20
09

TSE extingue representação do PSL contra PT por alteração em degravação de jingle

Divulgação/TSE

Por Estadão Conteúdo

 

Por unanimidade, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu nesta quinta-feira, 20, extinguir uma representação do candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, contra a campanha do PT ao Palácio do Planalto. Os ministros do TSE tomaram a decisão depois de concluírem que houve “alterações significativas” entre a degravação do jingle petista – entregue pela defesa de Bolsonaro à Corte Eleitoral – e o que teria sido efetivamente veiculado na televisão.

 

O caso girou em torno de propaganda exibida no programa de televisão da campanha do PT em 4 de setembro, três dias depois de o plenário do TSE ter barrado a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao Palácio do Planalto.

 

(mais…)

20
09

TSE nega pedido de Bolsonaro para sustar peça de Alckmin com emoji de vômito

Por Estadão Conteúdo

 

Por unanimidade, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou nesta quinta-feira (20) um pedido formulado pelo candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, para suspender a veiculação no YouTube de uma peça publicitária da campanha de Geraldo Alckmin (PSDB) que associa a imagem de Bolsonaro a emojis de vômito.

 

A defesa de Bolsonaro e de sua coligação, “Brasil acima de tudo, Deus acima de todos”, alegava que o vídeo viola o Código Eleitoral, já que atentaria contra a imagem do deputado federal e criaria artificialmente estados mentais, emocionais ou passionais no eleitor.

 

(mais…)

20
09

MEC quer programa para ocupar vagas ociosas em universidades públicas

Rio de Janeiro - Alunos participam de aula na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Tânia Rêgo/Agência Brasil)Por Mariana Tokarnia

Agência Brasil

 

O Ministério da Educação (MEC) estuda criar ainda este ano uma nova modalidade do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), chamada Sisu Transferência, voltada para estudantes que já cursam o ensino superior e querem migrar para uma instituição pública. O objetivo é preencher vagas deixadas por estudantes que trocaram de curso ou abandonaram o ensino superior.

 

O anúncio foi feito hoje (20), durante a apresentação dos dados do Censo da Educação Superior, que mostraram que cerca de 70 mil vagas nas universidades federais estão ociosas. “Tem vaga, tem oportunidade para o aluno estar aprendendo dentro de universidade pública e não estamos preenchendo essas vagas. Isso sem criar despesas novas”, disse o ministro da Educação, Rossieli Soares.

 

(mais…)

20
09

‘The Economist’ classifica Bolsonaro como ‘a última ameaça da América Latina’

Framephoto/Estadão Conteúdo

Por Estadão Conteúdo

 

O candidato do PSL à Presidência nas eleições 2018, Jair Bolsonaro, é o destaque da capa da edição desta semana da revista britânica The Economist. No seu artigo principal, a publicação destaca o deputado como “a última ameaça para a América Latina” e considera que um eventual governo Bolsonaro seria “desastroso” para o Brasil e a região.

 

O texto compara o avanço de Bolsonaro e de suas propostas ao avanço do populismo nos Estados Unidos, com Donald Trump; na Itália, com Matteo Salvini; e nas Filipinas de Rodrigo Duterte. Para a Economist, Bolsonaro soube explorar a combinação de recessão econômica, descrédito com a classe política e aumento da violência urbana com a apresentação de visões conservadoras e uma proposta de economia pró-mercado.

 

(mais…)

Publicicade

Publicicade

20
09

Após desgaste, Bolsonaro enquadra vice e Guedes

Por Estadão Conteúdo

 

O candidato do PSL ao Planalto, Jair Bolsonaro, determinou que o vice na chapa, general Hamilton Mourão (PRTB), e o conselheiro na área econômica, Paulo Guedes, reduzam suas atividades eleitorais. A campanha quer estancar o desgaste provocado por declarações polêmicas dos dois aliados. Nesta quarta-feira, 19, o perfil de Bolsonaro no Twitter teve de reiterar o compromisso com a redução da carga tributária após notícia de que Guedes estuda como proposta para eventual governo a criação de um imposto nos moldes da antiga CPMF, o que põe em xeque o discurso da campanha.

 

Declarações e a movimentação eleitoral do candidato a vice também constrangeram Bolsonaro e a cúpula da campanha nos últimos dias. Do quarto do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, onde se recupera do atentado a faca que sofreu, Bolsonaro acompanhou pelo noticiário Mourão defender uma Constituição elaborada por não eleitos e a ideia de que filhos criados por mães e avós, sem a presença do pai, correm mais risco de entrar para o tráfico.

