22
04

“Estou vivendo com muita dificuldade”, diz Eder

Por Felipe Leonel

HiperNotícias

 

O ex-secretário de Estado de Mato Grosso, Eder Moraes, rebateu críticas sobre ele ter desviado recursos públicos do erário de Mato Grosso, durante a entrega de um requerimento para transformar o Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) em um fundo de investimentos para “tirar o estado da crise”.

 

“Eu tenho a plena consciência de nunca ter roubado, nunca desviei dinheiro do Estado e vou provar isso durante todo o processo. O processo não acabou, mas as pessoas falam: O Eder tem uma condenação de 100 anos, tem 80 anos, tem, mas está em primeira instância”, afirmou Eder durante entrevista coletiva a jornalistas.

 

Ainda segundo Eder, que está sendo monitorado por tornozeleira eletrônica, o equipamento está em sua perna, mas nunca vão conseguir colocar uma tornozeleira em sua inteligência. Ele ainda disse frequentar locais públicos e ser bem recebido pelas pessoas, devido ao trabalho feito na administração pública.

 

(mais…)

22
04

“Sem incentivos, não fica uma indústria em MT”, diz pré-candidata ao Senado

Por Felipe Leonel

HiperNotícias

 

A pré-candidata ao Senado Federal por Mato Grosso, a presidente da Associação das Empresas do Distrito Industrial de Cuiabá (AEDIC), Margareth Buzetti (PP), repeliu a possibilidade de as indústrias contribuírem com o Fundo Emergencial de Estabilização Fiscal (FEEF) e criticou a “criminalização” dos incentivos fiscais.

 

“Não tem a menor possibilidade, ninguém do setor industrial, aceita isso. Não tem mais como contribuir. E como você sabe, quem paga a conta é o consumidor. Eu acho isso injusto, já pagamos muito e sem incentivos fiscais, não fica uma só indústria em Mato Grosso”, afirmou Margareth, durante encontro do Progressistas, na manhã desta segunda-feira (16).

 

Segundo informações da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), o Fundo iria retirar de 5% a 15% do valor deixado de arrecadar pelas empresas enquadradas no Programa de Desenvolvimento Industrial e Comercial (Prodeic). Ainda segundo a Sefaz, não se trata de aumento de carga tributária.

 

(mais…)

21
04

Temer defende governo e critica “torcida organizada pelo fracasso”

Alan Santos/PR

Por Marcelo Brandão

Agência Brasil

 

O presidente Michel Temer adotou um tom diferente do habitual em pronunciamento na noite de hoje (20), em cadeia de rádio e TV. Em discurso duro, ele defendeu seu governo e partiu para ofensiva contra os críticos, aqueles que, segundo ele, tentam “bater bumbo” pelo fracasso do país.

 

“É fácil bater no Michel Temer! É fácil bater no governo, é fácil só criticar. Quero ver fazer. Quero ver conquistar! Quero ver construir e realizar o que nós conseguimos avançar em tão pouco tempo. A torcida organizada pelo fracasso tenta bater bumbo. Tenta perder o jogo todos os dias. A verdade é que o Brasil virou esse jogo”, afirmou Temer no pronunciamento.

 

O presidente citou a redução dos juros básicos da economia e da inflação, além da proposta do governo de aumentar o salário mínimo para R$ 1.002.

 

(mais…)

21
04

Com votações expressivas, Lúdio prevê esforço redobrado para disputar eleições

Por Felipe Leonel

HiperNotícias

 

 

Depois de seis anos sem ocupar cargo político, o ex-vereador por dois mandatos em Cuiabá, Lúdio Cabral (PT), diz estar segurando as expectativas para iniciar a campanha para disputar a Assembleia Legislativa. Lúdio foi candidato a governador em 2014, alcançando 470 mil votos e também concorreu à Prefeitura de Cuiabá, em 2012, quando obteve cerca de 140 mil votos.

 

Apesar das votações expressivas em 2014 e 2012, Cabral diz que esta será uma eleição “difícil” para ele, pois terá de se esforçar em dobro para fazer a campanha e continuar atuando como médico. Ele atende no Posto de Saúde da Família (PSF) do bairro Itapajé, onde recebeu a reportagem do HiperNotícias para conceder uma entrevista.

 

Considerando a si mesmo mais ‘maduro politicamente’ e com a barba visivelmente mais branca, Lúdio disse que no intervalo das duas disputas eleitorais, se dedica integralmente à medicina e aos três filhos. “Estou com o lombo curtido, enfrentei disputas muito pesadas. Ao mesmo tempo, estou consciente em função dos erros e acertos, dos aprendizados acumulados nessa trajetória política”, afirmou.

 

(mais…)

Publicicade

Publicicade

21
04

Prisão da Lava Jato espera por Zé Dirceu, dizem juristas

Por Estadão Conteúdo

 

Condenado por corrupção passiva, associação criminosa e lavagem de dinheiro, o ex-ministro José Dirceu está muito perto da prisão da Lava Jato, onde já estão antigos companheiros seus do PT, o ex-ministro Antônio Palocci (Fazenda e Casa Civil) e Lula. A avaliação é de juristas, criminalistas e constitucionalistas, que analisaram a situação de Dirceu.

 

Na última quinta-feira, 19, ele sofreu duro revés, quando o Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4) rejeitou o recurso de embargos infringentes.

 

A Corte também manteve a pena de prisão em 30 anos, 9 meses e 11 dias e determinou a execução provisória da pena, quando esgotados os recursos de competência do TRF-4, questão de dias.

 

(mais…)

20
04

Fachin arquiva investigação contra deputados do PP

Marcelo Camargo/Agência Brasil

Por Estadão Conteúdo

 

Por falta de provas, o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu arquivar investigação contra seis deputados do PP e um congressista do PSDB por suposto envolvimento no repasse de R$ 2,7 milhões da empreiteira Queiroz Galvão via diretório do PP. A investigação surgiu da Operação Lava Jato.

