendo despesas de fretamento de aeronaves e gastos com bufê; não utilização de bilhetes aéreos; pagamento de despesas com juros e multas utilizando recursos do Fundo Partidário; repasse irregular de recursos do fundo a diretórios cujas contas foram desaprovadas; falta de comprovação de despesas referentes a programas de promoção das mulheres na política.

 

(mais…)

26
04

Lava Jato reivindica ações com Moro

Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Por Estadão Conteúdo

 

Em petição enviada nesta quarta-feira, 25, ao juiz Sérgio Moro, procuradores da força-tarefa da Lava Jato afirmaram que “não há que se falar em falta de relação” da delação da Odebrecht com a corrupção na Petrobras. Segundo eles, a decisão da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal de determinar o envio à Justiça Federal de São Paulo dos depoimentos de executivos da empreiteira que constam nos processos do sítio de Atibaia e do terreno do Instituto Lula não os invalida e “não tem qualquer repercussão sobre a competência” do juiz “para processar e julgar” as ações penais.

 

Na manifestação, os procuradores de Curitiba chamam de “ininteligível” e “lamentável tumulto processual” a determinação de remessa dos documentos para São Paulo e defendem a relação dos depoimentos com o caso. O argumento foi usado pelo ministro Dias Toffoli para acolher, na terça-feira, 24, recurso da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado e preso pela Lava Jato, e determinar a remessa. Toffoli foi seguido pelos ministros Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes, o que garantiu maioria na Segunda Turma.

 

“A vinculação dos fatos com propinas pagas no âmbito da Petrobras decorre de um amplo conjunto de provas, entre elas documentos, perícias, testemunhas e depoimentos dos colaboradores inseridos nos autos das investigações e ações penais que tramitam perante esse Juízo”, afirma o documento de quatro páginas, subscrito pelo procurador da República Deltan Dallagnol e outros 12 integrantes da força-tarefa.

 

(mais…)

26
04

Fabris considera assinatura de Fávaro uma “bravata”

Para o líder do PSD na Assembleia Legislativa, deputado estadual Gilmar Fabris, o fato de o ex-vice-governador, Carlos Fávaro, ter assinado o manifesto das lideranças que não apoiam o projeto de reeleição do governador Pedro Taques (PSDB), pode ser considerado uma “bravata”. Fabris acredita que Fávaro caminhará com o tucano no processo eleitoral deste ano, embora neste momento prefira o afastamento. A declaração foi dada e, entrevista à Rádio Capital, nesta quinta-feira (26).

 

O deputado ainda afirma que Fávaro decidiu pelo afastamento em virtude de sua campanha ao Senado, mas também porque teve interesses não atendidos pela atual gestão. Fabris explica que um dos motivos do descontentamento seria a forma de gestão do Fundo de Transporte e Habitação (Fethab), uma vez que é ligado ao setor do Agronegócio.

 

Carlos Fávaro foi um dos 31 ex-aliados de Taques que assinaram o documento que explica as razões pelas quais não apoiariam o projeto do tucano. Entre as justificativas estão a precarização da saúde pública, não cumprimento de promessas de campanha, gestão ineficiente, falta de verdade, quebra das finanças do estado e escândalos e fortes indícios de corrupção na atual gestão.

 

(mais…)

25
04

PGR avalia recorrer da decisão que tirou de Moro menções da Odebrecht a Lula

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Por Estadão Conteúdo

 

A Procuradoria-Geral da República (PGR) avalia recorrer da decisão da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) que aceitou pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para tirar do juiz federal Sérgio Moro, da 13ª Vara Criminal de Curitiba, trechos da delação da Odebrecht que narram fatos relativos a investigações em torno do petista, e enviar à Justiça Federal de São Paulo.

 

De acordo com o Ministério Público, essas colaborações relatam a ocorrência de reformas no sítio em Atibaia (SP), aquisição de imóveis para uso pessoal e instalação do Instituto Lula e pagamentos de palestras, condutas que poderiam funcionar como retribuição a favorecimento da companhia.

 

Os procuradores que integram o grupo de trabalho da Lava Jato avaliam uma eventual apresentação de embargos de declaração à Segunda Turma para pedir esclarecimentos em relação à decisão tomada pelos ministros. O tema, no entanto, ainda está sendo estudado pelos procuradores. O caminho a ser seguido será adotado somente após a publicação da decisão pela Corte, sem data definida para ocorrer.

 

(mais…)

Publicicade

Publicicade