 

(mais…)

20
09

Copa do Mundo em Cuiabá foi um “erro histórico”, diz Pedro Taques

pedro taques radioPor Leonardo Heitor

HiperNotícias

 

Em entrevista à Rádio Vila Real, o governador Pedro Taques (PSDB) afirmou que a realização de jogos da Copa do Mundo em Cuiabá foi um ‘erro histórico’. Segundo o candidato à reeleição, o endividamento ocasionado pelo evento fez com que o Executivo Estadual tivesse problemas de fluxo de caixa, tendo em vista o pagamento em curto prazo das dívidas feitas.

 

Taques explicou que o Estado tem, atualmente, R$ 7 bilhões em dívidas, oriundas de operações de crédito feitas por administrações passadas. O governador informou que a maior parte delas é de curto e médio prazo, com pagamento em até cinco anos.

 

(mais…)

19
09

TRE-DF prepara 680 urnas eletrônicas para envio ao exterior

Por Estadão Conteúdo

 

Servidores do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-DF) do Distrito Federal trabalharam nesta quarta-feira, dia 19, a 18 dias das eleições, fazendo a carga e lacração das urnas eletrônicas que vão para o exterior para votação dos brasileiros que residem fora do País e que estão habilitados a votar para presidente.

 

De acordo com informações da assessoria do TRE-DF, serão enviadas ao exterior um total de 680 urnas eletrônicas, a serem distribuídas por 99 países. O maior número de brasileiros no exterior está nos Estados Unidos, Japão e Portugal, segundo informações do TRE. Ao todo, são mais de 500 mil brasileiros aptos a votar fora do País.

 

(mais…)

19
09

Alckmin promete força-tarefa de segurança para 150 cidades

Alckmin promete força-tarefa de segurança para 150 cidades - Reprodução/Facebook

Reprodução / Facebook

Por Estadão Conteúdo

 

O candidato à Presidência do PSDB, Geraldo Alckmin, declarou que se eleito, pretende criar uma força-tarefa de segurança para atuar nas 150 cidades com os maiores índices de homicídios no Brasil. Em entrevista ao Jornal da Globo, o tucano defendeu ainda a aliança com o Centrão e reiterou que, se dependesse dele o partido não teria feito parte do governo do presidente Michel Temer (MDB).

 

No programa, Alckmin reiterou a promessa de criar uma agência nacional de inteligência para unificar e para federalizar o combate ao crime organizado e ao tráfico de drogas e armas, e também de criar uma guarda nacional. “Vou pegar as 150 cidades mais perigosas, com os maiores indicadores de assassinatos e criminalidade, e vou fazer uma força-tarefa para, no ano que vem atuar nessas cidades”, disse o ex-governador de São Paulo.

 

(mais…)

19
09

Médicos vetam entrevista online de Jair Bolsonaro

Reprodução/ Facebook

Reprodução/Facebook

Por Estadão Conteúdo

 

O candidato à Presidência da República pelo PSL e líder nas intenções de voto no primeiro turno, Jair Bolsonaro, teve vetada sua participação nesta quarta-feira, 19, em uma série de sabatinas com os presidenciáveis.

 

Ainda sob cuidados médicos no Hospital Albert Einstein, na capital paulista, o candidato seria sabatinado via Skype de seu leito. Informações da produção do evento Páginas Amarelas, da revista “Veja”, dão conta de que os médicos optaram por não autorizar a participação de Bolsonaro, já que as condições do presidenciável ainda inspiram cuidados.

 

(mais…)

19
09

Alckmin reforça ataques aos líderes

Alckmin reforça ataques aos líderes

REUTERS/Paulo Whitaker

Por Estadão Conteúdo

 

O ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin, presidenciável do PSDB, se reuniu nesta terça-feira, 18, em São Paulo com lideranças do Centrão para pedir engajamento aos aliados, anunciar mudanças na estratégia e afinar o discurso do grupo. Segundo auxiliares do candidato, o encontro foi marcado para tentar dissipar o temor de que Jair Bolsonaro (PSL) vença a eleição no primeiro turno ou passe para o segundo com Fernando Haddad (PT).

 

Presente ao encontro, o marqueteiro Lula Guimarães, que coordena o marketing de Alckmin, disse aos dirigentes que a campanha vai retomar em seu programa no horário eleitoral os ataques ao presidenciável do PSL e reforçar o discurso antipetista. O discurso do entorno de Alckmin é que Bolsonaro tem uma rejeição “irreversível”. A ideia a partir de agora é pregar o voto útil com o argumento de que votar em Bolsonaro significa carimbar o passaporte do PT no segundo turno.

 

(mais…)