 

A decisão foi tomada em resposta a um pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR), que não encontrou provas sobre a participação dos parlamentares do PP no repasse. Foram beneficiados os deputados Simão Sessim (RJ), Roberto Balestra (GO), Jerônimo Goergen (RS), Eduardo da Fonte (PE), Aguinaldo Ribeiro (PB), Mario Negromonte Júnior (BA) e o congressista Waldir Maranhão (MA), que deixou o PP e está agora no PSDB.

 

Por outro lado, a PGR sustenta que a investigação aponta provas sobre a atuação do vice-governador do Rio de Janeiro Francisco Dornelles (PP) no esquema, que, segundo a procuradoria, consistiu no recebimento de vantagens indevidas no valor total de R$ 2,7 milhões sob o disfarce de doações eleitorais “oficiais” do grupo Queiroz Galvão ao Diretório Nacional do PP em 2010, para posterior distribuição aos parlamentares candidatos à reeleição da sigla.

 

(mais…)

20
04

Número de casos de febre amarela cresce 57%; mortes aumentam 41%

Tomaz Silva/Agência Brasil

Por Helena Martins

Agência Brasil

 

Em menos de um ano, o Brasil registrou 1.157 casos de febre amarela e 342 mortes decorrentes da doença. Os números são do Ministério da Saúde e contabilizam os registros feitos entre os dias 1º julho de 2017 e 17 de abril deste ano. No mesmo período do ano passado, foram 733 casos e 241 mortes confirmados. Os números apontam um crescimento de 41,9% no número de mortes e 57% no total de casos.

 

Os estados com maior número de notificações no período são: São Paulo (2.558), Minas Gerais (1.444), Rio de Janeiro (453) e Paraná (110). Quanto aos óbitos, praticamente todos estão concentrados em Minas Gerais (156), São Paulo (120) e Rio de Janeiro (64), à exceção de uma morte ocorrida no Distrito Federal e outra no Espírito Santo.

 

Segundo o Ministério da Saúde, a preocupação em relação à doença decorre não só do aumento do número de registros em relação ao ano passado, mas devido ao fato do vírus estar circulando em regiões metropolitanas com maior contingente populacional, o que pode gerar mais infecções, inclusive em áreas que nunca tiveram recomendação de vacina.

 

(mais…)

20
04

Para Botelho, Taques deve manter “sangue frio” e não responder

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM) recomendou ao governador Pedro Taques (PSDB) que não caia na provocação dos adversários e se abstenha de comentar as críticas recebidas. Taques, Otaviano Pivetta e Zeca Viana (ambos do PDT) entraram em rota de colisão esta semana, trocando críticas pela imprensa.

 

“Acho que no momento em que começa a discussão eleitoral, começam críticas de todo lado. É normal. Tem que ter sangue frio. O governador precisa ter tranquilidade que críticas vão vir mesmo. Se fosse eu ficaria quieto e aguardaria um pouco, porque muitas dessas pessoas estarão com ele daqui a pouco”, analisou em entrevista à Rádio Capital FM, nesta sexta-feira (20).

 

Depois de sofrer uma série de críticas vindas de ex-aliados, como Mauro Mendes (DEM), Zeca Viana e Otaviano Pivetta, Taques em entrevista à Rádio Vila Real FM disse que parte da classe política não o tolera porque não “faz esquemas” e não se curvou às opiniões dos “milionários”.

 

(mais…)

20
04

Juiz cassa direitos políticos de deputado; WS diz estar “surpreso”

Por Felipe Leonel

HiperNotícias

 

O juiz Luis Aparecido Bertolucci, da Vara Especializada Ação Civil Pública e Popular de Cuiabá, condenou o deputado estadual Wilson Santos (PSDB) a perda dos direitos políticos por seis anos, além da devolução de R$ 6 milhões ao Erário, de forma solidária. A condenação pode impedir o parlamentar de concorrer a reeleição neste pleito.

 

Na ação, também foi condenado por improbidade administrativa, o ex-secretário de Meio Ambiente de Cuiabá, Levi pires. Eles são acusados pelo Ministério Público Estadual (MPE) por improbidade administrativa, por terem efetuado contratos de publicidade sem realizar licitação. O juiz entendeu que houve prejuízo ao município de Cuiabá.

 

Wilson também foi multado em R$ 6 milhões. Segundo o MPE, Santos firmou cerca de 30 Termos Especiais de Parcerias com pessoas físicas e jurídicas para utilizar de alguns espaços para fazer publicidade. Em contrapartida, a prefeitura pagava determinado valor pela utilização de local supostamente público.

 

(mais…)

20
04

Ex-aliados fazem carta e explicam quebra de aliança

Por Felipe Leonel

HiperNotícias

 

Os ex-aliados do governador Pedro Taques (PSDB), dentre eles os ex-prefeitos de Cuiabá e de Lucas do Rio Verde, Mauro Mendes (DEM) e Otaviano Pivetta (PDT), respectivamente, vão escrever uma carta elencando “alguns” dos motivos da saída do arco de aliança do chefe do Poder Executivo. O documento deve ser divulgado na próxima semana.

 

“Vamos fazer uma carta do grupo de oposição, dos partidos e lideranças que apoiaram Pedro Taques. Vamos elencar os motivos pelos quais não vamos mais apoiá-lo, por isso estamos oferecendo uma alternativa para Mato Grosso”, afirmou Otaviano, em entrevista ao HiperNotícias.

 

“Vamos elencar os principais motivos de termos saído. Não serão todos os motivos, pois aí não seria uma carta, seria um livro”, ironizou.

 

(mais…)